Repositório Digital

A- A A+

O consumo crônico de "comfort food" e comportamentos relacionados á ansiedade em ratos adultos submetidos ao estresse neonatal

.

O consumo crônico de "comfort food" e comportamentos relacionados á ansiedade em ratos adultos submetidos ao estresse neonatal

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título O consumo crônico de "comfort food" e comportamentos relacionados á ansiedade em ratos adultos submetidos ao estresse neonatal
Autor Cunha, Ana Carla de Araujo da
Orientador Silveira, Patrícia Pelufo
Co-orientador Machado, Tania Diniz
Data 2015
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Medicina. Curso de Nutrição.
Assunto Ansiedade
Comportamento alimentar
Estresse psicológico
[en] Anxiety
[en] Feeding behavior
[en] Stress
Resumo Introdução: O estresse no início da vida altera a função do eixo hipotálamo-pituitária-adrenal, aumenta a ansiedade e induz a ingestão de alimentos do tipo “comfort foods”, ricos em gordura e ou açúcar, como forma de conforto. Objetivo deste trabalho foi verificar se o consumo crônico de alimento palatável poderia melhorar os sintomas de ansiedade (previamente descrito no modelo de trauma precoce) na vida adulta. Métodos: No dia 2 de vida as ninhadas de ratos Wistar foram submetidas ao estresse no inicio da vida ( intervenção) com redução do material para a confecção do ninho ou tratamento padrão (Controles). O cuidado materno foi avaliado ao longo de 10 dias. Foi ofertado dois tipos derações: padrão e rica em gordura (34%) e açúcar (20%) na idade adulta. A ansiedade foi avaliada usando o labirinto em cruz elevado (PM), e a corticosterona foi medida por teste de estresse por contenção de movimentos nos tempos 0 e 20, 40, 60 e 90 min. Resultados: As genitoras do grupo intervenção apresentaram menor comportamento de lambidas (LG-licking and grooming) comparado ao grupo controle (p = 0,020). Durante as semanas de exposição ao "comfort food", não houve diferenças: no peso corporal (p = 0,097), no consumo de dieta padrão (p=0,539) e palatável (p=0,426), no peso das adrenais (p=0,86), no teste de labirinto em cruz elevado (p = 0,056) e nos níveis de corticosterona (p = 0,596), entre os grupos controle e intervenção. No entanto, os animais do grupo intervenção tiveram maior acúmulo de gordura abdominal (p = 0,017). Conclusão: O consumo crônico de “comfort food” é utilizado pelos animais do grupo intervenção para atenuar os sintomas de ansiedade.
Abstract Introduction: Stress early in life alters the function of the hypothalamic-pituitary-adrenal axis, increases anxiety and induces intake of palatable food "comfort foods" like comfort food. Objective of this study was to determine whether the chronic consumption of palatable food could improve the symptoms of anxiety in adulthood. Methods: By the day 2 of life litters of Wistar rat were subjected to stress early in life (intervention) with reduced nesting of the cooking material or standard care (controls). The male rats were fed with two types of food: standard chow and comfort food rich in fat (34%) and sugar (20%) at adulthood. Anxiety was evaluated using the Pluz Maze, and corticosterone was measured by testing cotenção movements in time 0, 20, 40, 60 and 90 min. Results: Females in the intervention group showed less behavioral licks (LG-licking and grooming) compared to the control group p = 0.020. During the weeks of exposure to "comfort food", there were no differences: body weight (p = 0.097), the consumption of diets chow (0.539) and palatable (0.426) in adrenal weight (p = 0.86) in the Pluz maze test (p = 0.056) and corticosterone levels to acute restraint stress (p = 0.596) between control and intervention groups. However, the animals in the intervention group accumulate more abdominal fat (p = 0.017). Conclusion: Chronic use of "comfort food" is used by animals intervention to alleviate the symptoms of anxiety.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/131195
Arquivos Descrição Formato
000979741.pdf (2.459Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.