Repositório Digital

A- A A+

Inclusão no ensino superior : itinerários de vida de acadêmicos com necessidade educionais especiais

.

Inclusão no ensino superior : itinerários de vida de acadêmicos com necessidade educionais especiais

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Inclusão no ensino superior : itinerários de vida de acadêmicos com necessidade educionais especiais
Autor Momberger, Moana Meinhardt
Orientador Schäffer, Margareth
Data 2007
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Educação. Programa de Pós-Graduação em Educação.
Assunto Ensino superior
Inclusão escolar
Necessidades educacionais especiais
[en] Education
[en] Fundamental education
[en] Higher education
[en] Improvements
[en] Inclusion
[en] Obstacles
[en] Perspectives
[en] Special needs
Resumo A presente pesquisa teve como principal objetivo compreender como os sujeitos com necessidades educacionais especiais vêem e percebem os movimentos em prol da educação inclusiva, bem como identificar quais suas perspectivas com relação à inclusão, explorando, ainda, os processos inclusivos no Ensino Superior. Para tanto, utilizou-se como estratégia metodológica a análise dos itinerários de vida de três acadêmicos com necessidades educacionais especiais. A escolha desses sujeitos se deu devido ao fato de possibilitarem a análise das práticas de inclusão tanto na educação básica quanto no contexto universitário. Foram realizadas entrevistas semi-estruturadas com os três sujeitos investigados e os dados coletados foram analisados a partir dos pressupostos da teoria sócio-histórica e dos estudos sobre defectologia de Vygotski. Considerando que não foram estabelecidas categorias de análise a priori, os dados coletados foram agrupados, num esforço que buscou identificar aspectos recorrentes, referenciados nas entrevistas que fossem ao encontro dos objetivos traçados para a pesquisa. Isto posto, foram elencadas as seguintes categorias: o reconhecimento dado pelos sujeitos às suas famílias; os entraves e avanços no fazer inclusivo; as contribuições dos sujeitos para a qualificação das práticas inclusivas em educação e a inclusão no ensino superior. Os três itinerários demonstram a superação do estereotipo de deficiente a partir do investimento nas interações sociais dos sujeitos. A partir da análise dos dados pôde-se observar ainda que o preconceito apresenta-se como um dos principais entraves ao fazer inclusivo, o que por sua vez origina-se da falta de conhecimento e contato com as pessoas com necessidades especiais. Da mesma forma, a inclusão no ensino superior mostrou-se como um tema que precisa ser incorporado à pauta de estudos e debates da sociedade e, principalmente das instituições universitárias. Por fim, cabe ressaltar que os sujeitos com necessidades especiais se mostram abertos ao debate e à construção de uma sociedade inclusiva e muito tem a nos dizer e a contribuir.
Abstract The recent research had as a main objective to understand how individuals with educational disabilities see and realize the movements in favor of inclusive education, as well as to identify what are their perspectives towards this inclusion, exploring still, inclusive processes in higher education. Therefore, we used as methodology strategy the analyses of life itineraries of three students with special educational needs. These individuals were chosen due to the fact of making possible the analysis of inclusive practices in fundamental education as much as in the university context. There were made semi structured interviews with the three investigated persons and the collected data was analyzed from the postulates of the social-historical theory and the studies about Vygotski`s defectology. Considering that no categories of analysis a priori, were determined, the collected data was grouped in an effort that aimed to identify the recurrent aspects, regarding the interviews that were going to meet the objectives outlined for the research. After that, the following categories were listed: recognition given by the individuals to their families; the obstacles and improvements in the inclusive practice; contributions of the individuals to qualify the inclusive practice in education and the inclusion in higher education. The three itineraries demonstrate there has to be done investment in the social interactions of disabled people in order to overcome the stereotypes carried by them. From the data analyzed, we could observe still that the prejudice, which originated from the lack of knowledge and contact with people in special needs, comes as one of the main impediments of the inclusion. In the same way, the inclusion in higher education revealed as a subject that needs to be incorporated to the guideline of studies and debates of the society and, mainly of the university institutions. To sum up, it is important to stand out that the individuals with special needs are open to the debate and to the construction of an inclusive society and that they have a lot to say and to contribute.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/13091
Arquivos Descrição Formato
000639061.pdf (684.4Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.