Repositório Digital

A- A A+

No olho do furacão, na ilha da fantasia : a invenção da residência multiprofissional em saúde

.

No olho do furacão, na ilha da fantasia : a invenção da residência multiprofissional em saúde

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título No olho do furacão, na ilha da fantasia : a invenção da residência multiprofissional em saúde
Outro título En el ojo del huracán, en la isla de la fantasía : la invención de la residencia multiprofesional en la salud
Outro título In the eye of the hurricane, in the fantasy island : the invention of multiprofessional residence in health
Autor Dallegrave, Daniela
Orientador Kruse, Maria Henriqueta Luce
Data 2008
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Enfermagem. Programa de Pós-Graduação em Enfermagem.
Assunto Integralidade em saúde
Internato e residência
Residência multiprofissional em saúde
Sistema Único de Saúde.
[en] Education
[en] Non-medical Internship
[en] Power
[es] Educación
[es] Internado no médico
[es] Poder
Resumo Trata da Residência Multiprofissional em Saúde como uma invenção cultural constituída a partir do Sistema Único de Saúde. A dissertação foi elaborada a partir do referencial teórico pós-estruturalista, utilizando as ferramentas analisadoras propostas por Michel Foucault, quais sejam: norma, discurso, poder e dispositivo. A partir dessa vertente, aponta que essa invenção cultural se deu com a edificação de discursos que falam sobre o que a Residência é ou deveria ser. O texto não tem o objetivo de estabelecer verdades sobre a proposta de formação de profissionais de saúde. Apenas procura mostrar como se apresenta nos materiais produzidos e veiculados pelo Estado, pelos residentes, pelos profissionais de saúde, pelos programas de Residência e pelos médicos (residentes ou não). Nas análises, observa-se que os discursos dividem-se entre aqueles que falam a favor e contra a proposta, sendo que neste último estão as matérias produzidas pela categoria médica. Falam contra a proposta os experts, médicos, geralmente homens, que ocupam espaços de poder na categoria. A favor sujeitos sem distinção de gênero que enunciam sobre a Residência, articulando-a com outros poderosos discursos como o da Integralidade, o do Sistema Único de Saúde, o do trabalho em equipe e o da Reforma Universitária. Este estudo pretende provocar nos seus leitores/interlocutores a inquietação e a desestabilização de verdades sobre a Residência Multiprofissional em Saúde tão caprichosamente sedimentadas em nossa cultura.
Abstract The following work is about Multiprofessional Residence in Health as a cultural invention built upon SUS (Sistema Único de Saúde, Brazilian Health Care system). This dissertation was elaborated from post-structuralist theoretical data, using the analytical tools as proposed by Michel Foucault, as follows: norm, discourse, power and device. Such trend points out that this cultural invention occurred with the edification of discourses on what a Residence is and what it should be. This text has no intention of establishing truths about the proposition of the formation of health care professionals. It just attempts to show how it is presented in the produced materials advertised by the State, by the residents, professionals in health, Residence Programs and by the doctors (residents or not). In the analysis, it has been observed that the discourses split in those who are in favor and those against the proposition, in the latter category are those materials produced by the medical category. Those who speak against the proposition are the *experts*, doctors, generally men, who occupy positions of power in the medical category. On the other hand, there are those in favor of the proposition, a group composed of people, regardless of gender, who talk about Residence, articulating it with other powerful discourses such as integrality, Brazilian’s Health System (SUS), team work and university reforms. This study seeks to provoke in its readers/participants some restlessness and the unbalancing of truths about Multiprofessional Residence in Health, which are so thoroughly set in our culture.
Resumen Trata de la Residencia Multiprofesional en la Salud como una invención cultural constituida a partir del Sistema Único de Salud. La disertación se elaboró a partir del referencial teórico posestructuralista, utilizando las herramientas analizadoras propuestas por Michel Foucault, son ellas: norma, discurso, poder y dispositivo. A partir de esa vertiente, señala que esa invención cultural ocurrió con la edificación de discursos que se refieren a lo que la Residencia eso debería ser. El texto no tiene el objetivo de establecer verdades sobre la propuesta de formación de profesionales de la salud. Solamente intenta mostrar cómo se presenta en los materiales producidos y difundidos por el Estado, por los residentes, por los profesionales de la salud, por los programas de Residencia y por los médicos (residentes o no). En los análisis, se observa que los discursos se dividen entre aquellos que hablan a favor y en contra de la propuesta, siendo que en este último están las materias producidas por la categoría médica. Hablan en contra de la propuesta los *expertos*, médicos, generalmente hombres, que ocupan espacios de poder en la categoría. A favor, sujetos sin distinción de género que enuncian sobre la Residencia, articulándola con otros poderosos discursos como el de la integralidad, el del Sistema Único de Salud, el del trabajo en equipo y el de la Reforma Universitaria. Este estudio posibilita provocar en sus lectores/interlocutores la inquietud y la desestabilización de las verdades sobre la Residencia Multiprofesional en la Salud tan esmeradamente sedimentadas en nuestra cultura.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/13065
Arquivos Descrição Formato
000637637.pdf (467.3Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.