Repositório Digital

A- A A+

Fatores motivacionais no setor público : um estudo de caso na Prefeitura de Jaguarão – RS

.

Fatores motivacionais no setor público : um estudo de caso na Prefeitura de Jaguarão – RS

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Fatores motivacionais no setor público : um estudo de caso na Prefeitura de Jaguarão – RS
Autor Peña, Simone Palavé
Orientador Costa, Silvia Generali da
Data 2015
Nível Especialização
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Administração. Curso de Especialização em Gestão Pública UAB.
Assunto Gestão pública
Motivação
Serviço público
[en] Administrative disciplinary proceedings
[en] Investigations
[en] Public administration
[en] Strategic planning
Resumo O objetivo desse trabalho é refletir sobre fatores que influenciam na motivação para o trabalho dos servidores municipais, pertencentes à categoria funcional agente administrativo, da Prefeitura Municipal de Jaguarão/RS. Inicia contextualizando o novo perfil exigido do setor público e apresenta a importância da motivação dos seus servidores, para o cumprimento das novas demandas. A seguir expõe as mudanças nos modelos de gestão e seu perfil atual, assim como as relações entre organização e servidor, além de apresentar pontos essenciais das Teorias Motivacionais de Maslow (1943), Herzberg (1959), Adams (1965) e Vroom (1964). Finaliza apresentando dados relativos à pesquisa de campo, os quais sinalizam que, os fatores que podem ser considerados como elementos motivadores, para os agentes administrativos, neste momento, são: aumento salarial; criação de plano de carreira; impessoalidade na gestão de pessoas; melhoria nas condições de trabalho; valorização enquanto colaborador ativo da organização; instrumentalização e qualificação adequada; políticas organizacionais que privilegiem a relação merecimento, desempenho e competência. E os fatores que se apresentam como desmotivadores, neste momento são: baixa remuneração; ausência de perspectiva na carreira; falta de vínculo entre setores e equipes; insuficiência de instrumentalização e capacitação para determinadas tarefas; arranjos organizacionais que não permitam uma divisão justa das tarefas, formas de gestão que são entendidas como desiguais e distantes da impessoalidade.
Tipo Trabalho de conclusão de especialização
URI http://hdl.handle.net/10183/131875
Arquivos Descrição Formato
000976448.pdf (631.8Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.