Repositório Digital

A- A A+

Ações em saúde mental na atenção básica : análise da produção científica 2004-2014

.

Ações em saúde mental na atenção básica : análise da produção científica 2004-2014

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Ações em saúde mental na atenção básica : análise da produção científica 2004-2014
Autor Royes, Thais Grübel
Orientador Reis, Roberta Alvarenga
Data 2015
Nível Especialização
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Medicina. Curso de Especialização em Saúde Pública.
Assunto Atenção primária à saúde
Saúde mental
Sistema Único de Saúde
Resumo O presente trabalho faz uma revisão da literatura atual sobre a organização das ações que têm sido realizadas na atenção básica para dar conta das demandas de saúde mental. O principal intuito deste estudo foi compreender como a política de saúde brasileira está organizada para a atenção à saúde deste grupo populacional. Para alcançar os objetivos propostos, foi realizada uma pesquisa bibliográfica, nos idiomas português e inglês, em artigos publicados entre 2004 e 2014, nas bases de dados do Scientific Electronic Library Online (SciELO) e Portal de Periódicos da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES). Inicialmente, foram localizados 74 artigos com assunto referente às palavras-chave “Saúde Mental”, ”Atenção Primária à Saúde” e ”Sistema Único de Saúde”, devidamente cadastradas nos Descritores em Ciências da Saúde (DeCS) da BIREME – destes, 17 foram utilizados na revisão. Os resultados mostram que as produções científicas com esta temática vêm sendo desenvolvidas, porém ainda não é possível identificar um padrão nas ações oferecidas – visto que cada gestão e cada local tem a liberdade para definir como e o que será oferecido. Ainda, observa-se o fortalecimento do apoio matricial e o reconhecimento da importância das ações de saúde mental na atenção básica e também a educação permanente dos profissionais para que estes estejam capacitados e possam oferecer cuidado integral e de qualidade aos usuários com sofrimento psíquico. Conclui-se, a partir dos resultados, que o atendimento nos serviços de atenção primária, por meio do Sistema Único de Saúde, ainda não está adequado à realidade e às necessidades dessas pessoas. Os serviços são ofertados de maneira não uniforme e, em alguns locais, ainda de forma muito elementar, não trabalhando todas as potencialidades dos pacientes e, por vezes, limitando-se à renovação de receitas.
Tipo Trabalho de conclusão de especialização
URI http://hdl.handle.net/10183/131181
Arquivos Descrição Formato
000980051.pdf (139.5Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.