Repositório Digital

A- A A+

O tempo escolar no currículo da escola de tempo integral : uma relação entre "temos todo tempo do mundo" e "não temos tempo a perder"

.

O tempo escolar no currículo da escola de tempo integral : uma relação entre "temos todo tempo do mundo" e "não temos tempo a perder"

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título O tempo escolar no currículo da escola de tempo integral : uma relação entre "temos todo tempo do mundo" e "não temos tempo a perder"
Autor Vivian, Danise
Orientador Traversini, Clarice Salete
Data 2015
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Educação. Programa de Pós-Graduação em Educação.
Assunto Currículo
Ensino
[en] Curriculum
[en] Integral education
[en] More education program
[en] School time
Resumo Esta tese tem como objetivo compreender como o tempo escolar ampliado proposto pelo Programa Mais Educação é operacionalizado na instituição educacional e de que maneiras sua ampliação produz efeitos no currículo escolar. O estudo prioriza o tripé conceitual educação integral, tempo escolar e currículo, a partir de uma aproximação com os Estudos Culturais. Os dados foram discutidos utilizando a análise do ciclo de políticas de Ball, a noção de “representação” de Hall e o conceito de “ambivalência” de Bauman, para ressaltar que as ambiguidades convivem com processos de negociação de significados e sentidos na implantação e implementação da política. A pesquisa, de caráter quali-quantitativo, com inspiração etnográfica, foi desenvolvida em duas escolas de uma mesma cidade do Rio Grande do Sul que aderiram ao Programa Mais Educação em 2008. Todavia, essas escolas tinham a particularidade de serem integralizadas na sua totalidade de alunos e de desenvolverem um projeto municipal de turno integral. Os dados foram coletados por meio de observação, elaboração de diário de campo, entrevistas semiestruturadas com professores, alunos e equipe diretiva de cada uma das escolas investigadas, questionários aplicados aos alunos e professores de ambas as instituições de ensino, além da análise documental referente ao Programa Mais Educação, ao Projeto Municipal de Turno Integral e aos projetos político-pedagógicos de cada uma das escolas analisadas. Como resultados, esta pesquisa demonstrou que o aumento do tempo escolar induzido pelo Programa Mais Educação e recontextualizado, pelo processo de hibridismo cultural, no município investigado torna-se indispensável para a efetivação da educação integral como política curricular. Entretanto, os obstáculos encontrados atualmente para sua execução – quanto a repasse de recursos financeiros, conquista de profissionais qualificados e comprometidos com a promoção da jornada ampliada, ampliação dos espaços para a realização da proposta de turno integral, clara divisão de turno e contraturno praticada – tendem a esvaziar o tempo ampliado, dificultando a constituição de uma proposta pedagógica de educação integral em tempo integral. Dessa forma, os tempos educacionais dessas escolas continuavam amarrados a uma perspectiva linear e cronológica de formação de um currículo que evidenciava a relevância dos saberes disciplinares e não efetivava uma política de integração curricular. A operacionalização da integralização verificada demandou uma organização espaço-temporal mais rígida, de tal forma que o tempo ampliado assumiu marcas ambíguas: (a) da disciplina; (b) do improviso/inventivo; (c) do conhecer e conviver; (d) da proteção. O estudo possibilitou compreender também que, se os efeitos da ampliação do tempo escolar demonstravam-se singelos ante a possibilidade de provocar uma reestruturação curricular da escola, por outro lado, eles demonstraram que a ação mais significativa estava ressaltada nas figuras do ser professor e ser aluno no desenvolvimento da escola de turno integral. A extensão da jornada ampliada demonstrou-se cansativa tanto para alunos quanto para professores, ao mesmo tempo que evidenciou uma forte representação da escola como local de proteção e convívio e uma queda de interesse pela jornada ampliada de educação à medida que aumentava o ciclo de formação do estudante.
Abstract This thesis aims at understanding how the school extended time proposed by the Brazilian Program: More Education is implemented in the educational institution and in which ways its expansion effects the school curriculum. The study emphasizes the conceptual tripod: integral education, school time and curriculum, from an approximation with the Cultural Studies. The data were discussed using Ball's analysis of policy cycle, Hall's notion of "representation" and Bauman's concept of "ambivalence" in order to emphasize that the ambiguities live with meaning negotiation processes and senses in the deployment and implementation of politics. The qualitative and quantitative research within an ethnographic inspiration was developed in two schools in the same city in the state of Rio Grande do Sul, which joined the More Education Program in 2008. However, these schools had the distinction of being fulfilled by students and by developing a Full-time Municipal Project. The data were collected through observation, preparation of field diary, semi-structured interviews with teachers, students and management team of each of the investigated schools, questionnaires given to students and teachers from both educational institutions, in addition to document analysis regarding the More Education Program, the Full-time Municipal Project and the political-pedagogical projects of each of the analyzed schools. As a result, this research demonstrated that the increase of school time induced by the More Education Program and (re)contextualized by the cultural hybridity process in the investigated city is indispensable for the accomplishment of comprehensive education as a curriculum policy. However, the obstacles currently encountered for execution - for the transfer of funds, achievement of qualified professionals committed to promoting extended working day, increase opportunities for the realization of the full-time proposal clear shift division and practiced after/before school time - They tend to empty the extended time, hindering the formation of a pedagogical proposal for comprehensive full-time education. Thus, the educational time of these schools were still tied to a linear and chronological perspective of forming a curriculum that showed the relevance of disciplinary knowledge and would not implement a curricular integration policy. The operationalization of verified payment demanded tighter space-time organization, such that the extended time assumed ambiguous marks: (a) the subject; (B) the improvisation/inventive; (C) the meet and mingle; (D) the protection. The study made it possible to understand that although the effects of expansion of school time showed up to be simple at the possibility of causing a school curricular restructuring, they demonstrated that the most significant action was highlighted in the figures of being a teacher and being a student in the development of full-time school. The extent of the extended school day proved to be tiring for both students and teachers, while it showed a strong representation of the school as a place of protection and socializing and a decreased interest in the extended school day inasmuch as student training cycle would increase.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/131044
Arquivos Descrição Formato
000980242.pdf (2.499Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.