Repositório Digital

A- A A+

Reconstrução dos paleoventos do Centro-Oeste do Gonduana no Juro-Cretáceo

.

Reconstrução dos paleoventos do Centro-Oeste do Gonduana no Juro-Cretáceo

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Reconstrução dos paleoventos do Centro-Oeste do Gonduana no Juro-Cretáceo
Autor Mello, Raquel Gewehr de
Orientador Scherer, Claiton Marlon dos Santos
Co-orientador Galvão, Ezequiel de Souza
Data 2015
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Geociências. Curso de Geologia.
Assunto Dunas eólicas
Paleovento
[en] Aeolian dunes
[en] Brazilian basins
[en] Gondwana
[en] Juro-cretaceous
[en] Paleowinds
Resumo A passagem de um padrão monsonal para um padrão zonal de circulação atmosférica ocorreu no Juro-Cretáceo devido à fragmentação do supercontinente Gonduana. Um padrão dominantemente monsonal é caracterizado por ventos que cortam o equador, próximos à Zona de Convergência Intertropical, quando existe um contraste barométrico muito forte entre massas continentais e oceanos. Esse contraste existiu no Juro-Cretáceo entre o Gonduana e os oceanos na sua volta. Após a fragmentação, à medida que ocorria a separação de massas continentais, o contraste barométrico foi diminuindo e ocorreu o desenvolvimento do padrão zonal de ventos existentes hoje. Essa mudança de direções dos paleoventos ficou registrada nas paleocorrentes de arenitos eólicos depositados nesse intervalo de tempo. Com uma ampla integração dos dados adquiridos e compilados foi possível visualizar três mapas de reconstrução dos paleoventos (Jurássico Superior, base do Cretáceo Inferior e topo do Cretáceo Inferior), que apontaram a existência do padrão monsonal no Jurássico Superior à base do Cretáceo Inferior e a entrada do padrão zonal no topo do Cretáceo Inferior, possibilitando comprovar a hipótese de que fragmentação de um supercontinente afeta o sistema de circulação atmosférico geral com dados físicos e indicar aproximadamente quando essa quebra de padrões de paleoventos ocorreu. As bacias visadas para estudo de paleocorrentes são as bacias sedimentares Fanerozóicas do Brasil depositadas no centro-oeste do Gonduana, desde que apresentem arenitos eólicos durante o intervalo do Jurássico Superior ao Cretáceo Inferior. Por existirem poucos dados de paleocorrentes nos arenitos eólicos da Formação Tacuarembó na Bacia do Paraná, Uruguai e da Formação São Sebastião na Bacia Jatobá, Pernambuco, essas formações foram escolhidas para completar o projeto com práticas de aquisição de medidas de paleocorrentes.
Abstract The passage of a monsonal pattern to a zonal atmospheric circulation pattern occurred during the Juro-Cretaceous due to fragmentation of the Gondwana Supercontinent. A predominantly monsonal pattern is characterized by winds that cross the equator, near the Intertropical Convergence Zone, when there is a very strong barometric contrast between land masses and oceans. This contrast existed in the Juro-Cretaceous among Gondwana and oceans around it. After fragmentation, as the continental masses were being separated, the barometric contrast was decreasing and the development of the zonal pattern of the present winds took place. This change in the paleowinds direction was recorded in paleocurrents of aeolian sandstones deposited in this interval. With a broad integration of acquired and compiled data it was possible to visualize three maps of paleowinds reconstruction (Upper Jurassic, base of the Lower Cretaceous and top of the Lower Cretaceous), which pointed to the existence of monsonal pattern during the Upper Jurassic to the base of the Lower Cretaceous and the entry of zonal pattern in the top of the Lower Cretaceous, proving the hypothesis that the fragmentation of a supercontinent affects the overall atmospheric circulation system with physical data and indicating approximately when occurred the breaking of the paleowinds patterns. The targeted basins for this paleocurrents study are the Brazilian Phanerozoic sedimentary basins, as long as they present aeolian sandstones deposits during the Upper Jurassic to Lower Cretaceous interval. Because there were few paleocurrent data of the aeolian sandstones of the Tacuarembó Formation in the Paraná Basin, Uruguay, and São Sebastião Formation in the Jatobá Basin, Pernambuco, these formations have been chosen to complete the project with paleocurrent measures acquisition practices.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/132032
Arquivos Descrição Formato
000982466.pdf (9.825Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.