Repositório Digital

A- A A+

Vivências de familiares sobre o trabalho de uma equipe de saúde mental na perspectiva da sociologia fenomenológica de Alfred Schutz

.

Vivências de familiares sobre o trabalho de uma equipe de saúde mental na perspectiva da sociologia fenomenológica de Alfred Schutz

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Vivências de familiares sobre o trabalho de uma equipe de saúde mental na perspectiva da sociologia fenomenológica de Alfred Schutz
Autor Camatta, Marcio Wagner
Orientador Schneider, Jacó Fernando
Data 2008
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Enfermagem. Programa de Pós-Graduação em Enfermagem.
Assunto Centro de atenção psicossocial
Saúde mental
Saúde mental : Família
Schütz, Alfred, 1899-1959
Serviços de saúde mental
[en] Family
[en] Mental health
[en] Mental health services
[en] Philosophy
[en] Qualitative research
[es] Familia
[es] Filosofía
[es] Investigación cualitativa
[es] Salud Mental
[es] Servicios de salud mental
Resumo Desde o nascimento da psiquiatria, a participação da família no tratamento dos indivíduos em sofrimento psíquico tem sido pouco encorajada. Tendo em vista os recentes avanços alcançados pelo movimento da reforma psiquiátrica brasileira, dentre os quais, a implementação de serviços substitutivos ao hospital psiquiátrico como os Centros de Atenção Psicossocial (CAPS), torna-se relevante investigar o que nos apontam as famílias de usuários sobre o trabalho da equipe que atua nestes serviços. O objetivo deste estudo foi compreender as vivências de familiares de usuários de um CAPS sobre o trabalho da equipe, sob a perspectiva da Sociologia Fenomenológica de Alfred Schutz. Trata-se de um estudo de abordagem qualitativa, do tipo fenomenológico. Foram entrevistados 13 familiares em outubro e novembro de 2006, em um CAPS localizado em Porto Alegre. Para a coleta dos depoimentos, foi utilizada entrevista com a seguinte questão orientadora: “Fale sobre o trabalho da equipe do Centro de Atenção Psicossocial”. Da análise compreensiva, emergiram três categorias: o trabalho como projeto, ação e ato; fundamentado no interesse à mão; permeado por relações interativas. A análise realizada permitiu considerar que o trabalho da equipe do CAPS sofre interferência da gestão das políticas públicas municipais; tem resultados concretos na assistência em saúde mental; deveria integrar mais a família ao serviço. Estas considerações podem servir de subsídios para as equipes de saúde mental refletirem suas práticas quanto ao envolvimento da família no seu trabalho em um serviço substitutivo ao hospital psiquiátrico.
Resumen Desde el nacimiento de la psiquiatría, la participación de la familia en el tratamiento de los individuos en sufrimiento psíquico ha sido poco encorajada. Teniendo en cuenta los recientes avances alcanzados por el movimiento de la reforma psiquiátrica brasileña, de entre los cuales la implementación de servicios sustitutivos al hospital psiquiátrico como los Centros de Atención Psicosocial (CAPS), es relevante investigar lo que nos apuntan las familias de usuarios acerca del trabajo del equipo que actúa en estos servicios. El objetivo de este estudio fue comprender las experiencias de familiares de usuarios de un CAPS sobre el trabajo del equipo, bajo la perspectiva de la Sociología Fenomenológica de Alfred Schutz. Se trata de un estudio de abordaje cualitativo, de la clase fenomenológica. Fueron entrevistados 13 familiares en octubre y noviembre de 2006, en un CAPS localizado en Porto Alegre. Para la recolección de los testimonios, fue utilizada entrevista con la siguiente cuestión orientadora: “Hable acerca del trabajo del equipo del Centro de Atención Psicosocial”. Del análisis compreensivo emergieron tres categorías: el trabajo como proyecto, acción y acto; fundamentado en el interés a la mano; impregnado por relaciones interactivas. El análisis realizado permitió considerar que el trabajo del equipo del CAPS sufre interferencia de la gestión de las políticas públicas municipales; tiene resultados concretos en la asistencia en salud mental; debería integrar más la familia al servicio. Estas consideraciones pueden servir de subsidios para los equipos de salude mental reflexionar acerca de sus prácticas cuanto al envolvimiento de la familia en su trabajo en un servicio sustitutivo al hospital psiquiátrico.
Abstract Since psychiatry has arisen, family participation in the treatment of subjects undergoing psychiatric suffering has been little encouraged. Considering the recent progress reached by the movement of the Brazilian psychiatric reform, among which, the implementation of services in replacement of the psychiatric hospital like the Centers of Psychosocial Care (CAPS), it is relevant investigating what the users´ families point out to us about the work of the team that perform in these services. This study aimed at understanding the life experiences of family members of CAPS users about the team work, under the perspective of the Phenomenological Sociology of Alfred Schutz. It is a study of qualitative approach of the phenomenological type. Thirteen family members were interviewed in October and November 2006 at a CAPS unit, located in Porto Alegre. For the collection of the testimonies, interview was carried out with the following guiding issue: “Talk about the team work of the Center of Psychosocial Care”. From the comprehensive analysis, three categories have emerged: the work as project, action and act; founded in the interest at hand; featured by interactive relations. The performed analysis allowed considering that the CAPS team work suffers interference from the management of municipal public policies; it has concrete results in the mental health care; it should integrate more the family into the service. The considerations can provide inputs for the mental health teams to think over their practices regarding the involvement of the family in their work in a service that replaces the psychiatric hospital.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/13053
Arquivos Descrição Formato
000634468.pdf (694.9Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.