Repositório Digital

A- A A+

Prospecção geoquímica de metais no grupo serra geral em entre-ijuís e braga, Rio Grande do Sul, Brasil

.

Prospecção geoquímica de metais no grupo serra geral em entre-ijuís e braga, Rio Grande do Sul, Brasil

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Prospecção geoquímica de metais no grupo serra geral em entre-ijuís e braga, Rio Grande do Sul, Brasil
Autor Antunes, Lucas Machado
Orientador Hartmann, Léo Afraneo
Data 2014
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Geociências. Curso de Geologia.
Assunto Grupo Serra Geral
Metalogenia
Prospecção geoquímica
[en] Active stream sediment
[en] Geochemical prospecting
[en] Metallogeny
[en] Serra geral group
Resumo A exploração geoquímica foi conduzida no Grupo Serra Geral em toda a sua extensão de ocorrência no Rio Grande do Sul, com estudo detalhado das anomalias de metais em dois locais. O Grupo Serra Geral constitui a segunda maior província basáltica continental do mundo (917.000 km2), resultado da ruptura do Gondwana e abertura da porção sul do Oceano Atlântico no Cretáceo Inferior (± 135 Ma). O grupo está situado na porção centro-sul do Brasil, abrangendo também partes do Uruguai, Paraguai e Argentina. Esta pesquisa visa definir o potencial prospectivo para Cr e Cu, nos municípios de Entre-Ijuís e Braga, respectivamente, através da análise de sedimentos ativos de drenagens e concentrados de bateia. Dados geoquímicos de sedimentos de drenagens de 2104 amostras coletadas na Bacia do Paraná foram cedidos pela CPRM/Sureg-PA (Serviço Geológico do Brasil - Superintendência regional de Porto Alegre) para o desenvolvimento do atual projeto. As anomalias de Cr e Cu foram identificadas na região noroeste do Rio Grande do Sul através de cartografia geoquímica. O tratamento estatístico envolveu a classificação das amostras em grupos de acordo com o tipo de rocha mapeado pela CPRM (2008), analisando as unidades nas quais os alvos do estudo de detalhe estão situados: unidade básica Paranapanema (anomalia de Cu) e unidade básica Gramado (anomalia de Cr). Diagramas Boxplot determinaram o valor anômalo de 482 ppm de Cu para a unidade Paranapanema e 133 ppm de Cr na unidade Gramado. As correlações geoquímicas apontaram a associação Cu-Fe-Ni-Ti-V-Zn nas duas unidades, sendo o V o elemento com melhor afinidade com os demais elementos metálicos. Na unidade Gramado, o Cr mostrou afinidade significativa com Cu, Fe e Ni (± Co e V). As baixas razões Ni/Cu e Cr/Cu descartam a presença de corpos intrusivos ultramáficos nas unidades de interesse. No estudo prospectivo de detalhe, a análise dos concentrados de bateia resultou na ocorrência de pirita e cobre nativo em uma amostra de Entre-Ijuís. A presença de sulfeto pode ser consequência de uma intrusão magmática com contaminação de enxofre, apesar de não haver evidências que indiquem a ocorrência de sills ou diques na região. O cobre nativo pode ser resultado de remobilização do Cu e precipitação em fraturas e amígdalas dos basaltos por fluidos hidrotermais de baixa temperatura (< 150 °C). As análises de sedimentos de drenagens não demonstraram consistência com a anomalia de Cr em Entre-Ijuís, com valores variando de 70 a 99 ppm. Já a anomalia de Cu em Braga foi confirmada por duas amostras com teores de 499 e 654 ppm. A assinatura geoquímica das anomalias mantém a associação Cu-Fe-Ni-Ti-V-Zn, o que confere um caráter litófilo ao Cu no Grupo Serra Geral. Apesar da identificação de anomalias de Cu em Braga, os teores e suas características geoquímicas não fornecem indícios de um depósito economicamente viável. Este projeto temático contribuiu para a compreensão do comportamento geoquímico dos sedimentos de drenagem no Grupo Serra Geral no Rio Grande do Sul, enriquecendo o conhecimento sobre exploração de recursos minerais e prospecção geoquímica na província vulcânica Paraná.
Abstract Geochemical exploration was undertaken in the Serra Geral Group in its entire extension in Rio Grande do Sul, with detailed study of the anomalies of metals in two locations. The Serra Geral Group is the second largest basaltic province (917,000 km2) in the continents, and resulted from the rupture of Gondwana and the opening of the southern portion of the Atlantic Ocean in the Early Cretaceous (± 135 Ma). The group is located in south central Brazil, also covering parts of Uruguay, Paraguay and Argentina. This research aims at the definition of the prospective potential for Cr and Cu, in Entre-Ijuís and Braga, respectively, through the analysis of active stream sediments and panning concentrates. Geochemical analyses of 2104 samples of stream sediments collected in the Paraná Basin were provided by CPRM, Sureg-PA (Geological Survey of Brazil - Regional Superintendency of Porto Alegre) for the development of the present project. The Cr and Cu anomalies were identified in the northwestern of Rio Grande do Sul, through geochemical mapping. The statistical analysis involved the separation of the samples in units according to lithology of provenance, analyzing the units in which the targets of the detailed study are situated: Paranapanema basic unit (Cu anomaly) and Gramado basic unit (Cr anomaly). Boxplot diagrams determined the anomalous value of 482 ppm Cu in the Paranapanema unit and 133 ppm Cr in the Gramado unit. Geochemical correlations indicate the association Cu-Fe-Ni-Ti-V-Zn in both units, with V having a better affinity for the other metallic elements. In the Gramado unit, Cr showed significant affinity for Cu, Fe and Ni (± Co and V). The low Ni/Cu and Cr/Cu ratios discard the presence of ultramafic intrusive bodies in the units of interest. In the detailed prospective study, the analysis of panning concentrates resulted in the occurrence of pyrite and native copper in a sample of Entre-Ijuís. The presence of sulfide may be due to a magmatic intrusion with sulfur contamination, although there is no evidence to attribute the occurrence of sills and dykes in the region. The native copper enrichment may be the result of remobilization of Cu and precipitation in fractures and amygdales of the basalts by low temperature (< 150 ° C) hydrothermal fluids. Analyses of active stream sediments showed no consistency for the Cr anomaly in Entre-Ijuís, with values ranging between 70-99 ppm. On the other hand, the anomaly of Cu in Braga was confirmed by two new samples with contents of 499 and 654 ppm. The geochemical signatures of the anomalies supports the Cu-Fe-Ni-Ti-V-Zn association, and this confers a lithophile character to Cu in the Serra Geral Group. In spite of the identification of Cu anomalies in Braga, the contents and their geochemical characteristics do not provide evidence for the occurrence of an economic deposit. This thematic project contributed to the understanding of the geochemical behavior of stream sediments of the Serra Geral Group in Rio Grande do Sul, thus enriching the knowledge about the exploitation of minerals resources and geochemical exploration of the Paraná volcanic province.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/129988
Arquivos Descrição Formato
000963467.pdf (14.52Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.