Repositório Digital

A- A A+

Occurrence of Campylobacter jejuni and C. coli on broiler carcasses after chilling in southern Brazil

.

Occurrence of Campylobacter jejuni and C. coli on broiler carcasses after chilling in southern Brazil

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Occurrence of Campylobacter jejuni and C. coli on broiler carcasses after chilling in southern Brazil
Outro título Campylobacter jejuni e C. coli em carcaças de frangos após a refrigeração por imersão no sul do Brasil
Autor Perdoncini, Gustavo
Sierra Arguello, Yuli Melisa
Lima, Leonardo Moreira
Trindade, Michele Martins
Gomes, Marcos José Pereira
Santos, Luciana Ruschel dos
Schmidt, Veronica
Nascimento, Vladimir Pinheiro do
Abstract Campylobacter jejuni and C. coli have been associated with gastrointestinal disorders in human beings, due mainly to the consumption of chicken meat. Despite control measures for reducing contamination by these bacteria, the detection of Campylobacter in carcasses after chilling remains high. A total of 105 carcasses were assessed by the horizontal detection method in five federally inspected slaughterhouses in southern Brazil in 2012 and in the first three months of 2013. Campylobacter was isolated in 37.1% of the carcasses, of which 97.5% contained C. jejuni and 2.5% were infected by C. coli. The rate of positive carcasses across the slaughterhouses ranged from 0 to 71.4%. Determining the occurrence of Campylobacter among flocks is crucial for estimating the microbial load at specific points along the slaughtering process and for minimizing the risk of contamination of end products by Campylobacter.
Resumo Campylobacter jejuni e C. coli têm sido associados a problemas gastroentéricos em seres humanos principalmente devido ao consumo de carne de frango. Embora medidas de controle sejam realizadas para reduzir a contaminação por estas bactérias, a identificação de Campylobacter em carcaças após a refrigeração por imersão é alto. Foram analisadas 105 carcaças pelo método de detecção horizontal em cinco abatedouros sob Inspeção Federal no sul do Brasil em 2012 e nos três primeiros meses de 2013. Campylobacter foi isolada em 37,1% das carcaças analisadas, as quais 97,5% foram identificados como C. jejuni e 2,5% como C. coli. A ocorrência de carcaças positivas entre matadouros variou de zero a 71,4%. O conhecimento sobre a ocorrência de Campylobacter entre os lotes é fundamental para estimar a extensão da carga microbiana em pontos específicos do abate e consequentemente minimizar o risco de contaminação por Campylobacter em produtos finais de frangos.
Contido em Pesquisa Veterinária Brasileira. Rio de Janeiro. Vol.35, n.4(abril, 2015), p. 349-352
Assunto Campylobacter coli
Campylobacter jejuni
Carcaça de frango
Microbiologia : Analise
Sanidade avícola
[en] Broilers
[en] Campylobacteriosis
[en] Cross-contamination
[en] Zoonosis
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/131780
Arquivos Descrição Formato
000978350.pdf (290.6Kb) Texto completo (inglês) Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.