Repositório Digital

A- A A+

Governança aplicada às tecnologias sociais para populações em situação de risco socioeconômico associada ao paradigma da sustentabilidade

.

Governança aplicada às tecnologias sociais para populações em situação de risco socioeconômico associada ao paradigma da sustentabilidade

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Governança aplicada às tecnologias sociais para populações em situação de risco socioeconômico associada ao paradigma da sustentabilidade
Autor Araújo, Alexandre Castilhos de
Orientador Silva, Tania Nunes da
Data 2015
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Administração. Programa de Pós-Graduação em Administração.
Assunto Governança
Sustentabilidade
Tecnologia social
[en] Governance
[en] Social innovation
[en] Social technology
[en] Sustainability
Resumo As transformações promovidas por inovações tecnológicas no âmbito dos setores tradicionais da economia oferecem significativo avanço para a sociedade moderna. No entanto, boa parte dos projetos tecnológicos implementados desencadeiam novos níveis de produtividade que acabam por gerar uma legião de excluídos, por não conseguir incluir-se novamente na economia formal em ocupações que demandam nível de capacitação mais sofisticado. Assim, surge o desafio de elaborar novos modelos de desenvolvimento a fim de equalizar os efeitos de boa parte das inovações tecnológicas dos setores tradicionais da economia a partir de um enfoque de governança em tecnologias sociais associado à sustentabilidade. Portanto, esta dissertação buscou responder a seguinte questão: como a governança em tecnologias sociais pode ser associada à sustentabilidade a fim de constituir uma nova abordagem que possa servir de referência e também contribuir para reverter o quadro de populações em situação de risco social e econômico? A proposta desta pesquisa objetivou a elaboração de uma abordagem de governança em tecnologias sociais, considerando a perspectiva multinível, no sentido de tornar mais eficaz o processo de incluir uma legião de pessoas que carece de novas oportunidades dentro de um cenário tecnológico de ordem social, no qual possam desenvolver vocações regionais, existentes ou novas, e tecnologias sociais para estabelecer um novo paradigma ligado à sustentabilidade envolvendo economias vulneráveis. Para atingir esse objetivo, foram propostas duas etapas, envolvendo dados secundários e dados primários. A primeira foi a realização de uma pesquisa exploratória, de natureza qualitativa, a partir de um referencial teórico inicial envolvendo conceitos sob a ótica da governança, da sustentabilidade e dos impactos a partir da adoção de governança em tecnologias sociais. Assim, foram realizadas entrevistas semiestruturadas com dois grupos: i) instituições que atuam com governança em tecnologias sociais e ii) instituições que formulam políticas públicas em tecnologias sociais. Essa etapa teve a finalidade de analisar iniciativas e modelos desenvolvidos no Brasil sob o enfoque de governança em tecnologias sociais, a fim de identificar os fatores que influenciam positivamente projetos regionais, os fatores que impedem o avanço de projetos e propostas para ações no âmbito nacional voltadas ao desenvolvimento de tecnologias sociais que gerem impactos sustentáveis nas esferas do desenvolvimento social, econômico e tecnológico. A segunda etapa consistiu na análise dos resultados obtidos na pesquisa exploratória, a fim de organizá-los para propor a abordagem de governança em tecnologias sociais. Essa sistemática observou os conceitos presentes na governança para o desenvolvimento de melhores políticas e estratégias públicas, desempenhando importante papel para a melhoria da qualidade de vida de populações vulneráveis. A perspectiva de governança para a construção de modelos que permitam o avanço de tecnologias sociais é uma proposta nova, relevante, desafiadora, que oferece muitas oportunidades para inclusão social e se faz presente como um diferencial imprescindível para o sucesso da identificação de propostas sólidas para o avanço da pesquisa sobre o tema.
Abstract The transformations promoted by technological innovations within traditional sectors of the economy offer significant breakthrough for modern society. However, much of the implemented technological projects unleash new levels of productivity that generate a legion of excluded people that fails to return to the formal economy in occupations that require a more sophisticated level of training. Thus, arises the challenge to develop new models of development in order to equalize the impacts regarding much of the technological innovations in the traditional sectors of the economy from a governance approach on social technologies associated with sustainability. Therefore, this work aimed to answer the question: how governance in social technologies can be linked to sustainability in order to constitute a new approach that can serve as a reference and also help to reverse the situation of the population exposed to social and economic risk? The purpose of this research aimed at the development of a governance approach to social technologies, considering the multilevel perspective, in order to make more effective the process of including a legion of people that lacks new opportunities within a technological scenario of social order, in which can develop regional, existing or new, vocations, and social technologies to establish a new paradigm associated to sustainability involving vulnerable economies. To achieve this goal, two steps have been proposed involving secondary and primary data. The first was to perform a qualitative, exploratory research, from an initial theoretical background involving concepts from the perspective of governance, sustainability, and the impact from the adoption of governance in social technologies. Thus, semi-structured interviews were conducted with two groups: i) institutions working with governance in social technologies and ii) institutions formulating public policies in social technologies. This step sought to analyze initiatives and models developed in Brazil, under the governance focus on social technologies, in order to identify the factors that positively influence regional projects, the factors that interfere in the progress of projects and proposals for action at the national level aimed at developing social technologies that generate sustainable impacts in the spheres of social, economic and technological developments. The second step consisted in the analysis of the results obtained from the exploratory research in order to organize them to propose the governance approach to social technologies. This approach followed the concepts in governance to develop better public policies and strategies, playing an important role in improving the quality of life of vulnerable populations. The governance perspective for building models which can foster social technologies is a new, relevant, challenging proposal, offering many opportunities for social inclusion and making it present as an essential advantage for the successful identification of solid proposals for the research advance on the subject.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/132293
Arquivos Descrição Formato
000983291.pdf (2.012Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.