Repositório Digital

A- A A+

O Facebook como confessionário : discursos sobre si e o investimento dos poderes

.

O Facebook como confessionário : discursos sobre si e o investimento dos poderes

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título O Facebook como confessionário : discursos sobre si e o investimento dos poderes
Outro título Facebook as confessionary : discourses on itself and thge power investments
Autor Borges, Renato Levin
Ceccim, Ricardo Burg
Resumo Analisa-se o Facebook como modulação do dispositivo confessional cristão, em que um sujeito é instado, incessantemente, a produzir discursos sobre si, produzindo e sendo produzido por tramas de poder em um jogo de autorregulação. Para tal objetivo vale-se da análise de discurso foucaultiana, literatura sobre o manejo das informações por empresas e governos, assim como a legislação estado-unidense sobre usos de informações na internet e o caso wikileaks com as denúncias do exfuncionário da Agência de Inteligência Americana Edward Snowden. Discute-se os processos colocados em circulação para a produção de discursos sobre si tanto no confessionário quanto no site de relacionamentos, e como isso pode se relacionar com um trabalho da subjetividade sobre si mesma, produtora de saberes geradores de novos mecanismos de investimentos. Toma-se por conclusão a hipótese que o dispositivo de produção de discursos seja da ordem do funcionamento dos poderes e seus subsequentes investimentos, tanto na ordem governamental, quanto de ordem capitalística.
Abstract The article analyzes the Facebook as a modulation of the Christian confessional device, in which a subject is asked incessantly to produce discourses on itself, producing and being produced by power webs in a self-regulation game. In order to achieve this goal avails itself of Foucault’s discourse analysis, literature on the management of information by companies and governments, as well the US legislation on information uses on the Internet and the wikileaks case with the accusations of the former employee of the American Intelligence Agency Edward Snowden. It discusses the processes put into circulation for the production of discourses on itself both in the confessional and in the social networking site, and how it can relate to a job of subjectivity on itself, producer of knowledges generators of new investment mechanisms. It is taken as conclusion the hypothesis that the discourse producing device is needed from the operation of powers policy and its subsequent investments in both the governmental order, as the capitalistic order.
Contido em Saúde em Redes. Porto Alegre. Vol. 1, n. 2 (2015), p. 57-67
Assunto Facebook (Site)
Subjetividade
[en] Confessionary
[en] Foucault
[en] Powers Investments
[en] Subjectivity
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/130019
Arquivos Descrição Formato
000976851.pdf (275.6Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.