Repositório Digital

A- A A+

Gestão do desastre de Santa Maria : legados em um hospital universitário

.

Gestão do desastre de Santa Maria : legados em um hospital universitário

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Gestão do desastre de Santa Maria : legados em um hospital universitário
Outro título Management of disaster Santa Maria : legacy in a university hospital
Outro título Gestión de desastres Santa Maria : legados para el hospital universitario
Autor Trevisan, Ivana
Orientador Witt, Regina Rigatto
Data 2015
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Enfermagem. Programa de Pós-Graduação em Enfermagem.
Assunto Administração de desastres
Desastres : Santa Maria (RS)
Gestão hospitalar
Hospital de Clínicas de Porto Alegre
Planejamento em desastres
[en] Disasters
[en] Disaster’s administration
[en] Hospital management
[en] Planning in disasters
[es] Administración de desastres
[es] Desastres
[es] Gestión hospitalaria
[es] Planificación de desastres
Resumo Este estudo teve como objetivo identificar e descrever os legados para o Hospital de Clínicas de Porto Alegre do atendimento às vítimas do incêndio ocorrido na Boate Kiss no município de Santa Maria no ano de 2013. Trata-se de uma pesquisa com abordagem qualitativa do tipo estudo de caso. A coleta de dados foi desenvolvida em duas etapas sequenciais. A primeira foi realizada por meio de entrevistas e a segunda, de consulta a documentos. A amostra foi escolhida por seleção intencional, pela técnica de snowball. Foram convidados a participar da pesquisa os profissionais que atuavam na Comissão de Rotinas em Emergências e Catástrofes com envolvimento no gerenciamento da situação e o tempo de trabalho de, no mínimo 18 meses. Estes indicaram outros, resultando em dezessete entrevistados, os quais indicaram os documentos consultados. Os dados foram analisados por meio de análise de conteúdo do tipo temático. Da análise emergiram duas categorias: Impactos do desastre na gestão do hospital e Legados um hospital universitário: repercussões na gerência e na assistência. Os impactos foram evidenciados na gestão dos recursos humanos, com capacitações e treinamentos na gestão dos recursos materiais e físicos. Os legados foram classificados como tangíveis e intangíveis. Os primeiros foram o Plano Institucional de Apoio a Catástrofes Externas, o uso de novas tecnologias, e a produção científica. Como legados intangíveis foram relacionados o espírito de equipe e solidariedade e o aprendizado e a experiência vivenciada. Os resultados deste estudo confirmam a hipótese de que a aprendizagem sobre a gestão de risco acontece a partir de eventos vivenciados pelas instituições de saúde, cujo legado reflete-se na qualificação do planejamento e do atendimento em situação de desastres. Também contribuem para a cultura da gestão de risco, pois evidenciam medidas que devem ser tomadas pelas instituições hospitalares no preparo para o atendimento em situações de desastre.
Abstract This study aimed to identify and describe the legacy to Porto Alegre Clinical Hospital of care to victims of fire at the Kiss nightclub in Santa Maria in 2013. It is a research with a qualitative approach of a case study. Data collection was conducted in two sequential steps. The first was carried out through interviews and the second, documental consultation. The sampling was chosen by intentional selection, using snowball technique. Were invited to participate in the research professionals who worked on Routine Commission on Emergencies and Disasters and that had involvement in the managing of the situation, with working experience of 18 months at least. These people indicated other ones, resulting in seventeen respondents, which indicated the documents consulted. Data were analyzed using thematic content analysis. From analysis emerged two categories: Disaster impacts on hospital management and Legacy a university hospital: repercussions in management and assistance. The impacts were evidenced in the management of human resources, with capacitating and training in the management of material and physical resources. The legacies were classified both as tangible and intangible. The first ones were the Institutional Plan of Support for External Disasters, the use of new technologies and scientific production. As intangible legacies were related team spirit, solidarity, learning and the lived experience. The results of this study confirm the assumption that learning about risk management emerges from events experience by health institutions, whose legacy is reflected in planning and service qualification from disaster situations. The results also contribute to the culture of risk management, because the evidence measures to be taken by the hospitals to prepare for treatment in disaster situations.
Resumen Este estudio ha tenido como objetivo identificar y describir los legados para el Hospital de Clínicas de Porto Alegre de la atención a las víctimas del incendio en la discoteca Kiss en Santa María en el año de 2013. Se trata de una investigación con abordaje cualitativa del tipo estudio de caso. La recolección de datos fue desarrollada en dos etapas secuenciales. La primera fue realizada por medio de entrevistas y la segunda, de consulta a documentos. La muestra fue elegida por selección intencional, por la técnica de snowball. Fueron invitados a participar de la investigación los profesionales que actúan en la Comisión de Rutinas en Emergencias y Catástrofes con envolvimiento en el gerenciamiento de la situación y el tiempo de trabajo de al menos 18 meses. Estos indicaron otros, resultando en diecisiete entrevistados, los cuales indicaron los documentos consultados. Los datos fueron analizados por medio de análisis de contenido del tipo temático. Del análisis surgieron dos categorías: Efectos de los desastres en la gestión hospitalaria y Legado de un hospital universitario: implicaciones para la gestión y asistencia. Los impactos fueron evidenciados en la gestión de los recursos humanos, con capacitaciones y entrenamientos, en la gestión de los recursos materiales, y físicos. Los legados fueron clasificados como materiales e inmateriales. Los primeros fueron el Plano Institucional de Apoyo a Catástrofes Externas, el uso de nuevas tecnologías, y la producción científica. Como legados inmateriales fueron relacionados el espíritu de equipo y la solidaridad y el aprendizaje y la experiencia vivenciada. Los resultados de este estudio confirman la suposición de que el aprendizaje sobre la gestión de riesgo ocurre a partir de eventos vivenciados por las instituciones de salud, cuyo legado se refleja en la cualificación de la planificación y de la atención en situación de desastres. También contribuyen para la cultura de la gestión de riesgo, pues evidencian medidas que deben ser tomadas por las instituciones hospitalarias en el preparo para el atendimiento en situaciones de desastre.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/129888
Arquivos Descrição Formato
000977399.pdf (1.531Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.