Repositório Digital

A- A A+

Avaliação do uso de modelos anatômicos alternativos para o ensino-aprendizagem da anatomia humana para alunos do ensino fundamental de uma escola pública da cidade de Petrolina, PE

.

Avaliação do uso de modelos anatômicos alternativos para o ensino-aprendizagem da anatomia humana para alunos do ensino fundamental de uma escola pública da cidade de Petrolina, PE

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Avaliação do uso de modelos anatômicos alternativos para o ensino-aprendizagem da anatomia humana para alunos do ensino fundamental de uma escola pública da cidade de Petrolina, PE
Autor Silva Junior, Edivaldo Xavier da
Orientador Schwingel, Paulo Adriano
Data 2015
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Ciências Básicas da Saúde. Programa de Pós-Graduação em Educação em Ciências: Química da Vida e Saúde.
Assunto Anatomia humana
Ensino de ciências
Ensino e aprendizagem
Ensino fundamental
Modelos anatômicos
[en] Anatomy
[en] Education
[en] Learning
[en] Methods
[en] Teaching
Resumo O ensino da Anatomia Humana faz-se a partir do estudo da leitura e memorização de estruturas que compõem o organismo do indivíduo, sendo esta última ineficaz para a aprendizagem do aluno. No Ensino Fundamental a Anatomia Humana está inserida na disciplina de Ciências, através do conteúdo corpo humano, no 8º ano do ensino fundamental das escolas brasileiras, segundo os Parâmetros Curriculares Nacionais (PCNs). Na maior parte das escolas brasileiras, a disciplina de Ciências é trabalhada de forma expositiva. Para que estas se tornem mais dinâmicas e prazerosas, dando sentido ao aprendizado, os PCNs orientam o uso de atividades práticas, porém nem todas as escolas estão preparadas para sua realização, seja por não ter o espaço físico adequado, seja por não ter professores qualificados. Para amenizar este tipo de problema, métodos alternativos, dinâmicos e lúdicos apresentam-se como uma proposta viável na construção do aprendizado do aluno. Desta forma, esta dissertação se propôs a avaliar o processo de aprendizagem de alunos de uma escola pública sobre a morfologia humana a partir da utilização de modelos anatômicos alternativos na disciplina de Ciências. Em um primeiro momento, realizou-se uma revisão de literatura a fim de verificar a utilização e a existência de roteiros didáticos e modelos anatômicos em aulas práticas de Anatomia Humana. Constatou-se 17 artigos nas bases de dados consultadas que abordavam sobre métodos didáticos para seu ensino-aprendizagem e, dentre estes, 9 tratavam sobre o uso de modelos anatômicos, 7 referenciavam-se a outros métodos utilizados e apenas 1 sobre a utilização de manual didático em aula prática da referida disciplina. Em um segundo momento, promoveu-se ferramentas de educação lúdicas, dinâmicas, interativas e baratas em aprender Anatomia Humana e avaliar a sua eficácia com alunos do Ensino Fundamental de uma Escola Pública em Petrolina. Estes alunos foram divididos em dois grupos, um controle (GC) e outro experimental (EXP), e após a aplicação das atividades para o EXP, o GC, o qual permaneceu com suas aulas expositivas normais, apresentou menor interesse pelo estudo do corpo humano (p<0,02) e se consideraram pouco ou nada estimulados pelo estudo da anatomia humana (p=0,05). Desta forma, as estratégias de ensino aplicadas foram mais eficazes do que o ensino tradicional entre os estudantes avaliados. No terceiro momento, foram confeccionadas estruturas neuroanatômicas alternativas para o ensino prático da Neuroanatomia. Assim, produziu-se 5 modelos neuroanatômicos, os quais foram necessários para a realização da referida atividade pedagógica. Desta feita, foi possível elaborá-las com material de baixo custo, mostrando-se como uma alternativa na ausência de material cadavérico. Assim, métodos alternativos, como a modelização, apresentam-se, estatisticamente, eficazes no ensino de Ciências em turmas de oitavo ano do Fundamental, permitindo, ao aluno, ser um agente ativo de seu próprio conhecimento. Logo, foi possível contribuir, com este, a alfabetização científica consentindo-lhe um conhecimento mais abrangente de seu próprio corpo, promovendo-lhe uma atenção mais direta com a sua saúde e das pessoas que o rodeiam.
Abstract The teaching of Human Anatomy is made from the study of reading and memorizing structures that make up the human body, being ineffective for student learning on the last one. In elementary education the Human Anatomy is included in the discipline of Sciences, through the human body content, in 8th grade of elementary education in Brazilian schools, according to the National Curriculum Parameters (NCP). In most of schools of that country, the Sciences discipline is teached of expository manner. For these become more dynamic and pleasurable, giving meaning to learning, NCP advises the use of practical activities, but not all schools are prepared for the meeting, either by not having adequate space, either by not having teachers qualified. To alleviate this kind of problem, alternatives, dynamic and playful methods present themselves as a viable proposal on the construction of student learning. Thereby this paper aimed to evaluate the learning process of students in a public school on human morphology from using alternative anatomical models in the Science discipline. At first carried out a literature review in order to verify the utilization and existence of educational scripts and anatomical models in practical classes of Human Anatomy. It was found 17 articles in data bases that addressed on teaching methods for their teaching and learning, and of these, 9 treated on using anatomical models, 7 alluded to to other methods used, and only one on the use of manual teaching in classroom practice of that discipline. In a second moment, it was promoted playful education tools, dynamic, interactive and inexpensive to learn Human Anatomy and to evaluate its effectiveness with elementary school students from a public school in Petrolina. These students were divided into two groups, one control group (CG) and other experimental (EXP), and after the implementation of activities for the EXP, the CG, which remained with their normal classes, showed less interest in the study of the human body (p <0.02) and they were found little or no stimulated by study of Human Anatomy (p = 0.05). Thus, the teaching strategies applied were more effective than traditional teaching among the evaluated students. The third moment, neuroanatomical structures were manufactured like alternatives to the practical teaching of Neuroanatomy. Thereby, there has been 5 neuroanatomical models, which were necessary for the realization of that pedagogical activity. On this occasion, it was possible to elaborate them with inexpensive material, showing up as an alternative in the absence of cadaveric material. Thus, alternative methods, like modelization, present statistically effective in teaching science in 8th grade of elementary school, allowing students to be active agents of their own knowledge So it was possible to contribute, with this one, scientific alphabetization consenting him a more comprehensive knowledge of himself, providing him a more direct attention to his health and those around him.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/132326
Arquivos Descrição Formato
000982957.pdf (4.970Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.