Repositório Digital

A- A A+

As relações de status entre as línguas na implementação em processo de uma proposta acadêmica bilíngue em um cenário institucional multilíngue latino-americano

.

As relações de status entre as línguas na implementação em processo de uma proposta acadêmica bilíngue em um cenário institucional multilíngue latino-americano

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título As relações de status entre as línguas na implementação em processo de uma proposta acadêmica bilíngue em um cenário institucional multilíngue latino-americano
Autor Carvalho, Simone da Costa
Orientador Schlatter, Margarete
Data 2012
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Letras. Programa de Pós-Graduação em Letras.
Assunto Ensino e aprendizagem
Multilinguismo
Planificação linguística
Política lingüística
[es] Políticas de status
[es] Política y planificación linguística
Resumo Situada na fronteira tríplice Brasil-Argentina-Paraguai, a Universidade Federal da Integração Latino-Americana (UNILA) fundamenta-se em uma política educacional bilíngue portuguêsespanhol voltada a questões do desenvolvimento latino-americano. Apoiada em uma proposta pedagógica interdisciplinar, a Instituição conta com professores brasileiros e estrangeiros e recebe alunos de diferentes países da América Latina. Alinhado ao campo teórico da política e planificação linguística (RICENTO, 2006; SHOHAMY, 2006), este trabalho buscou analisar as relações de status entre o português e o espanhol no cenário acadêmico, a partir da observação de algumas práticas sociais levadas a cabo pelos atores, que atualizam a circulação das línguas através de textos orais e escritos. A partir do entendimento de que decisões concernentes às funções e usos das línguas nas práticas sociais têm implicações nas relações de status entre os idiomas, foram focos desta investigação: 1) as funções e usos das línguas expressas no material documental institucional; 2) as práticas sociais realizadas pelos atores e os textos que permeiam tais práticas no cenário acadêmico; e 3) o discurso dos participantes sobre essas práticas. A metodologia de investigação seguiu uma orientação qualitativa de pesquisa (ERICKSON, 1990; MASON, 1996) desenvolvida com cunho etnográfico. O trabalho de campo realizado durante um período de 41 dias envolveu a geração de dados etnográficos na universidade através de observação participante, entrevistas semiestruturadas, registro fotográfico e coleta de material escrito afixado pelo campus, além da análise do material documental da proposta educacional bilíngue. A análise propõe que, durante o período desta pesquisa, a UNILA constituiu um ambiente multilíngue no qual: a) o português e o espanhol são as línguas oficiais e majoritárias, mas habitam esse espaço em copresença com outras línguas nativas, como o guarani, o quéchua e o aimará; b) dentre os idiomas oficiais da proposta, a língua portuguesa gozou de maior status; c) demandas de valorização do espanhol foram expressas no discurso dos participantes e em práticas acadêmicas; d) o guarani mostrou-se uma língua emergente no cenário acadêmico, circulando nos âmbitos de socialização e de ensino. Nas práticas observadas destacaram-se fatores e variáveis interdependentes em políticas de educação bilíngue (BAETENS BEARDSMORE, 2009) que não são contemplados na proposta institucional. A partir das práticas observadas e dos discursos dos participantes, contrapostos à proposta oficial, percebe-se um processo de coconstrução da política linguística pelos atores, que atualizam a proposta a partir de suas práticas acadêmicas cotidianas.
Resumen Ubicada en la tríplice frontera Brasil-Argentina-Paraguay, la Universidade Federal da Integração Latino-Americana (UNILA) está basada en una política de educación bilingue en portugués y español, que se vuelve a cuestiones del desarrollo latinoamericano. Apoyada en una propuesta pedagógica interdisciplinaria, la universidad cuenta con profesores brasileros y extranjeros y recibe alumnos de diferentes países de Latinoamérica. Basado en el marco teórico de la política y planificación linguística (RICENTO, 2006; SHOHAMY, 2006), este trabajo buscó analizar las relaciones de status entre el portugués y el español en el escenario académico, partiendo de la observación de algunas prácticas sociales entabladas por los actores, los mismos que actualizan la circulación de las lenguas a traves de textos orales y escritos. A partir del entendimiento de que decisiones referentes a las funciones y usos de las lenguas en prácticas sociales tienen implicaciones en la relaciones entre los idiomas, esta investigación tuvo como foco: las prácticas sociales realizadas por los actores y los textos que permean tales prácticas en el escenario académico; el discurso de los participantes acerca de esas prácticas; las funciones y usos de las lenguas expresas en el material documental institucional. La metodología de investigación se orientó por los presupuestos de la investigación cualitativa (ERICKSON, 1990; MASON, 1996), desarrollada con cuño etnográfico. La investigación de campo se realizó durante un periodo de 41 días e involucró la generación de datos etnográficos en la universidad a través de la observación participante, entrevistas semiestructuradas, registros fotográficos y recolección de materiales escritos expuestos por el campus, además del análisis de documentos de la propuesta educacional bilingue. El análisis propone que UNILA es un ambiente multilingue en el cual: a) el portugués y el español son las lenguas oficiales y mayoritarias, pero conviven con otros idiomas como guaraní, quechua y aimara; b) entre los idiomas oficiales de la propuesta, el portugués gozó de mayor status; c) demandas de valorización del español fueron expresadas en el discurso de los participantes y en prácticas académicas; d) el guaraní se presenta como una lengua emergente en el escenario académico, con circulación en los medios de socialización y de ensenãnza. En las prácticas observadas se destacaron factores y variables interdependientes en políticas de educación bilingue (BAETENS BEARDSMORE, 2009) que no son mencionadas en la propuesta institucional. A partir de las prácticas observadas y de los discursos de los participantes, antagónicos a la propuesta official, se percibe un proceso de coconstrucción de la política linguística por los actores, los cuales actializan la propuesta a partir de sus prácticas académicas cotidianas.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/130000
Arquivos Descrição Formato
000968616.pdf (1.882Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.