Repositório Digital

A- A A+

Sargento Getúlio, capanga-da-lei

.

Sargento Getúlio, capanga-da-lei

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Sargento Getúlio, capanga-da-lei
Autor Rosa, Carlos José Garcia
Orientador Sanseverino, Antônio Marcos Vieira
Data 2015
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Letras. Programa de Pós-Graduação em Letras.
Assunto Cinema Novo
Desenvolvimentismo
Dominação
Ribeiro, João Ubaldo 1941-2014. Sargento Getúlio : Crítica e interpretação
Sertão : Brasil
Resumo Sargento Getúlio, de João Ubaldo Ribeiro, foi publicado em 1971, no entanto é ambientado no sertão de Sergipe da década de 1950. Getúlio tem a missão de levar um prisioneiro do interior da Bahia até a capital de Sergipe, Aracaju. No entanto, no meio da travessia, recebe uma contraordem para abortar a missão. Ocupando papéis sociais distintos, e talvez antagônicos (capanga e policial militar), vê seu mundo sendo colocado em xeque: é a chegada da lógica do mundo moderno que irá desencadear uma série de transformações sociais, políticas e econômicas, no Brasil, objetivando retirá-lo da condição de subdesenvolvimento. Emparedado entre sua formação sertaneja e a chegada desta nova ordem que rechaça velhas práticas, como o uso da violência, acaba por descobrir sua real condição de dominado. Parte da literatura regionalista, bem como algumas produções do Cinema Novo, buscaram representar, cada um com suas estratégias narrativas e fins, esse período de transição e as problemáticas geradas a partir disso.
Resumen Sargento Getúlio, de João Ubaldo Ribeiro, fue publicado en 1971, sin embargo fue ambientado en el interior de Sergipe de la década de 1950. La misión de Getúlio es llevar un prisionero del interior de Bahia a la capital de Sergipe, Aracaju. Sin embargo, en el medio de la travesía, recibe una contraorden para abortar la misión. Ocupando diferentes roles sociales, y tal vez antagónicos (hombre de confianza y policía militar) ve su mundo ser puesto en tela de juicio: es la llegada de la lógica del mundo moderno que dará inicio a una serie de transformaciones sociales, políticas y económicas, en nuestro país, con el objetivo de sacarlo de su condición de subdesarrollo. Encerrado entre su formación de interior y la llegada de este nuevo orden que rechaza las viejas prácticas, como el uso de la violencia, con el tiempo descubre su verdadera condición de dominado. Parte de la literatura regionalista, así como algunas de las nuevas producciones del Cine Nuevo, trató de representar, cada un con sus estrategias narrativas y fines, ese periodo de transición y las problemáticas generadas a partir de eso.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/131773
Arquivos Descrição Formato
000981411.pdf (843.2Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.