Repositório Digital

A- A A+

“Drivers for adoption of eco-innovation and enhancement of food companies’ environmental performance

.

“Drivers for adoption of eco-innovation and enhancement of food companies’ environmental performance

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título “Drivers for adoption of eco-innovation and enhancement of food companies’ environmental performance
Autor Bossle, Marilia Bonzanini
Orientador Barcellos, Marcia Dutra de
Data 2015
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Administração. Programa de Pós-Graduação em Administração.
Assunto Indústria de alimentos
Inovação de produtos
Resumo Depois de centenas de milhares de anos, a população mundial alcançou a marca de 1 bilhão de pessoas, para logo em seguida, em apenas 200 anos crescer cerca de sete vezes mais, sendo esperados a marca de nove ou dez bilhões para o ano de 2050 (UNFPA, 2015). Esse crescimento intenso trouxe uma maior complexidade nas estruturas sociais e ambientais, trazendo importantes questões: Como será possível manter todas essas pessoas? Como alimentá-las? Como frear esse irrestrito uso de recursos? A produção e consumo de alimentos exerce um importante papel para dar suporte à população, mas ao mesmo tempo é um dos mais importantes elementos pressionando o meio ambiente (FAO, 2015). Para alcançarmos um desenvolvimento mais sustentável, é preciso haver mudanças drásticas nos padrões de produção e consumo, ou seja, mudanças na forma como os alimentos são produzidos, processados, transportados e consumidos são indispensáveis (Del Río, 2005; FAO, 2015). Expansão e mudanças econômicas rumo a novos métodos de produção são diretamente relacionados à inovação. Porém, crescimento econômico está geralmente relacionado a problemas ambientais, que junto com o aumento da consciência ambiental dos consumidores e pressões sociais e governamentais, forçam as empresas a pensar em maneiras de reduzir seus impactos ambientais (Bocken et al., 2011). Para combater problemas relacionados ao desempenho (Ettlie, 1983) ou ameaças devido a problemas ambientais (Horbach, 2008; Dangelico & Pujari, 2010), muitas vezes, as empresas optam por estratégias de adoção de inovações ou, especificamente no contexto ambiental, eco-inovações. A Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OECD, do inglês Organisation for Economic Co-operation and Development) definiu eco-inovação como "a criação de produtos (bens e serviços), processos, métodos de marketing, estruturas organizacionais e arranjos institucionais novos ou significativamente melhorados, que - com ou sem intenção - levam a melhorias ambientais em comparação com outras alternativas relevantes" (OECD, 2009, p. 2). Assim como a abordagem da inovação, a eco-inovação é multi e transdisciplinar (Fagerberg, 2005; Santolaria et al., 2011; Boons & Lüdeke-Freund, 2013), o que acaba levando à existência de uma série de termos relacionados – inovações sustentáveis, inovações ambientais, inovações “verdes” e eco-inovações, sendo esta última a principal expressão adotada neste trabalho. Esse estudo visa responder às seguintes questões de pesquisa: Quais são as condições para integrar inovação e sustentabilidade no setor de alimentos? Ou seja, quais são os drivers que influenciam a adoção de eco-inovação e melhoria do desempenho ambiental das empresas brasileiras de alimentos? O objetivo geral foi identificar como as empresas brasileiras de alimentos integram inovação e sustentabilidade, verificando quais são os drivers que influenciam a adoção de eco-inovação e melhoria do desempenho ambiental. Os objetivos específicos são: i) identificar na literatura os principais drivers para adoção de eco-inovação; ii) investigar e validar esses drivers como construtos que influenciam a adoção de eco-inovação e melhoria do desempenho; iii) propor um framework para analisar drivers internos e externos que influenciam a adoção de eco-inovação; iv) identificar o perfil das empresas eco-inovadoras; v) verificar a influência dos drivers na melhoria do desempenho ambiental, e vi) verificar o papel da preocupação gerencial ambiental na adoção de eco-inovação e na mediação da relação dos drivers com a melhoria do desempenho ambiental. Para realizar essa pesquisa e atingir os objetivos estabelecidos, diferentes técnicas de pesquisa foram realizadas e, dessa forma, compuseram os procedimentos metodológicos. Tais procedimentos estão detalhados conforme as etapas de trabalho necessárias para o atingimento do objetivo geral. Primeiro, foi realizado o desenvolvimento teórico e conceitual, com uma ampla revisão de literatura, além de uma revisão sistemática para identificar os principais drivers para a adoção de eco-inovações nas empresas. A seguir, uma pesquisa exploratória foi realizada para validação e desenvolvimento do modelo de análise final. Por fim, foi realizada uma survey com empresas brasileiras do setor de alimentos. A análise dos dados dessa fase quantitativa foi realizada por meio de modelagem de equações estruturais. Os resultados empíricos deste estudo sobre os drivers para a adoção de eco-inovação, com base em um conjunto de dados final com 525 empresas de alimentos do Brasil, revelam alguns novos e relevantes insights. Em termos de influência dos drivers para melhoria do desempenho ambiental das empresas de alimentos do Brasil, verificou-se que o desempenho ambiental é diretamente afetado pela estratégia ambiental, legislações ambientais, preocupação gerencial ambiental, e de maneira muito fraca, tanto em magnitude quanto em importância, pela tecnologia. A preocupação ambiental gerencial torna-se um conceito central neste estudo, tanto como um importante fator de influência direta para aumentar o desempenho das empresas devido à adoção de uma eco-inovação, quanto como um mediador de outros fatores importantes. Preocupação gerencial ambiental é influenciado positivamente pela capacidade ambiental, a estratégia ambiental, legislação ambiental, e pela tecnologia. Compreender o que motivou a adoção de eco-inovação pelas empresas pode ajudar os formuladores de políticas públicas a orientar e prever o comportamento das empresas e desenvolver ferramentas para influenciar uma gestão mais ambiental. Tal resultado também destaca a necessidade de mais educação para a sustentabilidade no mundo dos negócios, bem como para os consumidores. Além disso, o papel fundamental da preocupação ambiental gerencial para aumentar a adoção de eco-inovação e aumentar a desempenho ambiental amplia a consciência sobre a importância de incluir ainda mais a sustentabilidade no currículo escolas de administração. Esta tese trouxe uma abordagem inovadora, com o apoio de literatura robusta através de revisão sistemática, pesquisa exploratória e teste de hipóteses com modelagem de equações estruturais. Isto permitiu desenvolver um modelo conceitual abrangente, reunindo e investigando todos os fatores relevantes na literatura e usando esses fatores com parcimônia no modelo final para a investigação empírica. Os drivers selecionados foram previamente testados na literatura, mas não como um todo e para investigar a sua influência sobre o desempenho ambiental. O teste empírico do modelo com todos os fatores selecionados, por conseguinte, foi testado com uma amostra representativa. O ajuste do modelo foi adequado, bem como as medidas usadas, sendo o modelo considerado como significativo e deve ser testado com diferentes setores, uma vez que os pressupostos teóricos não estão restritos a um determinado setor. Portanto, com um quadro teórico robusto, foi possível utilizar a análise de confirmação proposta.
Abstract Although the importance of innovation and sustainability for industries is evident, apparently in the food sector those concepts are being considered separately. The Organization for Economic Co-operation and Development (OECD) defines eco-innovation as “the development of products, processes, marketing methods, organizational structure, and new or improved institutional arrangements, which, intentionally or not, contribute to a reduction of environmental burdens in comparison with alternative practices” (OECD, 2009, p. 2). The main goal of this PhD Thesis is to identify how Brazilian food companies integrate innovation and sustainability, verifying what are the conditions (drivers) for adoption of eco-innovation and enhancement of environmental performance due to this action. The method applied included the following phases: In addition to an extensive literature review, that permeates the whole study, a systematic review in the literature was applied to identify main constructs that could be part of the final conceptual model. An exploratory research included in-depth interviews with eco-innovative food companies’ representatives, and validation process for data collection was crucial for data collection instrument development. To analyse the descriptive phase, structural equation modelling was applied. The aim was to verify empirical causal relationships among given drivers for adoption of eco-innovation and the enhancement of performance in Brazilian food companies. The quantitative data from this stage was analysed with SPSS (Univariate statistics) and Amos (Multivariate statistics - SEM). The empirical results from this study shed light on the drivers of eco-innovation based on a final dataset with 525 Brazilian food companies, revealing some relevant new insights. In terms of the influence of drivers to enhance the environmental performance of Brazilian food companies, it was found out that environmental performance is directly affected by environmental strategy, environmental regulations, environmental managerial concern, and very weakly, both in magnitude and in significance, by technology. Environmental managerial concern become a central concept in this study, both as an important direct influential factor for increasing companies` performance due to the adoption of an eco-innovation, and as a mediator of other important factors. Environmental managerial concern is positively influenced by environmental capability, environmental strategy, environmental regulation, and by technology. Practical implications include the importance of understanding what motivated companies to eco-innovate to help policy makers to guide and predict company’s behaviour and develop tools to induce a more environmental management. Such result also highlights the need for more education for sustainability in the business world, as well as for consumers. In addition, the key role of environmental management concern to boost adoption of eco-innovation and increase environmental performance raise awareness on the importance of further include sustainability in business schools’ curriculum. This thesis brought an innovative approach, with robust literature support via systematic review, exploratory research and test of hypotheses with structural equation modelling. This allowed to develop a comprehensive conceptual model, gathering and investigating all relevant factors in the literature, and using those factors with parsimony in the final model for the empirical investigation. The selected drivers were previously tested in the literature but not as a whole and to investigate its influence on environmental performance. The empirical test of the model with all the selected factors was therefore tested with a representative sample. The model fit was adequate, as well as measures used, being the model considered as meaningful and should be tested with different sectors, since theoretical assumptions are not restricted to a given sector. Therefore, with a robust theoretical framework, it was possible to use the proposed confirmatory analysis.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/131260
Arquivos Descrição Formato
000981118.pdf (2.964Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.