Repositório Digital

A- A A+

A produção do currículo do final da vida por meio do dispositivo pedagógico da mídia

.

A produção do currículo do final da vida por meio do dispositivo pedagógico da mídia

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título A produção do currículo do final da vida por meio do dispositivo pedagógico da mídia
Outro título Production of an end-of-life curriculum vitae through the pedagogical apparatus of the media
Autor Cordeiro, Franciele Roberta
Kruse, Maria Henriqueta Luce
Resumo Neste artigo, que partiu de uma pesquisa documental cujo referencial teóricometodológico foi o pensamento de Michael Foucault, analisa-se como os discursos sobre a morte circulam na mídia brasileira, produzindo um currículo do final da vida. O material empírico foi composto de dez reportagens que circularam entre 2002 e 2012 nas revistas Época e Veja. Para delimitar o corpus de análise, elaborou-se um mapeamento discursivo com o software ATLAS.ti 7, e os achados foram submetidos à análise do discurso de inspiração foucaultiana. A aceitação da morte e sua domesticação despontam como estratégias produzidas pelo Estado e legitimadas pela mídia. As revistas informativas brasileiras produzem um currículo do final da vida, ensinando e propagando a aceitação da morte e convocando os sujeitos a governarem seu fim. Aqueles que escapam dessa ordem discursiva são considerados os “anormais” no contexto do final da vida.
Abstract This paper analyzed how the discourse on death circulates within the Brazilian media, thereby producing an endof- life curriculum vitae. It stemmed from document research in which the theoretical-methodological reference framework was the thinking of Michel Foucault. The empirical material was composed of ten reports that circulated in the magazines Época and Veja between 2002 and 2012. To delimit the corpus for the analysis, discursive mapping was elaborated using the ATLAS.ti 7 software. The findings were subjected to discourse analysis inspired by Foucault’s thinking. The acceptance of death and its domestication appeared as strategies produced by the State and legitimized through the media. These informative Brazilian magazines produced end-oflife curricula vitae, thereby teaching and publicizing acceptance of death and calling on subjects to govern their own end. Those who escape from this discursive order are considered to be “abnormal” in the end-of-life context.
Contido em Interface : comunicação, saúde, educação. Botucatu. Vol. 19, n. 55 (out./dez. 2015), p. 1193-1205
Assunto Educação em enfermagem
Mídia
Morte : Enfermagem
[en] Cultural Studies
[en] Death
[en] Education nursing
[en] Nursing
[en] Palliative care
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/129887
Arquivos Descrição Formato
000977330.pdf (1.058Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.