Repositório Digital

A- A A+

Geocronologia U-Pb em zircão de rochas intrusivas e de embasamento na região do Vale do Jacurici, Cráton São Francisco, Bahia

.

Geocronologia U-Pb em zircão de rochas intrusivas e de embasamento na região do Vale do Jacurici, Cráton São Francisco, Bahia

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Geocronologia U-Pb em zircão de rochas intrusivas e de embasamento na região do Vale do Jacurici, Cráton São Francisco, Bahia
Autor Silveira, Carlos José Sobrinho da
Orientador Frantz, Jose Carlos
Co-orientador Marques, Juliana Charão
Data 2015
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Geociências. Programa de Pós-Graduação em Geociências.
Assunto Bahia
Geocronologia
Jacurici (BA)
[en] Geocronology
[en] Jacurici complex
[en] Zircon U-Pb
Resumo O Complexo Jacurici, localizado no NE do Craton São Francisco, hospeda o maior depósito de cromita do Brasil. O Complexo é constituído de várias corpos N-S, possivelmente fragmentos de um único grande sill rompido durante deformação. A idade das rochas hospedeiras é assunto de debate. Alguns trabalhos sugerem que está intruso no Bloco Arqueano Serrinha enquanto outros acreditam que é parte do Cinturão Salvador-Curaçá. Mapeamento está em desenvolvimento pela CPRM e FERBASA. Entretanto, poucos dados geocronológicos estão disponíveis para a área específica onde as rochas máfica-ultramáficas afloram. O terreno é dividido em dois segmentos chamados informalmente de paragnaisses e ortognaisses, o último supostamente mais jovem considerando estar menos deformado. Os ortognaisses ocorrem na parte norte do cinturão. Petrografia revelou que alguns dos paragnaisses são álcali-feldspato granitos fortemente milonitizados. Estes afloram relacionadas às bordas da intrusão máfica-ultramáfica na área de Ipueira. Ainda, os ortognaisses consistem, ao menos em parte, de monzogranitos com deformação de baixa temperatura. Datações de zircão por LAM-MC-ICP-MS foram realizadas para cinco amostras consideradas representativas. Apenas três resultaram em boas idades Concordia: uma rocha máfica, um monzogranito e um álcali-feldspato granito. Uma rocha máfica supostamente do embasamento produziu uma idade de 2102±5Ma e é petrograficamente similar aos metanorites descritos no Complexo Jacurici. A rocha é interpretada como registro dos primeiros pulsos do magmatismo máfico. O monzogranito gerou uma idade de 2995±15Ma, sendo mais antigo do que o esperado, relacionado ao Bloco Serrinha. O álcali-feldspato granito produziu uma idade de 2081±3Ma. O Sienito Itiúba e os pegmatitos que cortam o Complexo Jacurici tem idades semelhantes. Isto mostra uma relação muito estreita entre todas estas rochas. Considerando a falta de informações sobre a seqüência supracrustal que hospeda as rochas alcalinas e máfica-ultramáficas intrusivas nas áreas de Ipueira e Medrado, é possível que parte do terreno pertença ao Cinturão Salvador-Curaçá. Sugerimos que o Complexo Jacurici possa ter sido intrudido após a colagem tectônica entre o Bloco Serrinha e a parte mais antiga do Cinturão Salvador-Curaçá e, portanto, poderia ser hospedado por ambos.
Abstract The Jacurici Complex, located in the NE of the São Francisco Craton, hosts the largest chromite deposit of Brazil. The Complex is constituted by several N-S bodies, possible fragments of a single larger sill disrupted during deformation. The age of the host rocks is still debatable. Some works suggest it is intruded on the Serrinha Archean Block while others believe it is part of the Salvador-Curaçá Belt. Mapping is under development by CPRM and FERBASA. Nevertheless, few geochronological data is available for the specific area where the mafic-ultramafic rocks outcrop. The terrain is broadly divided in two segments called informally as paragneisses and orthogneisses, the last is supposed to be younger considering it is less deformed. The othogneisses occur at the northern part of the belt. Petrography revealed that some of the believed paragneisses are actually an alkali feldspar granite strongly milonitized. It outcrops closely related to the borders of the mafic-ultramafic intrusion in the Ipueira area. Also, the orthogneisses consist, at least in part, of monzogranites with low temperature deformation. Zircon LAM-MC-ICP-MS dating were performed for five samples considered representative. Just three provided good Concordia ages: one mafic rock, one monzogranite and one alkali feldspar granite. A supposed basement mafic rock produced a 2102±5Ma age and is petrographyly similar to the metanorites described in the Jacurici Complex. The rock is interpreted as the record of the first pulses of mafic magmatism. A monzogranite yields a 2995±15Ma age, older than expected, related to the Serrinha Block. The alkali feldspar granite yields a 2081±3Ma age. The Itiúba Syenite, the Jacurici Complex and pegmatites that crosscut the Complex have similar ages. It shows a very close relationship between all these rocks. Considering the lack of information about the supracrustal sequence that hosts the intrusive alkaline and mafic-ultramafic rocks at the Ipueira and the Medrado areas, it is possible that part of the terrain belongs to the Salvador-Curaçá Belt. We suggest that the Jacurici Complex can be intruded after the tectonic amalgamation of the Serrinha Block and the older part of the Salvador-Curaçá Belt and, therefore, could be hosted by both terrains.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/132001
Arquivos Descrição Formato
000954305.pdf (4.930Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.