Repositório Digital

A- A A+

Influence of apical foramen lateral opening and file size on cemental canal instrumentation

.

Influence of apical foramen lateral opening and file size on cemental canal instrumentation

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Influence of apical foramen lateral opening and file size on cemental canal instrumentation
Autor Souza, Ronaldo Araújo
Sousa, Yara Teresinha Correa Silva
Figueiredo, Jose Antonio Poli de
Dantas, João da Costa Pinto
Gomes, Suely Colombo Nelli
Pecora, Jesus Djalma
Abstract Since instrumentation of the apical foramen has been suggested for cleaning and disinfection of the cemental canal, selection of the file size and position of the apical foramen have challenging steps. This study analyzed the influence of apical foramen lateral opening and file size can exert on cemental canal instrumentation. Thirty-four human maxillary central incisors were divided in two groups: Group 1 (n=17), without flaring, and Group 2 (n=17), with flaring with LA Axxess burs. K-files of increasing diameters were progressively inserted into the canal until binding at the apical foramen was achieved and tips were visible and bonded with ethyl cyanoacrylate adhesive. Roots/files set were cross-sectioned 5 mm from the apex. Apices were examined by scanning electron microscopy at ×140 and digital images were captured. Data were analyzed statistically by Student’s t test and Fisher’s exact test at 5% significance level. SEM micrographs showed that 19 (56%) apical foramina emerged laterally to the root apex, whereas 15 (44%) coincided with it. Significantly more difficulty to reach the apical foramen was noted in Group 2. Results suggest that the larger the foraminal file size, the more difficult the apical foramen instrumentation may be in laterally emerged cemental canals.
Resumo Tendo em vista que a instrumentação do forame apical tem sido sugerida para a limpeza e desinfecção do canal cementário, a seleção do calibre do instrumento e a posição do forame apical representam passos desafiantes. Este estudo analisou a influência que a saída lateral do forame apical e o calibre do instrumento podem exercer na instrumentação do canal cementário. Trintae quatro incisivos centrais superiores foram divididos em dois grupos: Grupo 1 (n=17), sem preparo cervical, e Grupo 2 (n=17), com preparo cervical com brocas LA Axxess. Limas K com aumentos de diâmetro foram progressivamente inseridas no canal até ajustar no forame apical e as pontas ficarem visíveis e foram fixadas com adesivo de etil cianoacrilato. Os conjuntos raízes/ limas foram seccionados transversalmente a 5 mm aquém do ápice. Os ápices foram examinados por microscopia eletrônica de varredura com aumento de 140x e imagens digitais foram capturadas. Os dados foram examinados estatisticamente pelo teste t de Student e teste exato de Fischer com nível de significância de 5%. A microscopia eletrônica de varredura mostrou que 19 (56%) dos forames apicais saíram lateralmente em relação ao ápice radicular, enquanto que 15 (44%) coincidiram com ele. Dificuldade significantemente maior para chegar ao forame apical foi observada no Grupo 2. Os resultados sugerem que quanto mais calibroso for o instrumento foraminal, mais difícil poderá ser a instrumentação do forame apical em canais cementários que apresentam saída lateral.
Contido em Brazilian dental journal. Ribeirão Preto. Vol. 23, no. 2 (Mar./Apr. 2012), p. 122-126
Assunto Ápice dentário
Cavidade pulpar
Endodontia
[en] Apical foramen
[en] Coronal preflaring
[en] Endodontic files
[en] Maxillary central incisor
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/131709
Arquivos Descrição Formato
000977897.pdf (1.940Mb) Texto completo (inglês) Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.