Repositório Digital

A- A A+

A percepção organizacional de eficiência e o necessário apoderamento, pelos gestores públicos, de ferramentas para gerir o desempenho dos servidores : um estudo de caso - 10RF/RFB

.

A percepção organizacional de eficiência e o necessário apoderamento, pelos gestores públicos, de ferramentas para gerir o desempenho dos servidores : um estudo de caso - 10RF/RFB

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título A percepção organizacional de eficiência e o necessário apoderamento, pelos gestores públicos, de ferramentas para gerir o desempenho dos servidores : um estudo de caso - 10RF/RFB
Autor Abreu, Cesar Santini de
Orientador Azevêdo, Ariston
Data 2015
Nível Especialização
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Administração. Curso de Especialização em Gestão Pública UAB.
Assunto Eficiência
Gestão de desempenho
Gestão pública
Gestor público
[en] Efficiency
[en] Performance management
[en] Public administration
Resumo Este trabalho de conclusão de curso envolve a análise do princípio da eficiência no âmbito da administração pública brasileira. Seu referencial teórico foi construído com base na evolução histórica do Estado e das diferentes formas de se gerir a res pública. Aborda-se, de maneira mais densa, a reforma gerencial no Brasil e a avaliação de desempenho no setor público. A realidade captada através dos instrumentos de coleta de dados também foi confrontada com as teorias vigentes sobre liderança e motivação humana. A pesquisa busca identificar como o gestor público faz uso das ferramentas que ele dispõe na gestão de desempenho, considerando a ausência de processos avaliativos de seus quadros funcionais. O ambiente escolhido para estudo foi a 10ª Região Fiscal da Secretaria da Receita Federal do Brasil. A utilização de métodos qualitativos e quantitativos de pesquisa propiciou ao pesquisador uma visão importante sobre as percepções que os gestores e os demais servidores da carreira Auditoria da Receita Federal têm sobre eficiência. O método de survey desenvolvido no ínterim da investigação permitiu confrontar as diferentes visões, dos gestores e dos subordinados, sobre os mesmos temas. Os resultados apresentados permitem inferir importantes aspectos. Um deles indica a visão hegemônica que os servidores têm da eficiência, em sentido aderente àquele da meritocracia. A despeito de formas mais flexíveis de se pensar a relação custo x benefício na administração pública, a cultura organizacional do ambiente de estudo está permeada pelo predomínio do individual sobre o coletivo. Com essa constatação, abre-se caminho para novas investigações que, como resultado, possam vir a melhorar o ambiente interno e, possivelmente, a qualidade dos serviços prestados pela 10RF, no exercício de suas competências.
Abstract Este trabalho de conclusão de curso envolve a análise do princípio da eficiência no âmbito da administração pública brasileira. Seu referencial teórico foi construído com base na evolução histórica do Estado e das diferentes formas de se gerir a res pública. Aborda-se, de maneira mais densa, a reforma gerencial no Brasil e a avaliação de desempenho no setor público. A realidade captada através dos instrumentos de coleta de dados também foi confrontada com as teorias vigentes sobre liderança e motivação humana. A pesquisa busca identificar como o gestor público faz uso das ferramentas que ele dispõe na gestão de desempenho, considerando a ausência de processos avaliativos de seus quadros funcionais. O ambiente escolhido para estudo foi a 10ª Região Fiscal da Secretaria da Receita Federal do Brasil. A utilização de métodos qualitativos e quantitativos de pesquisa propiciou ao pesquisador uma visão importante sobre as percepções que os gestores e os demais servidores da carreira Auditoria da Receita Federal têm sobre eficiência. O método de survey desenvolvido no ínterim da investigação permitiu confrontar as diferentes visões, dos gestores e dos subordinados, sobre os mesmos temas. Os resultados apresentados permitem inferir importantes aspectos. Um deles indica a visão hegemônica que os servidores têm da eficiência, em sentido aderente àquele da meritocracia. A despeito de formas mais flexíveis de se pensar a relação custo x benefício na administração pública, a cultura organizacional do ambiente de estudo está permeada pelo predomínio do individual sobre o coletivo. Com essa constatação, abre-se caminho para novas investigações que, como resultado, possam vir a melhorar o ambiente interno e, possivelmente, a qualidade dos serviços prestados pela 10RF, no exercício de suas competências.
Tipo Trabalho de conclusão de especialização
URI http://hdl.handle.net/10183/131514
Arquivos Descrição Formato
000975998.pdf (2.738Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.