Repositório Digital

A- A A+

Caracterização petrográfica e geoquímica do batólito de acandí e corpos associados, Chocó, Colômbia.

.

Caracterização petrográfica e geoquímica do batólito de acandí e corpos associados, Chocó, Colômbia.

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Caracterização petrográfica e geoquímica do batólito de acandí e corpos associados, Chocó, Colômbia.
Autor Celis, Diana Marcela Sanchez
Orientador Frantz, Jose Carlos
Co-orientador Marques, Juliana Charão
Data 2015
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Geociências. Programa de Pós-Graduação em Geociências.
Assunto Colômbia
Geoquímica
Isótopos
Petrografia
[en] Chocó
[en] Geochemistry
[en] Isotopes
[en] Petrography
Resumo O Batólito Acandí é um corpo intrusivo com grandes variações de composição (Gonzalez e Londoño, 2002) que data do Oligoceno (Toussaint e Restrepo, 1976), por sua vez intruído por corpos de andesitos, dacitos, e diques de basalto. Devido às diferenças de composição deste corpo na Cordilheira Ocidental, a integração e interpretação dos dados da análise petrográficos, geoquímicos e isotópicos amostras coletadas no norte do Golfo de Urabá entre as cidades de Acandí e Unguía, no departamento foi feito. Para esta área, as rochas do Batólito são gabros: rochas melanocráticas, massivas, equigranulares de grão fino a meio, subhedrales, de textura fanerítica; e os corpos e diques são rochas leucocráticas, massivas, inequigranulares de grão fino a meio, subhedrales, com textura porfirítica e rochas melanocráticas afaníticas (basaltos). Petrografia detalhada mostra que as rochas do Batólito são compostas de plagioclásio, piroxênio e anfibólio, como acessórios pirita disseminada, apatita, magnetita e ilmenita. São rochas holocristalinas, melanocráticas, inequigranulares, subhedrales, de fino a groso granular, com a presença de texturas subofíticas e ofíticas, com coroas de reação e zoneamento em plagioclásios. As rochas subvulcânicas que intrudem o Batólito são basaltos afaniticos e andesitos e dacitos com texturas porfiríticas, com plagioclásio e hornblenda como principais minerais. São inequigranulares, de tamanho muito fino a grosso, com texturas cumulo-porfiríticas, vesiculares e amigdulares. Análises geoquímicas e isotópicas indicam que tanto as rochas do Batólito como os corpos que intrudem, são de afinidade sub-alcalina da série cálcio-alcalina de baixo para meio K, metaluminosas com ligeiro enriquecimento de elementos de terras raras em relação ao as terras raras pesadas. Dados de geoquímica e isotópicos de Nd e Sr sugerem que estas rochas são formadas a partir de processos em arcos insulares associados com zonas de subducção, sendo posteriormente acrecentadas à margem continental.
Abstract The Acandi’s batholith is a large intrusive body with a wide compositional variation (Gonzalez and Londoño, 2002) dating from the Oligocene (Restrepo y Toussaint, 1976), and intruded by andesites and dacites bodies and basalt dikes. Due to the compositional difference of this body in the Western Cordillera, it is performed integration and interpretation of new petrographic, geochemical and isotopic data from samples collected in the northern Gulf of Urabá between the towns of Acandí and Unguía it is done in Choco Department. For this area, batholith rocks are gabbros: melanocratic rocks, massive, equigranular fine to medium grained, subhedral, phaneritic texture; and the bodies and dikes are: leucocratic, massive and inequigranular rocks, fine to medium grained, subhedral, with sporphyritic texture and aphanitic melanocratic rocks (basalts).. Detailed petrography shows that the rocks from the Batolith are constituted by plagioclase, pyroxene and amphibole, with disseminated pyrite, apatite, magnetite and ilmenite as accessory phases. The batholith rocks are holocrystalline, melanocratic, inequigranular, subhedral, from fine to granular roughly, with the presence of ophitic and subophitic textures, with reaction rings (coronas) and zoning in plagioclase. The intrusive subvolcanic rocks that crosscut the Batholith are afanitic basalts, dacites, and andesites with porphiritic textures, having plagioclase and hornblende as main minerals. They are inequigranular, very fine to coarse grained, with glomeroporphyritic texture and also vesicular and amygdular textures. Geochemical and isotopic analyses indicate that both batholiths and intrusive rocks are sub-alkaline from the calc-alkaline series of low to medium K, metaluminous with light rare earth elements enrichment in relation to the heavy rare earth elements. The geochemical and Nd and Sr isotopic data suggest that these rocks are formed in island arcs, associated with subduction zones, being later added to a continental margin.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/130842
Arquivos Descrição Formato
000979929.pdf (3.045Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.