Repositório Digital

A- A A+

Avaliação do potencial antioxidante do Croton cajucara benth e seus efeitos sobre o estresse oxidativo no diabetes mellitus experimental

.

Avaliação do potencial antioxidante do Croton cajucara benth e seus efeitos sobre o estresse oxidativo no diabetes mellitus experimental

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Avaliação do potencial antioxidante do Croton cajucara benth e seus efeitos sobre o estresse oxidativo no diabetes mellitus experimental
Autor Marcolin, Éder
Orientador Marroni, Norma Anair Possa
Co-orientador Richter, Marc François
Data 2008
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Ciências Básicas da Saúde. Programa de Pós-Graduação em Ciências Biológicas: Fisiologia.
Assunto Antioxidantes
Croton cajucara Benth
Diabetes mellitus experimental
Estresse oxidativo
Plantas medicinais
[en] Croton cajucara BENTH
[en] Diabetes mellitus
[en] Oxidative stress and HPLC
Resumo O Diabetes Mellitus (DM) é uma doença endócrino-metabólica freqüente, com expectativa de alcançar 350 milhões de pessoas no mundo em 2025, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS). Estudos experimentais e clínicos sugerem que o estresse oxidativo esteja envolvido na patogênese e na progressão desta doença. A espécie Croton cajucara BENTH (CcB) é uma planta da região amazônica que tem suas folhas e casca do caule utilizadas pela população na forma de chá ou cápsulas, para tratar várias doenças, dentre elas, o DM. Este estudo tem como objetivo observar o efeito do extrato aquoso da casca do Croton cajucara BENTH em relação ao estresse oxidativo, avaliando o seu potencial antioxidante, in vitro, pelo sistema enzimático da Xantina Oxidase (XO) e, in vivo, pelo potencial de sobrevivência da levedura Saccharomyces cerevisiae e pelo tratamento de ratos diabéticos, induzidos por estreptozotocina (STZ). Foram avaliados os níveis de glicemia, colesterol e triglicerídeos e as enzimas indicadoras de função hepática Aspartato-aminotransferase (AST), Alanina- aminotransferase (ALT) e Fosfatase alcalina (FA). Estando o DM envolvido com os níveis de lipoperoxidação, padronizou-se e validou-se uma metodologia para determinação de Malondialdeído (MDA) através de cromatografia líquida de alta eficiência (HPLC ou CLAE). Avaliouse também, a atividade da enzima antioxidante endógena glutationa peroxidase (GPx). Utilizou-se ratos machos Wistar, pesando entre 250 e 350 gramas, que foram divididos nos grupos: controle (CO); controle com tratamento de 5 dias com CcB (CO5d); controle com tratamento de 20 dias com CcB (CO20d); diabéticos (DM); diabéticos com tratamento de 5 dias com CcB (DM5d); e diabéticos com tratamento de 20 dias com CcB (DM20d). O DM foi induzido por administração intraperitonial de STZ na dose de 70mg/Kg. Os resultados obtidos demonstraram uma capacidade antioxidante dependente de volume e dose através do teste enzimático da XO e pelo ensaio in vivo com a levedura de S. cerevisiae. O CcB, no modelo experimental de DM, não apresentou variações sobre o peso corporal dos animais mas, apresentou uma tendência mais forte na redução dos níveis de glicemia, colesterol e triglicerídeos nos diabéticos tratados por 5 dias, bem como, a redução dos níveis de ALT e FA. E, através das medidas realizadas pela metodologia implantada e validada, demonstrou-se uma queda nos níveis de MDA nos grupos diabéticos tratados com CcB. Porém, não foram observadas alterações significativas na GPx. Com base nestes resultados, acredita-se que a planta Croton cajucara BENTH possua ação antioxidante sobre os modelos estudados.
Abstract Diabetes Mellitus (DM) is a endocrine-metabolic frequent disease, with, according to the expectations of the World Health Organization (WHO), may reach 350 million people worldwide in 2025. Experimental and clinical studies suggest that the oxidative stress is involved in the pathogenesis and progression of this disease. The species Croton cajucara BENTH (CcB) is a plant from the Amazon region and its leaves and stem-bark are used by the population in the form of tea or capsules for treating different diseases, including DM. The aim of the present study is to observe the effect of the aqueous extract of the bark of Croton cajucara BENTH in relation to oxidative stress, assessing its potential in vitro antioxidant activity, using the Xantina Oxidase (XO) enzyme-based system and, its in vivo activity, using the a survival assay in yeast Saccharomyces cerevisiae cells, and by treating diabetic rats, which are induced with streptozotocyne (STZ). We evaluated the glucose-, cholesterol- as well as triglycerides levels, and enzyme indicators Aspartate aminotransferase (AST), Alanine aminotransferase (ALT) and Alkaline Phosphatase (FA) for evaluation of liver function. Due to the relation of DM and levels of lipoperoxidation, we standardized and validated a methodology for determination of Malonedialdehyde (MDA) by high performance liquid chromatography (HPLC). Also the activity of the endogenous antioxidant enzyme glutathione peroxidase (GPx) was evaluated. Male Wistar rats, weighing between 250 and 350 grams, were used, which were divided in the following groups: control group (CO); control group with 5 days of CcB treatment (CO5d); diabetic group with 20 days of CcB treatment (CO20d); diabetic group (DM); diabetic group with 5 days of CcB treatment (DM5d); diabetic group with 20 days of CcB treatment (DM20d). DM was induced by intraperitoneal administration of STZ at a dose of 70mg/Kg. Results show a dose- and volume-dependent antioxidant capacity in the XO enzymatic assay, and in vivo with yeast S. cerevisiae. CcB, using the experimental model of DM, had no effect on variations of the weight, but presented a stronger trend in reducing levels of blood glucose, cholesterol and triglycerides in diabetic rats treated for 5 days, and showed also a reduction of ALT and FA levels. In addition, measuring MDA levels by HPLC, a drop in MDA-levels could be shown in both diabetic groups treated with CcB. However, no significant changes were observed in GPx. Based on these results, we believe that the Croton cajucara BENTH plant have an antioxidant activity in the studied models.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/13139
Arquivos Descrição Formato
000639883.pdf (3.521Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.