Repositório Digital

A- A A+

Detection of apical inflammatory root resorption associated with periapical lesion using different methods

.

Detection of apical inflammatory root resorption associated with periapical lesion using different methods

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Detection of apical inflammatory root resorption associated with periapical lesion using different methods
Autor Souza, Ronaldo Araújo
Sousa, Yara Teresinha Correa Silva
Figueiredo, Jose Antonio Poli de
Dantas, João da Costa Pinto
Gomes, Suely Colombo Nelli
Pecora, Jesus Djalma
Abstract The aim of this study was to detect apical inflammatory root resorption (AIRR) associated with periapical lesion using cone beam computed tomography (CBCT) and scanning electronic microscopy (SEM). This clinical study evaluated AIRR in 88 root apexes, from 52 permanent teeth of 14 patients, extracted for different reasons. The patients were submitted to a clinical interview, review of dental/medical histories and clinical/imaging examinations for treatment planning. All selected teeth showed unrestorable condition because of the extensive coronal breakdown due to carious lesions, and root canal infection associated with periapical lesions. CBCT images were obtained from the patients with the aim of diagnosing the periapical diseases which showed complex or doubtful conditions. Two examiners assessed the presence or absence of AIRR. Apices were also analyzed under SEM. Chi-square test was used to compare the imaging methods for detection of AIRR. The level of statistical significance was set at 5%. AIRR associated with root canal infection and apical periodontitis was found in 61.4% of the cases studied by using SEM, and at least half of the cases by CBCT. The microscopic analysis remains as a reference standard against the imaging method to identify AIRR.
Resumo O objetivo deste estudo foi detectar reabsorção radicular inflamatória apical (RRIA) associada à lesão periapical utilizando tomografia computadorizada de feixe cônico (TCFC) e microscopia eletrônica de varredura (MEV). Este estudo clínico avaliou RRIA em 88 ápices radiculares de 52 dentes permanentes de 14 pacientes, extraídos por diferentes motivos. Os pacientes foram submetidos a uma entrevista clínica, revisão da história médica/dental, exames clínicos e de imagem para o plano de tratamento. Todos os dentes selecionados apresentaram condição não restaurável devido à extensa perda de estrutura dental associada a lesões cariosas, e infecção do canal radicular associada a lesões periapicais. TCFC foram obtidas dos pacientes com o objetivo de diagnosticar as alterações periapicais que se mostraram complexas ou duvidosas. Dois examinadores avaliaram a presença ou ausência de RRIA. Os ápices foram também analisados por MEV. O teste do qui-quadrado foi usado para comparar os métodos de detecção de RRIA. O nível de significância foi estabelecido em 5%. RRIA associada à infecção do canal radicular e periodontite apical foi encontrada em 61,4% dos casos estudados usando MEV, e pelo menos metade dos casos utilizando TCFC. A análise microscópica continua a ser o padrão frente a métodos de imagens para a identificação de RRIA.
Contido em Brazilian dental journal. Ribeirão Preto. Vol. 25, no.5 (Oct. 2014), p. 404-408
Assunto Inflamação
Periodontite periapical
Reabsorção da raiz
[en] Apical periodontitis
[en] Cone beam computed tomography
[en] Diagnostic
[en] Root resorption
[en] Scanning electron microscopy
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/131750
Arquivos Descrição Formato
000977903.pdf (372.4Kb) Texto completo (inglês) Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.