Repositório Digital

A- A A+

Investimento externo direto no Brasil nas últimas duas décadas (1990-2010) : caracterização e implicações para a política industrial

.

Investimento externo direto no Brasil nas últimas duas décadas (1990-2010) : caracterização e implicações para a política industrial

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Investimento externo direto no Brasil nas últimas duas décadas (1990-2010) : caracterização e implicações para a política industrial
Autor Maier, Amanda Camargo
Orientador Martins, Marcilene Aparecida
Data 2015
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Ciências Econômicas. Curso de Ciências Econômicas.
Assunto Economia
[en] Brazilian industrial policy
[en] Foreign direct investment
[en] Host economy
[en] National policies
[en] Transnational corporation
Resumo A dinâmica recente do capitalismo contemporâneo permite identificar uma tendência cada vez mais forte de integração entre as economias nacionais. Esta perspectiva tem se desenvolvido na direção da internacionalização produtiva, comercial e financeira de grande parte dos países, materializando-se em intensos fluxos de capitais estrangeiros por todo o mundo. A experiência internacional demonstra como as diversas economias estão tratando a questão e utilizando a potencialidade dos investimentos externos diretos (IED) em seu benefício. O Brasil também vem galgando posições de destaque como receptor de IED, especialmente a partir da década de 1990, quando iniciou a abertura comercial e financeira e o contexto de liberalização econômica acabou resultando em uma trajetória ascendente dos fluxos de IED ao país – acelerada substancialmente na segunda metade dos anos 90. Acrescido o fato da necessidade de melhorar o perfil das exportações brasileiras e elevar a propensão a inovar das empresas, considera-se que o ingresso de investimento produtivo oriundo do exterior e a atuação de empresas transnacionais pode apresentar-se como um meio para viabilizar o desenvolvimento industrial brasileiro. Este trabalho se propõe a analisar a evolução e caracterização dos fluxos de IED recebidos pelo Brasil entre 1990 e 2010, assim como a sua contribuição comercial e tecnológica, e a adoção de políticas públicas nacionais para promover e orientar o ingresso de IEDs no país. A hipótese levantada pelo trabalho é de que a atual (anos 90 em diante) baixa “qualidade” ou contribuição do IED no Brasil explica-se por serem tais investimentos mais induzidos pelo mercado do que induzidos pelo governo por meio de políticas industriais proativas e seletivas. Conclui-se que, de forma geral, as ações e iniciativas governamentais para a promoção dos IEDs existentes no Brasil neste período mostraram-se desarticuladas e não tiveram caráter contínuo e seletivo, resultando na entrada de IED de baixa qualidade.
Abstract The recent dynamics of contemporary capitalism allows identifying an increasingly strong trend of integration between national economies. This perspective has developed towards the productive, commercial and financial internationalization of most countries, materializing in intense foreign capital flows around the world. The international experience shows how several economies are dealing with the issue and using the potential of foreign direct investment (FDI) for their benefit. Brazil has also been climbing prominent positions as an FDI receiver, especially from the 1990s, when trade and financial openness began and the economic liberalization context eventually resulted in an upward trend in FDI flows to the country – substantially accelerated in the second half of the 90s. Besides the need to improve the profile of Brazil’s exports and increase the companies’ propensity to innovate, it is considered that the inflow of productive investment from abroad and the activities of transnational corporations may be presented as a way to enable Brazil’s industrial development. This paper aims to analyze the evolution and characterization of FDI flows received by Brazil between 1990 and 2010, as well as its commercial and technological contributions, and the adoption of national policies to promote and guide the inflow of FDI in the country. The hypothesis for this study is that the current (90s onwards) low "quality" or contribution of FDI in Brazil is explained by such investments being more induced by the market rather than by the government through proactive and selective industrial policies. It concludes that, in general, government actions and initiatives existing in Brazil during this period for the promotion of FDIs were often disarticulated and did not have a continuous and selective nature, resulting in low-quality FDI inflows.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/130360
Arquivos Descrição Formato
000977074.pdf (1.134Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.