Repositório Digital

A- A A+

Abordagens da antropologia e da sociologia econômicas aplicadas às análises da economia solidária e da commons-based peer production

.

Abordagens da antropologia e da sociologia econômicas aplicadas às análises da economia solidária e da commons-based peer production

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Abordagens da antropologia e da sociologia econômicas aplicadas às análises da economia solidária e da commons-based peer production
Autor Henkin, Marcelo
Orientador Campregher, Gláucia Angélica
Data 2015
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Ciências Econômicas. Curso de Ciências Econômicas.
Assunto Economia
[en] Commons-based peer production
[en] Embeddedness
[en] Organizational forms of production
[en] Solidarity economy
Resumo Nas sociedades contemporâneas, observa-se o desenvolvimento de formas de organização da produção que se distinguem da empresa capitalista típica e predominante. O trabalho elege como objeto de análise duas destas formas, associadas ao movimento da Economia Solidária e da Commons-Based Peer Production. Parte-se da constatação de que a abordagem econômica tradicional neoclássica, por seu reducionismo econômico e pela sua ênfase na racionalidade do agente econômico que responde a incentivos, é limitada e inadequada para a compreensão destas formas de organização da produção. O objetivo do trabalho é identificar, contrapor e analisar os conceitos e proposições de autores da antropologia e da sociologia econômica que auxiliam na compreensão das novas formas de relação do social/político com o econômico nas economias solidária e da peer production. Para tanto, a pesquisa propõe-se a responder questões sobre: i) qual a colaboração das análises teóricas sobre enraizamento e desenraizamento do econômico no social feitas pelos principais expoentes da sociologia e da antropologia até aqui, para que possamos entender essa questão não apenas em formações sociais passadas, mas nas novas formas que surgem no interior do capitalismo atual; ii) quais as bases concretas que podem ser detectadas dentro dos novos empreendimentos que apontam para um reposicionamento destas esferas. Foi visto que as duas formas de organização analisadas funcionam sob uma lógica que subordina o econômico e promovem uma nova orientação política, bem como ressaltam um pluralismo comportamental e econômico. Além disso, as abordagens utilizadas evidenciaram o modo como indivíduos interagem criando redes e estabelecendo relações sociais atípicas ao capitalismo.
Abstract In contemporary societies, new forms of production organization distinct from the dominant capitalist enterprise have been developed. This work analyzes two of these forms, associated with the Solidarity economy and the Commons-Based Peer Production. The basic premise is the fact that the traditional neoclassical approach to economy, given its economic reductionism and emphasis in the rationality of the economic agent that responds to incentives, is limited and inadequate for the understanding of these forms of production organization. The objective of this work is to identify, compare and analyze the concepts and proposals of anthropology and economic sociology authors which help understanding the new relations between social and political aspects with the economic aspects of solidarity and peer production economy. Therefore, this research proposes to answer: i) what are the contributions of the theoretical analysis of the social embeddedness and disembeddedness of the economy by the key authors of sociology and anthropology, so we can understand this subject not only in past social structures, but also in the new forms that appear in present-day capitalism; ii) what are foundations that can be detected within these new enterprises that suggest a repositioning of these spheres. It has been noticed that the two analyzed forms of organization work under a logic in which the economic dimension is subordinated to social relations and promote a new political orientation, as well as emphasizing a behavioral and economical pluralism. Furthermore, the employed approaches highlight the way individuals interact by creating networks and establishing social relationships unusual in capitalism.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/130330
Arquivos Descrição Formato
000975926.pdf (551.2Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.