Repositório Digital

A- A A+

Propagação de Butia odotara (Barb. Rodr.) Noblick & Lorenzi

.

Propagação de Butia odotara (Barb. Rodr.) Noblick & Lorenzi

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Propagação de Butia odotara (Barb. Rodr.) Noblick & Lorenzi
Outro título Propagation of Butia odorata (Barb. Rodr.) Noblick & Lorenzi
Autor Fior, Claudimar Sidnei
Orientador Schwarz, Sergio Francisco
Data 2012
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Agronomia. Programa de Pós-Graduação em Fitotecnia.
Assunto Butia odorata
Fisiologia vegetal
Muda
Propagação vegetativa
Semente
Resumo Butia odorata é uma palmeira nativa do Sul da América do Sul. É um importante recurso genético regional, principalmente devido à adaptação edafoclimática e potencial para exploração hortícola. A propagação comercial é dificultada pela falta de informações fitotécnicas sobre sementes e formação de mudas. Este trabalho teve por objetivo conhecer aspectos relacionados à germinação e conservação de sementes, desenvolvimento de plântulas, indução à embriogênese somática in vitro e adubação e desenvolvimento de mudas em casa de vegetação. Diásporos de populações naturais do Rio Grande do Sul foram analisados e tiveram a viabilidade das sementes analisada in vitro. A superação da dormência das sementes foi testada através da escarificação mecânica. Com as plântulas obtidas foram testados o enraizamento in vitro e o desenvolvimento de mudas em casa de vegetação. Também foi conduzido um estudo com indução à embriogênese somática a partir de embriões zigóticos e explantes oriundos de inflorescência imatura. Diásporos de B. odorata apresentaram teor de água com variação significativa entre matrizes e entre condições visuais de maturação. A massa de 1000 diásporos também foi bastante variável, sendo encontrados, em média, 1890 g, com teor de umidade próxima a 11%. Tão logo estabelecidos in vitro, mais de 83% dos embriões germinaram. Sementes de B. odorata armazenadas sob baixa umidade do ar e temperatura moderada mantiveram viabilidade elevada por, pelo menos, três anos. A abertura da cavidade embrionária das sementes permitiu a superação da dormência, tanto em semeadura in vitro como in vivo. As plântulas apresentaram enraizamento in vitro satisfatório em meio de cultivo com ácido naftalenoacético combinado a concentrações de sacarose entre 3 e 4,5%. Embriões zigóticos formaram calos em meio de cultivo com concentrações elevadas de ácido 2,4-diclorofenoxiacético. Mudas desenvolvidas em recipientes com substrato orgânico até a fase juvenil não apresentaram exigência elevada em adubação e pH. Na fase juvenil o desenvolvimento foi prejudicado quando a condutividade elétrica do substrato superou 5 mS.cm-1. Mudas conduzidas em casa de vegetação emitiram as primeiras folhas pinadas em torno de quinze meses após a germinação.
Abstract Butia odorata is a palm tree native from southern South America. It is an important regional genetic resource, mainly due to it climate and soil adaptation and its potential for horticultural exploitation. The commercial propagation requires information about seed technology and seedling production. This work was conducted in order to get information concerning aspects related to conservation and germination of seeds, seedling growth, induction of in vitro somatic embryogenesis, plant nutrition and seedling growth in greenhouse. Diaspores from natural populations of Rio Grande do Sul State were analyzed and the viability of the seeds was tested in vitro. The overcoming seed dormancy was tested by means of mechanical scarification of isolated seeds. Seedlings obtained from these previous tests were submitted to assays for in vitro rooting and plant development in greenhouse. Subsequently a study was conducted related to the induction of somatic embryogenesis from zygotic embryos and immature inflorescence tissues. Diaspores of B. odorata presented water content with significant variation among donor plants and among visual maturation stages. The mass of 1000 seeds have were been quite variable, being found an average of 1890 g, for a moisture content near 11%. Immediately to the in vitro establishment, more than 83% embryos germinated. Seeds of B. odorata stored under low humidity and moderate temperature maintained high viability for at least three years. The opening of the cavity of the embryonic seeds allowed to break dormancy in both in vitro and in vivo samples. Seedlings presented satisfactory in vitro rooting in culture medium with naphthaleneacetic acid combined with sucrose concentrations from 3 to 4.5%. Zygotic embryos formed callus in culture medium containing 2,4-diclorophenoxiacetic acid. Developed seedlings in containers with organic substrate up to the juvenile stage do not have high demand in fertilizer and pH conditions. Development was hampered in juvenile plants when the electrical conductivity of the substrate exceeded 5 mS.cm-1. Seedlings conducted in greenhouse formed the first pinnate leaves approximately fifteen months after germination.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/131167
Arquivos Descrição Formato
000829786.pdf (3.404Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.