Repositório Digital

A- A A+

Diversidade comparada de insetos em arroz irrigado na área de proteção ambiental do Banhado Grande sob dois sistemas de manejo da vegetação das taipas no Município de Viamão, RS

.

Diversidade comparada de insetos em arroz irrigado na área de proteção ambiental do Banhado Grande sob dois sistemas de manejo da vegetação das taipas no Município de Viamão, RS

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Diversidade comparada de insetos em arroz irrigado na área de proteção ambiental do Banhado Grande sob dois sistemas de manejo da vegetação das taipas no Município de Viamão, RS
Autor Acosta, Leonardo Giraldo
Orientador Jahnke, Simone Mundstock
Co-orientador Redaelli, Luiza Rodrigues
Data 2015
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Biociências. Programa de Pós-Graduação em Biologia Animal.
Assunto Arroz irrigado
Grande, Banhado (RS)
Insetos : Agua doce
Resumo Os agroecossistemas se caracterizam por ambientes simplificados, com redução da diversidade de plantas associadas, causando desequilíbrios que podem levar ao surgimento e disseminação de insetos nocivos para as plantas cultivadas, assim como a diminuição de seus inimigos naturais. Sistemas de manejo que priorizem o aumento da diversidade no agroecossistema podem ampliar a ação de inimigos naturais de pragas. Estudos que busquem entender a diversidade de insetos associados ao cultivo de arroz irrigado, bem como determinar as guildas ou grupos ecológicos aos quais pertencem, podem trazer informações sobre a composição e estrutura de tais ecossistemas que possam ser aplicadas no manejo integrado de pragas. Neste sentido, o estudo teve como objetivo conhecer e comparar, através de índices faunísticos, a diversidade de insetos entre áreas de cultivo de arroz irrigado com manejo orgânico, diferenciadas pelo manejo da vegetação das taipas. As amostragens foram realizadas em cultivo localizado no Assentamento “Filhos de Sepé”, no distrito de Águas Claras, município de Viamão, RS. A área total de 18 ha foi subdividida em duas. Numa subárea, denominada não roçada (NR) a vegetação espontânea das taipas foi mantida, na outra, roçada (R), foram feitas roçadas mensais das taipas, desde o início do preparo do solo, até a colheita. Entre novembro de 2012 a março de 2013 realizaram-se coletas ativas semanais, em Quadrats, situados aleatoriamente tanto nas quadras de arroz quanto nas taipas. Foi coletado um total de 800 insetos, 430 na R e 370 na NR. Foram identificadas 97 morfoespécies na R e 108 na NR, das quais 54 foram compartilhadas entre as subáreas. A guilda dos saprófagos teve maior abundância enquanto a dos fitófagos foi a mais rica. O pico de abundância de fitófagos e entomófagos foi registrado na fase vegetativa do arroz, nesta mesma fase a análise de UPGMA apontou que a similaridade na composição de espécies foi superior a 90% nos grupos obtidos nas lavouras das subáreas R e NR.
Abstract Simplified environments characterize agroecosystems, reducing the diversity of associated plants, causing unbalances that can promote the emergence of cultivated plants pests, as well as the reduction of their natural enemies. Management systems that increase diversity in agroecosystems can extend the action of natural enemies of pests. Studies to understand the diversity of insects associated with rice cultivation and determine their ecological guilds can provide information about the composition and structure of such ecosystems, which can be applied to integrated pest management. Therefore, the study aimed to describe and compare groups of insects in irrigated rice fields, with organic management using two different systems of leeves vegetation management, and relate them to the phenological states of rice cultivation (seedling, vegetative, and reproductive). Samples were taken in a plantation located in Águas Claras district of Viamão, RS. The total area of 18 ha was divided into two. A subarea called not cut (NC), where wild vegetation of leeves was maintained, and the subarea named cut (C), where monthly cuts were made to leeves vegetation, from the beginning of soil preparation until the harvest. From October 2012 to March 2013 were held weekly collections in quadrats randomly located in both the rice fields and the leeves. A total of 800 insects were collected, 429 in the C subarea and 371 in the NC. There were identified 97 morphospecies in the C and 108 in NC, being 54 shared between the subareas. The captured insects were grouped into guilds: saprophages (C = 40%; NC = 27.5%), phytophagous (C = 29.4%; NC = 33.2%), entomophagous (grouping parasitoids and predators) (C = 26.4%; NC = 35%) and finally other insects (C = 4.2%; NC = 4.3%). The peak abundance of phytophagous and entomophagous was registered in the vegetative stage of rice. At the same stage the UPGMA analysis showed that similarity in species composition was greater than 90% in the groups obtained in the paddy fields of C and NC subareas.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/131930
Arquivos Descrição Formato
000981524.pdf (816.0Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.