Repositório Digital

A- A A+

Características do acometimento nasossinusal em pacientes adultos com fibrose cística

.

Características do acometimento nasossinusal em pacientes adultos com fibrose cística

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Características do acometimento nasossinusal em pacientes adultos com fibrose cística
Autor Kang, Suzie Hyeona
Orientador Dalcin, Paulo de Tarso Roth
Co-orientador Piltcher, Otavio Bejzman
Data 2015
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Medicina. Programa de Pós-Graduação em Ciências Pneumológicas.
Assunto Adulto
Fibrose cística
Seios paranasais
Sinusite
[en] Chronic rhinosinusitis
[en] Cystic fibrosis
[en] Paranasal sinuses
[en] Quality of life
[en] Sinusitis
[en] SNOT-22
[en] Upper airways
Resumo A fibrose cística (FC) é uma doença genética irreversível, mas os avanços no tratamento têm aumentado a expectativa de vida dos pacientes. O acometimento das vias aéreas superiores, principalmente por alteraçõesdos seios paranasais aos exames de imagem, é prevalente nestes pacientes, embora muitos apresentem poucos sintomas. Poucos trabalhos abordam as características e o manejo das doenças nasossinusais em pacientes adultos com FC. O acometimento nasossinusal, além de ter provável influência nas exacerbações pulmonares, pode afetar negativamente a qualidade de vida.Objetivos:(1) Identificar as características e o grau de acometimento das vias aéreas superiores;(2) Estabelecer associações com as manifestações clínicas e determinar preditores na pontuação do questionário SNOT-22.Métodos: A metodologia adotada para a presenteteseconsistiu na elaboração de três artigos: (1) Artigo original de revisão sistemática sobre achados tomográficos de seios paranasais em pacientes com FC; (2) Artigo de revisão narrativa sobre diagnóstico e tratamento da rinossinusite crônica (RSC) em pacientes com FC; e (3) Artigo original de estudo transversal e prospectivo sobre manifestações nasossinusais e avaliação da qualidade de vida pelo questionário SNOT-22 em pacientes adultos com FC. A revisão da literatura fundamentou-se na busca por artigos com as evidências mais recentes sobre o assunto nos bancos de dados Medline, Embase, Web of Science, Lilacs, Scielo e Cochrane. O estudo transversal consistiu na avaliação de pacientes adultos com FC clinicamente estáveis, sendo submetidos a avaliação clínica, exames de função pulmonar, endoscopia nasal e tomografia computadorizada de seios da face. Todos os pacientes responderam o questionário SNOT-22.Resultados: A literatura relata que os achados tomográficos mais comuns nos pacientes com FC são a opacificação dos seios paranasais, a presença de hipoplasia ou aplasia dos seios frontal e esfenoidal, o subdesenvolvimento pansinusal e a medialização da parede nasal lateral. Quando sintomática, a RSC com pólipos nasais pode afetar a qualidade de vida e desencadear as exacerbações pulmonares, já que os seios paranasais podem ser colonizados por bactérias patogênicas, principalmente a Pseudomonas aeruginosa. Esta bactéria tem papel crucial na morbidade e mortalidade após o transplante pulmonar em pacientes com FC. Embora o tratamento clínico das vias aéreas superiores seja indicado no manejo inicial, a indicação é muitas vezes extrapolada de estudos sobre RSC na população geral. No estudo original da tese, uma idade média maior, idade de diagnóstico mais tardio, sintomas de rinite crônica e critérios clínicos para rinossinusite foram mais observados em pacientes com pontuação maior no SNOT-22. Na análise de regressão múltipla, houve associação positiva da idade e presença de P. aeruginosa no escarro com a pontuação no SNOT-22.Em concordância com a literatura, o estudo também revelou uma alta prevalência de alterações tomográficas, sendo a aplasia/hipoplasia do seio esfenoidal o achado mais frequente.Conclusão:Apesar dasinúmeras alterações tomográficas, os pacientes relatam pouca intensidade dos sintomas nasossinusais. A idade e a presença da P. aeruginosa foram fatores associados a maior pontuação no SNOT-22. Mais estudos são necessários para compreender melhor o acometimento das vias aéreas superiores e melhorar o manejo da RSC na FC, a fim de preservar a função pulmonar, mas evitandoa indicação de procedimentos invasivos e a exposição radiológica desnecessária.
Abstract Cystic fibrosis (CF) is an irreversible genetic disease, but advances in treatment have increased the life expectancy of patients. Involvement of upper airways, especially by pathological changes in sinus imaging, is prevalent in these patients, although few exhibit symptoms. There are few studies about characteristics and management of sinonasal diseases in adult CF patients. Sinonasal involvement may initiate pulmonary exacerbations and negatively affect quality of life. Objectives: To identify characteristics and degree of involvement of upper airways, establishing associations with clinical manifestations and determine predictors in SNOT-22 questionnaire score. Methods: The methodology adopted for this thesis included the elaboration of three articles: (1) original systematic review article aboutparanasal sinuses CT findings in CF patients; (2) narrative review article about diagnosis and treatment of chronic rhinosinusitis (CRS) in CF patients; and (3) original article about crosssectional prospective study of sinonasal manifestations and assessment of quality of life by SNOT-22 questionnaire in adult CF patients. The literature review was based on search of articles with the latest evidence on the subject in databases Medline, Embase, Web of Science, Lilacs, Scielo and Cochrane. The cross-sectional study consisted in evaluation of adult CF patients clinically stable. They underwent clinical evaluation, pulmonary function tests, nasal endoscopy and paranasal sinuses CT scan. All patients answered SNOT-22 questionnaire. Results:Literature reports that the most common CT findings in CF patients areparanasal sinuses opacification, presence of sphenoid and frontal sinuses hypoplasia or aplasia, pansinusal underdevelopment and medial bulging oflateral nasal wall. When symptomatic, CRS with nasal polyps can affect quality of life and trigger pulmonary exacerbations. It is explained since paranasal sinuses may be colonized by pathogenic bacteria, especially Pseudomonas aeruginosa. This bacterium plays a crucial role in morbidity and mortality after lung transplantation in CF patients. Clinical treatment of upper airways is indicated as first management, but this indication is often extrapolated from studies on CRS in general population. In the original study, a high average age, age of later diagnosis, symptoms of chronic rhinitis and clinical criteria for rhinosinusitis were more frequently observed in patients with high SNOT-22 scores. In multiple regression analysis, there was a positive association between age and the presence of P. aeruginosa in sputum with the SNOT-22 score. According to literature, this study also revealed a high prevalence of tomographic alterations.Sphenoid sinus aplasia or hypoplasia was the most common finding. Conclusion: Despite CT findings, patients report little intensity of sinonasal symptoms. Age and presence of P. aeruginosa were associated with higher SNOT-22 scores. The most important is to preserve lung function, but avoinding unnecessary invasive procedures and radiation exposure. More studies are needed to better understand the involvement of upper airways and improve management of CRS in CF.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/132127
Arquivos Descrição Formato
000981290.pdf (2.605Mb) Texto parcial Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.