Repositório Digital

A- A A+

Industrial organization dynamics : bounded capabilities and technological interfaces of the Brazilian shipbuilding and Offshore Industry

.

Industrial organization dynamics : bounded capabilities and technological interfaces of the Brazilian shipbuilding and Offshore Industry

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Industrial organization dynamics : bounded capabilities and technological interfaces of the Brazilian shipbuilding and Offshore Industry
Autor Alves, André Cherubini
Orientador Zawislak, Paulo Antonio
Data 2015
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Administração. Programa de Pós-Graduação em Administração.
Assunto Indústria naval
Inovação tecnológica
Organização industrial
[en] Bounded capabilities
[en] Industrial organization dynamics
[en] Shipbuilding and offshore industry
[en] Technological interfaces
Abstract Technological progress and Innovation are generally accepted as the fundamental phenomenon of economic development of nations. However, understanding the underlying mechanisms behind 'development' still seems to be a challenge. This requires an empirical assessment into the way economic activity is created and distributed across firms and markets giving the shape and scope of industrial organization. Drawing on evolutionary and transaction costs, industrial organization is defined as economic relations of technological complementarities where bounded capabilities connect through technological interfaces. The way firms and markets deal with their capability boundedness will determine the dynamic potential that can be generated in the economic system. This research begins by asking what determines shape and scope of industries and its underlying dynamics? In order to address this question, this thesis will analyze the recent developments of the Brazilian Shipbuilding and Offshore Industry where government has put in place an entire institutional arrangement to boost industrial/market competitiveness and technological catch-up in the hopes of generating economic development. The scenario of a re-emerging complex sector where the capabilities of firms are under construction, allows the examination of the dynamics behind the organization of the industry through the analysis the different technological interfaces involved. The research begins by first analyzing the evolution and dynamics of the shipbuilding sector worldwide and later, it explores the recent shape, scope and dynamics of the Brazilian Shipbuilding Industry by assessing, describing and analyzing the set of technological interfaces and bounded capabilities found at one shipyard. Results show that despite of the policies designed to promote the development of the sector, the industry depends on the ability of the various economic agents absorb the necessary knowledge and give cohesion to technological interfaces. Paradoxically, project stability seems to precede industrial dynamics in order to accelerate learning process and effectively succeed in catching-up. It depends on the internal and external integration of the different actors involved. While the analyzed site has current specific assets that denote a competitive potential, it sought to overcome the limits of knowledge through the intensification of technology transfer. Instability at the interfaces play against learning. This is increasingly improving through the intensification of knowledge transfer with the international partner. Despite the favorable institutional environment intended to provide the industry with some time to catch up, the window of opportunity created by it may not be long enough. Therefore, the industry needs to find a way to learn faster. Technological transfer mechanisms should be used to reduce the costs of building capabilities.
Resumo O progresso tecnológico e a inovação são geralmente aceitos como propulsores do desenvolvimento econômico das nações. No entanto, a compreensão quanto aos mecanismos subjacentes ao desenvolvimento ainda parece ser um desafio tanto para pesquisa quanto para a formulação de políticas públicas. Isso requer uma avaliação empírica na forma como a atividade econômica é criada e absorvida pelos diferentes agentes econômicos dando a forma e escopo da organização industrial em uma região ou setor. Tendo com base a teoria evolucionária da mudança técnica e na teoria dos custos de transação, organização industrial é definida como relações econômicas de complementaridades tecnológicas onde as firmas estabelecem interfaces tecnológicas com outras em função dos seus próprios limites. A forma com que firmas lidam com os seus próprios limites, irá determinar o potencial dinâmico da organização industrial. Está pesquisa visa responder a seguinte pergunta: o que determina a forma e o escopo da indústria e sua dinâmica subjacente? Para responder essa questão, este estudo irá analisar os recentes desenvolvimentos da Indústria da construção naval brasileira e offshore Brasileira onde, nos últimos anos, houve uma grande mobilização institucional para viabilizar o catch-up de tecnologia e competitividade no setor. O cenário recente de construção e ampliação de capacidades das empresas em uma indústria complexa permite observar a dinâmica da organização industrial por meio da análise das interfaces tecnológicas. A pesquisa traz uma revisão da dinâmica e evolução da indústria naval nos principais polos produtores do mundo e, posteriormente, parte para a análise detalhada do desenvolvimento de da indústria no Brasil através da descrição do conjunto de interfaces tecnológicas e relações industriais inerentes ao arranjo de um grande estaleiro. Os resultados mostram que, apesar da elaboração de políticas que visam favorecer o desenvolvimento do setor, a indústria depende da capacidade dos diversos agentes econômicos absorverem os conhecimentos necessários e dar coesão às interfaces tecnológicas. Paradoxalmente, precede à geração de uma dinâmica industrial, buscar dar estabilidade às interfaces tecnológicas com o intuito de acelerar o processo de aprendizagem. Isso depende da integração dos diferentes atores envolvidos. Embora o estaleiro analisado detenha os ativos específicos que denotam um potencial competitivo, o mesmo busca superar os limites de conhecimento por meio da intensificação de transferência de tecnologia que lhe permita utilizar as tecnologias e, principalmente, dar fluxos e rotinas necessárias para operar de forma mais eficiente. Apesar do ambiente institucional favorável que deu origem ao ressurgimento do setor, a janela de oportunidade criada pelas instituições é limitada. Portanto, o setor precisa encontrar maneiras de aprender mais rápido, porém é preciso escolher mecanismos que economizem nos custos de construção de capacidades. Dado os limites das capacidades das empresas brasileiras, mecanismos de transferência de tecnologia parecem ser uma das principais estratégias para reduzir esses custos.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/132270
Arquivos Descrição Formato
000983686.pdf (6.718Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.