Repositório Digital

A- A A+

A querência fabril : o tradicionalismo gaúcho entre trabalhadores de empresas metal-mecânicas de Caxias do Sul da década de 1980 à de 2000

.

A querência fabril : o tradicionalismo gaúcho entre trabalhadores de empresas metal-mecânicas de Caxias do Sul da década de 1980 à de 2000

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título A querência fabril : o tradicionalismo gaúcho entre trabalhadores de empresas metal-mecânicas de Caxias do Sul da década de 1980 à de 2000
Autor Kieling Júnior, Bolivar
Orientador Kerber, Alessander Mario
Data 2015
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Filosofia e Ciências Humanas. Programa de Pós-Graduação em História.
Assunto Caxias do Sul (RS)
Identidade étnica
Identidade regional
Memória
Tradicionalismo
[en] Ethnic identity
[en] Memory
[en] Regional identity
Resumo O tradicionalismo tem se estabelecido nas últimas décadas de forma bastante eficaz promovendo uma determinada versão acerca da identidade sul-rio-grandense. Seu surgimento inicia na segunda metade do século XX entre jovens urbanizados egressos do interior pastoril do estado e recém-estabelecidos em Porto Alegre. Em poucas décadas se espalha por várias cidades do estado através de clubes submetidos ao MTG, uma instituição hierarquizada com fins de controle e regulamentação das representações relativas a esta identidade. Na década de 1980 o movimento amplia sua penetração social através de festivais musicais e nesta e na próxima década, em virtude do apoio de variadas plataformas midiáticas, se massifica. O estabelecimento desta identidade regional não ocorreu de maneira uniforme nos diferentes grupos sociais que compunham a sociedade sul-rio-grandense, notadamente de caráter multiétnico devido às múltiplas correntes migratórias que a formaram e às diferentes dinâmicas sociais de estabelecimento de identidades étnicas destes grupos. No caso de Caxias do Sul, a segunda maior cidade do estado e polo regional da Região de Colonização Italiana, o tradicionalismo passou a ter uma quantidade significativa de adeptos e visibilidade social a partir da década de 1980. Ainda nos anos 2000, a cidade tornou-se reconhecida como a capital mundial dos CTGs, por ser a que concentra o maior número deste tipo de agremiação no mundo inteiro. Percebe-se num espaço de tempo de 30 anos uma popularização notável desta versão acerca da identidade regional. Um dos espaços que concentraram estas dinâmicas sociais de popularização do tradicionalismo na cidade e acompanharam este crescimento durante estes 30 anos são os CTGs formados por funcionários de grandes empresas metal mecânicas locais. Neste trabalho, objetiva-se investigar a história destes estabelecimentos na perspectiva de compreender o fenômeno do sucesso do tradicionalismo em Caxias, bem como a forma como foi construída esta identidade gaúcha neste lugar. Para efetuar a análise deste trabalho, serão apropriadas as ferramentas teóricas e conceitos de representação e de identidade de autores como Pierre Bourdieu, Roger Chartier, Stuart Hall, entre outros. Foram utilizados três tipos de fontes: documentação dos acervos dos CTGs, publicações sobre o tradicionalismo e sobre a identidade gaúcha na imprensa local no período da Semana Farroupilha e depoimentos de história oral de sujeitos que participaram dos CTGs abordados.
Abstract Traditionalism has been established in recent decades quite effectively due to the promotion of a particular version about the south rio grande identity. Its appearance begins at the second half of the twentieth century between urbanized young graduates of the pastoral upstate and recently established in Porto Alegre. In a few decades it spans for several cities in the state through clubs submitted to the MTG, a hierarchical institution that works in the control and regulation of the representations related to this regional identity. In the 1980’s the movement extends its social penetration through music festivals and in this and in the next decade, due to the support of various media platforms, it massifies. The establishment of this regional identity did not occur uniformly in the different social groups that composes the south rio grande society, notably multiethnic due to multiple migration flows that formed it and different social dynamics of establishment of ethnic identities of these groups. In the case of Caxias do Sul, the second largest city in the state and regional center of the Italian Colonization Region, traditionalism began to have a significant amount of supporters and social visibility from the decade of 1980. Still in the 2000 the city became recognized as the world capital of Centros de Tradições Gaúchas, for being that concentrate the largest number of this type of guild worldwide. It can be seen in a 30 year time span a remarkable popularization of this release about the regional identity. One of the places that concentrated these social dynamics of popularization of traditionalism in the city and accompanied this growth during these 30 years are the CTGs formed by employees of large local metal mechanical companies. This work aimed to investigate the history of these institutions in order to understand the successful phenomenon of traditionalism in Caxias, as well as the way it was built this gaucho identity in this place. To make the analysis of this work, the theoretical tools and concepts of representation and identity of authors such as Pierre Bourdieu, Roger Chartier, Stuart Hall, and others will be appropriate. Three types of sources were used: documentation of files of CTGs, publications on traditionalism and the gaucho identity in the local press in the period of the Semana Farroupilha and oral history testimonies of subjects who participated in the covered CTGs.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/131699
Arquivos Descrição Formato
000981157.pdf (5.196Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.