Repositório Digital

A- A A+

Análise variacionista da ditongação como processo de sândi externo na fala de Lages/Santa Catarina

.

Análise variacionista da ditongação como processo de sândi externo na fala de Lages/Santa Catarina

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Análise variacionista da ditongação como processo de sândi externo na fala de Lages/Santa Catarina
Autor Brambila, Tarcisio Oliveira
Orientador Collischonn, Gisela
Data 2015
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Letras. Programa de Pós-Graduação em Letras.
Assunto Fala
Fonologia
Sândi vocálico
Variação
[en] Diphthongization
[en] External vowel sandhi
[en] Variation
Resumo O fenômeno de sândi vocálico externo apresenta três realizações possíveis: a elisão, a degeminação e a ditongação. Este trabalho tem como proposta analisar o fenômeno de ditongação como processo de resolução de hiato em fronteira de palavras (camisa usada ~ cami[zaw]sada), baseado na amostra da cidade de Lages, em Santa Catarina, incluída no banco de dados do projeto VARSUL (Variação linguística na região sul do Brasil). O embasamento teórico se apoia em Bisol (1996, 2002 e 2005) para a descrição do processo; em Labov (2008) para fundamentos de teoria da variação; além de teorias fonológicas, como Fonologia Prosódica e Fonologia Lexical. Os objetivos específicos são os que seguem: a) identificar, em nossa amostra, fatores linguísticos que possam favorecer ou bloquear a aplicação da ditongação como processo de sândi externo; b) a partir dos resultados obtidos, corroborar ou não resultados de pesquisas já realizadas a respeito deste processo; c) ampliar a compreensão do fenômeno e oferecer subsídios para uma descrição geral do processo do sândi externo e do português falado no sul do Brasil. As hipóteses que procuramos confirmar são as seguintes: a) quanto à tonicidade, o contexto ideal para a aplicação da ditongação é o de atonicidade máxima (casa escura ~ ca[zaj]scura) (conforme Bisol, 1996; Bisol, 2002); b) o contexto interno à frase fonológica é mais favorecedor na aplicação do fenômeno (velho exemplo ~ velh[we]zemplo) (conforme Bisol, 1996). A análise estatística dos dados foi realizada pelo pacote de programas VARBRUL/GoldvarbX. A amostra, constituída de 16 informantes, mostrou, dentre outros fatores, que a ditongação crescente e a ditongação decrescente têm diferentes contextos favorecedores em relação ao acento e à categoria das vogais e têm contextos favorecedores semelhantes em outras variáveis em comum. Para a ditongação, confirmamos nossas hipóteses: a atonicidade máxima e o contexto interior à frase fonológica se mostraram favorecedores. A seleção das variáveis relevantes não foi idêntica para as duas realizações.
Abstract The external vowel sandhi phenomenon presents three possible ways of realization: the elision, the degemination and the diphthongization. This work analyzes the diphthongization phenomenon as a gap resolution process in words boundary (camisa usada ~ cami[zaw]sada) based on the sample of the city of Lages, Santa Catarina, included in the project database VARSUL (linguistic variation in southern Brazil). The theoretical basis is Bisol (1996, 2002 and 2005) for the description of the process; Labov (2008) for the variation theory fundamentals; and Brescancini (2005) for variational research methodology. The specific objectives are the following: a) to identify, in our sample, linguistic factors that may favor or block the application of external vowel sandhi processes; b) from the results obtained, to prove or disprove results of previous studies regarding this process; c) to increase the understanding of the phenomenon and provide support for a general description of the process of external sandhi and Portuguese spoken in southern Brazil. The hypotheses we intend to confirm are the following: a) the ideal context for the three external sandhi processes is an unstressed vowel + an unstressed vowel (casa escura ~ ca[zaj]scura) (as Bisol, 1996; Bisol, 2002; Ludwig-Gayer, 2008; Vianna, 2009); b) the internal context to phonological phrase is more favorable to the application of the phenomenon (velho exemplo ~ velh[we]zemplo) (as Bisol, 1996). Statistical analysis of data was performed by VARBRUL / GoldvarbX software. The sample consisted of 16 informants showed that rising diphthongization and decreased diphthongization have different favorable contexts related to stress and vowel category, and they have similar favorable contexts in same variables. Related to diphthongization, we confirmed our hypotheses: the sequence of unstressed vowels and the phonological phrase are favorable to the process. The selection of the variable was not exactly the same for both processes.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/131764
Arquivos Descrição Formato
000979382.pdf (1.140Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.