Repositório Digital

A- A A+

A influência dos horários alimentares sobre o ganho de peso na infância e adolescência

.

A influência dos horários alimentares sobre o ganho de peso na infância e adolescência

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título A influência dos horários alimentares sobre o ganho de peso na infância e adolescência
Autor Dresch, Fabiane
Orientador Hidalgo, Maria Paz Loayza
Co-orientador Levandovski, Rosa Maria
Data 2015
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Medicina. Programa de Pós-Graduação em Ciências Médicas: Psiquiatria.
Assunto Índice de massa corporal
Obesidade
Refeições
Ritmo circadiano
[en] Body mass index
[en] Circadian rhythm
[en] Meal time
[en] Obesity
[en] Schoolchildren
Resumo Introdução: A obesidade e o excesso de peso têm aumentado em crianças e adolescentes ao longo dos últimos anos, tornando-se um importante problema de saúde pública. O horário em que são realizadas as refeições pode estar contribuindo com alterações metabólicas por não estar alinhado ao ritmo circadiano, e assim ser um fator de risco para a obesidade. Objetivo: Avaliar o efeito dos horários de alimentação nos dias de escola sobre o excesso de peso e obesidade em crianças e adolescentes. Materiais e Métodos: Estudo transversal com 671 alunos, com idade entre 8 e 18 anos, 59% do sexo feminino que vivem em municípios de descendência predominantemente italiana e alemã, no sul do Brasil. Os alunos responderam o Questionário de Matutinidade e Vespertinidade (MEQ), e um questionário com com questões relacionadas sobre sono e de horários de alimentação para os dias escola e nos finais de semana. Foram realizadas medidas antropométricas como peso e altura para calcular o IMC. As curvas de IMC da Organização Mundial da Saúde (WHO, 2007) para crianças e adolescentes, foram utilizadas para avaliar o estado nutricional. Resultados: Neste estudo, 15,9% das crianças, e 4,4% dos adolescentes foram classificados como obesos. O IMC correlacionou-se negativamente com o café da manhã nos dias de escola (r= -0,186; p< 0,001) para as crianças, e negativamente com MEQ (r= -0,143; p< 0,001) para adolescentes. Crianças que realizam o café da manhã antes das 07:00 h são as que apresentam maior índice de massa corporal (F=9,370; P<0,001). Os adolescentes que costumam jantar antes das 19:00 h são os que apresentam maior IMC (F= 4,178; p= 0,007). Conclusão: Os horários alimentares aumentam sobrepeso e obesidade em crianças e adolescentes. A melhora dos horários de ingestão de alimentos, tendo em conta o ritmo interno, pode contribuir para o tratamento da obesidade, reduzindo o crescimento dos riscos de saúde futuros na vida adulta.
Abstract Introduction: Overweight and obesity have increased in children and adolescents over the last few years, becoming a major public health problem. Schooldays and the weekends influence the meal time and control of rhythmicity of children and adolescents, which are confronted constantly by signaling the biological clock, being a risk factor for obesity. Objective: Evaluate the effect of meal time on overweight and obesity in children and adolescents. Methods: Cross-sectional study with 671 students, aged 8-18 years old, 59% female living in city of predominantly Italian and German descendant, in the south of Brazil. Students answered the Morningness-Eveningness Questionnaire (MEQ), and questions about sleep and meal time for schooldays and weekend. We performed anthropometric measurements of height and weight to assess BMI. The BMI-foraged was classified according the WHO AnthroPlus program, version 1.0.4 (5- 19 years, sex). Results: In this study, 15.9% of children, and 4.4% of adolescents were classified as obese. Children who eat the breakfast before 07:00 AM are those with the highest body mass index (F(2,158)= 9.370; p<0.001). The adolescents that usually dinner before 07:00 PM are those with highest BMI in the normal weight group (F(3,268)= 4.178; p= 0.007) and overweight and obese group (F(3,68)= 3.445; p= 0.021). The children and adolescents of both BMI groups showed variability in the meal time between schooldays and weekends (p<0.001). Conclusion: Meal time is an important marker of social and biological rhythm for children and adolescents. Our findings showed the need of maintain rhythmicity between the internal rhythm and the meals schedules in the schooldays and weekends, which can contribute to the prevention of obesity.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/129707
Arquivos Descrição Formato
000974901.pdf (1.489Mb) Texto parcial Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.