Repositório Digital

A- A A+

Estudo experimetal comparativo da histotoxicidade entre o copolímero de poli (ácido láctico-co-glicólico) e a blenda poli (ácido láctico-co-glicólico) / poli (isopreno)

.

Estudo experimetal comparativo da histotoxicidade entre o copolímero de poli (ácido láctico-co-glicólico) e a blenda poli (ácido láctico-co-glicólico) / poli (isopreno)

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Estudo experimetal comparativo da histotoxicidade entre o copolímero de poli (ácido láctico-co-glicólico) e a blenda poli (ácido láctico-co-glicólico) / poli (isopreno)
Autor Kim, Jung Ho
Orientador Collares, Marcus Vinicius Martins
Data 2012
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Medicina. Programa de Pós-Graduação em Medicina: Ciências Cirúrgicas.
Assunto Ácido láctico
Toxicidade
[en] Biocompatibility
[en] Biomaterials
[en] Histotoxicity
[en] Poly (isoprene)
[en] Poly (lactic-co-glycolic acid)
[en] Poly (lactic-co-glycolic acid) copolymer
Resumo Introdução: A aplicação clínica de biomateriais está se expandindo para diversas especialidades médicas. Dentre os diversos tipos de biomateriais, os classificados como temporários merecem atenção especial, pois são assimilados pelo organismo após exercerem sua função, evitando, assim, procedimento cirúrgico para sua retirada. O copolímero de poli (ácido láctico-co-glicólico) (PLGA) é um tipo de biomaterial temporário, rotineiramente utilizado na medicina na forma de fios de sutura e implantes ortopédicos. A mistura do PLGA com o poli (isopreno) resulta em uma blenda (PLGA / PI), de alta resistência e tenacidade, que foi desenvolvida pelo Laboratório de Biomateriais do Instituto de Engenharia da UFRGS. Entretanto, não existem estudos “in vivo” testando a reação óssea desta blenda. Objetivo: Testar a histotoxicidade da blenda de PLGA / PI em relação ao biopolímero já consagrado PLGA. Método: Foram utilizados 46 ratos machos wistar (Rattusnorvegicus - linhagem albina), divididos em 2 grupos conforme o material implantado (PLGA ou PLGA / PI) na calota craniana, e subdivididos em tempos de morte (15, 30, 60 e 90 dias). Os procedimentos foram realizados na Unidade de Experimentação Animal (UEA) do Hospital de Clínicas de Porto Alegre (HCPA). Após a morte, a calota craniana foi retirada, submetida ao exame histopatológico e aplicado o escore de Dadas e cols (14) modificado. Resultados: A diferença da histotoxicidade dos dois materiais não foi significativa nos períodos 15, 30 e 90 dias, porém foi significativa no período 60 dias. Conclusão: A histotoxicidade do PLGA / PI, ao final do estudo (90 dias), foi semelhante ao PLGA, demonstrando equivalência em longo prazo. O período de 60 dias pós-cirúrgico (grupo da blenda) foi o único em que a histotoxicidade mostrou-se significativamente maior. Mais estudos devem ser feitos para melhorar o entendimento desta variação.
Abstract Introduction: Clinical application of biomaterials is expanding to various medical specialties. Among the different types of biomaterials, those classified as temporary deserve special attention because they are assimilated by the body after exercising their function, thereby avoiding surgical procedure for their removal. Co-polymer poly (lactic-co-glycolic acid) (PLGA) is a type of temporary biomaterial, routinely used in medicine as suture threads and orthopedic implants. The mixture of PLGA with poly (isoprene) results in a high-strength and thoughness blend (PLGA / PI), developed by the Biomaterials Laboratory of the Engineering Institute/ UFRGS. However, there are no studies “in vivo” testing the bone reaction of that blend. Objective: To Test histotoxicity of PLGA / PI blend over the already established biopolymer, PLGA. Method: Forty six male Wistar rats (Rattus norvegicus – albino strain), divided into 2 groups according to the material (PLGA or PLGA / PI) implanted in the skull and sub divided into periods of death (15, 30, 60 and 90 days). The procedures were developed in the Animal Experiment Unit (AEU) of Hospital de Clínicas de Porto Alegre (HCPA). After death, the skull was removed, submitted to histopathologic examination and the modified Dadas’ et all score was used (14). Results: The histotoxicity difference of the two materials was not significant in the periods of 15, 30 and 90 days, but it was significant in the period of 60 days. Conclusion: At the end of the study (90 days), the PLGA / PI histotoxicity was similar to PLGA, showing longterm equivalence. The 60-day post-surgical period was the only one in which histotoxicity was significantly higher (blend group). More studies shall be done in in order to better understand that variation.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/131198
Arquivos Descrição Formato
000979128.pdf (13.16Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.