Repositório Digital

A- A A+

Avaliação e gestão da adesão dos profissionais à verificação da identificação do paciente

.

Avaliação e gestão da adesão dos profissionais à verificação da identificação do paciente

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Avaliação e gestão da adesão dos profissionais à verificação da identificação do paciente
Outro título Evaluation and management of adherence of the professional verification of patient identification
Autor Hemesath, Melissa Prade
Santos, Helena Barreto dos
Torelly, Ethel Maris Schroder
Motta, Miriani Bolzan
Pasin, Simone Silveira
Magalhães, Ana Maria Müller de
Resumo Estudo descritivo, de abordagem quantitativa, cujo objetivo foi avaliar a implantação de um indicador que mensura a adesão dos profissionais à verificação da pulseira de identificação do paciente antes da prestação de cuidados de maior risco, em um hospital universitário brasileiro. Seguindo recomendações da Organização Mundial da Saúde e da Joint Commission International, o hospital qualificou o processo de identificação dos pacientes, adotando etiquetas e pulseira com nome completo e número de prontuário. Na nova rotina, a conferência destes identificadores é obrigatória e um indicador foi estruturado para acompanhar a adesão dos profissionais ao processo. O indicador foi mensurado através de entrevistas com pacientes ou familiares/acompanhantes nas unidades de internação consideradas abertas. A seleção dos pacientes entrevistados ocorreu de forma aleatória e todos consentiram em participar da pesquisa. Na entrevista os pacientes foram questionados se percebem que os profissionais conferem os dados das etiquetas, antes de proceder os cuidados. A coleta de dados ocorreu no período de janeiro de 2013 a junho de 2014. No início de 2013, quando implantado o indicador, a adesão dos profissionais à verificação da identificação dos pacientes era em torno de 50%. Em maio e junho de 2013, após ação educativa, o resultado aumentou para 72% e 81%, respectivamente. Na sequencia, nos meses de agosto e setembro de 2013, a adesão tornou a cair registrando média de 65%. Nova atividade educativa, realizada em outubro do mesmo ano, demonstrou melhora, verificando-se 76% de adesão em novembro. No início de 2014 houve piora na adesão, sendo disponibilizado em maio curso em Ensino à Distância (EAD). Após o início do EAD, em junho de 2014, a adesão foi 74,4%. O indicador parece ser uma boa estratégia para acompanhamento da adesão dos profissionais à verificação da identificação do paciente. A melhora dos resultados foi constatada após a realização das ações educativas, incluindo o curso em EAD. As medidas educativas são fundamentais para a consolidação das práticas estabelecidas para identificação dos pacientes, otimizando a segurança nas instituições de saúde.
Abstract We conducted a descriptive, quantitative study, in a Brazilian tertiary public hospital undergoing accreditation by the Joint Commission International (JCI). Our objective was to evaluate the implementation of an indicator that measures staff compliance to the new patient identification practices being implemented on the institution. Following recommendations from JCI and the World Health Organization, we sought to improve our patient identification process. New labels and bracelets were adopted, containing patient full name and medical record number. Checking this information before patient care procedures, particularly those at high risk for adverse events, such as administering medication, was now mandatory, and staff was oriented accordingly. The staff compliance indicator was measured in all non-critical inpatient units, through interviews with patients, family members and caregivers. They were asked whether health professionals verified their bracelet information before patient care. Data collection for this study begun January 2013 and ended June 2014. Patient selection was random, and all consented to participate in the study. In 2013, when the indicator was implemented, staff compliance to the verification of identity practices was 50%. After educative measures, it increased to 72% and 81% on May and July of 2013, respectively. On August and September the rates averaged 65%; a new educational activity was rolled out in October, and on November the reported compliance rate was 76%. On the beginning of 2014 there was once again a decrease on compliance rates, and on May 2014 a new Distance Learning Course was made available. Afterwards, the rate for June 2015 was measured at 74.4%. The indicator for reported staff compliance to the new verification of identity practices seems to be a reasonable strategy to evaluate this process. Educational measures appear to be crucial for the consolidation of these practices, and can be a valuable tool in optimizing safety in health institutions.
Contido em Revista Acreditação. Rio de Janeiro. Vol. 5, n.9 (2015), p. 45-54
Assunto Segurança do paciente
Sistemas de identificação de pacientes
[en] Indicators of health services
[en] Patient identification systems
[en] Patient safety
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/131366
Arquivos Descrição Formato
000979848.pdf (313.4Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.