Repositório Digital

A- A A+

Experimentos em dinâmica de agregados celulares

.

Experimentos em dinâmica de agregados celulares

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Experimentos em dinâmica de agregados celulares
Autor Weizenmann, Aline Friedrich Lütz
Orientador Brunnet, Leonardo Gregory
Data 2015
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Física. Curso de Pesquisa Básica: Bacharelado.
Assunto Biofísica
Células
Cnidários
Hidras
Simulação computacional
Resumo Entender segregação celular é o primeiro passo para estudar morfogênese e regeneração de tecidos vivos. A hidra, um cnidário de água doce, vem sendo utilizada neste tipo de estudo há bastante tempo, devido a sua simplicidade e grande capacidade de regeneração. Ela é constituída por dois tecidos, a endoderme (tecido interno) e a ectoderme (tecido externo). Experimentos com hidras mostram que se suas células são separadas e misturadas aleatoriamente, voltam a se organizar para formar o animal. As simulações computacionais indicam que a evolução do parâmetro de ordem da segregação segue uma lei de potência que apresenta um expoente característico dependente da proporção entre os tecidos e da dimensão espacial do sistema. Neste trabalho, desenvolvemos um protocolo de separação de tecidos que permite variar a proporção de endoderme e ectoderme. Além disso, encontramos a relação entre o número de células e o número de pixels em uma imagem de agregado, o que permite automatizar a contagem de células nos experimentos. Utilizando este resultado, estimamos a evolução da extensão da interface entre tecidos em um experimento de segregação. O resultado desse experimento é comparado a simulações computacionais.
Abstract Understanding cellular segregation is the first step in studying morphogenesis and regeneration of living tissue. Hydra, a freshwater cnidarian, has been used in this type of study for a long time due to its simplicity and great capacity of regeneration. Hydras have two main body layers, the endoderm (inner layer) and the ectoderm (outer layer). Experiments with hydras show that when its cells are separated and then randomly mixed, a cell-sorting process begins remaking the animal. According to computacional simulations the order parameter evolution follows a power law that has a characteristic exponent dependent on the proportion between tissue and the spatial dimension of the system. Besides, we found the relation between number of cells and number of pixels in a cluster image, what allow us to automate the cells counting in experiments. Using this result, we estimate the evolution of the interface extension between tissues in a segregation experiment. The result of this experiment is compared to computational simulations.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/132047
Arquivos Descrição Formato
000982911.pdf (7.711Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.