Repositório Digital

A- A A+

Saúde bucal na estratégia de saúde da família : uma análise bibliométrica, 2010-2014

.

Saúde bucal na estratégia de saúde da família : uma análise bibliométrica, 2010-2014

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Saúde bucal na estratégia de saúde da família : uma análise bibliométrica, 2010-2014
Autor Viero, Júlia Cristina Machado
Orientador Toassi, Ramona Fernanda Ceriotti
Data 2015
Nível Especialização
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Medicina. Curso de Especialização em Saúde Pública.
Assunto Estratégia saúde da família
Odontologia
Saúde bucal
Saúde pública
Sistema Único de Saúde
Resumo O presente estudo bibliométrico se propôs a analisar a produção científica em relação à temática saúde bucal na Estratégia de Saúde da Família (ESF), no período de 2010 a 2014. A base de dados consultada foi a da BVS – Biblioteca Virtual em Saúde, por meio dos descritores controlados: saúde bucal / oral heatlh / odontologia / dentistry /Estratégia Saúde da Família / Family Heath Strategy. Esses foram combinados e acrescidos do operador boleano “AND” para a realização na busca de dados. Foram analisados 92 artigos. Observou-se, no período estudado, uma redução do número de artigos publicados (de 21 em 2010 para 16 em 2014). O número de autores por artigo variou de um a oito (4,3 autores por artigo), sendo que 63% dos artigos apresentou de 3 a 5 autores. Essas publicações foram vinculadas principalmente a instituições de ensino públicas da região sudeste do país. A região Nordeste e Sudeste foram as que apresentaram maior número de pesquisas realizadas, sendo São Paulo, Minas Gerais e Pernambuco, os Estados mais citados como local de pesquisa nos artigos avaliados. Apenas quatro dos 92 artigos mencionaram fonte de financiamento. Em relação aos periódicos, 89,1% dos artigos foram publicados em periódicos da área de saúde coletiva e odontologia. A técnica de coleta de dados mais frequente foi a associação de técnicas, sendo a combinação de questionário e exame bucal a mais recorrente. Observou-se que 85,8% desses estudos foram realizados com seres humanos, e os participantes das pesquisas incluíram cirurgiões-dentistas, gestores em saúde e outras categorias profissionais das ESFs como agentes comunitários de saúde, médicos, enfermeiros, técnicos de saúde bucal. Dos artigos avaliados a temática predominante foi o processo de trabalho (n=22), a política de saúde bucal (n=12) e a avaliação das equipes de saúde bucal na ESF (n=11). Esta análise bibliométrica apresentou tendências importantes na produção científica no contexto da saúde bucal na Estratégia Saúde da Família. Recomenda-se a ampliação dessa busca, envolvendo mais bases de dados e a avaliação das ações desenvolvidas pela equipe de saúde bucal na Saúde da Família para o cuidado em saúde das populações.
Tipo Trabalho de conclusão de especialização
URI http://hdl.handle.net/10183/131182
Arquivos Descrição Formato
000979931.pdf (262.5Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.