Repositório Digital

A- A A+

Imagens em Movimento : reflexão sobre a aprendizagem Mbya a partir de uma oficina de vídeo na Tekoá Nhundy, RS, em 2014 e 2015

.

Imagens em Movimento : reflexão sobre a aprendizagem Mbya a partir de uma oficina de vídeo na Tekoá Nhundy, RS, em 2014 e 2015

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Imagens em Movimento : reflexão sobre a aprendizagem Mbya a partir de uma oficina de vídeo na Tekoá Nhundy, RS, em 2014 e 2015
Autor Schaan, Eduardo Santos
Orientador Silva, Sergio Baptista da
Data 2015
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Filosofia e Ciências Humanas. Curso de Ciências Sociais: Bacharelado.
Assunto Alteridade
Ciências sociais
Ensino e aprendizagem
Mbyá-guarani
Objetos de aprendizagem
[en] Alterity
[en] Jeguata
[en] Learning
Resumo Este trabalho reflete sobre uma oficina audiovisual que ocorreu na Tekoá Nhundy, ou Aldeia da Estiva, localizada no município de Viamão, RS, com um grupo da parcialidade Mbya Guarani, entre maio de 2014 e o ano de 2015. Faz-se a problematização das práticas escolares ocidentais e sua construção da pessoa em face do contexto Mbya, que envolve outra concepção de pessoa e, consequentemente, outras pedagogias, em que a vontade individual é muito valorizada. Em seguida, relaciona-se a caminhada como prática didática e também cosmológica com o percurso trilhado durante a oficina. A retratação da alteridade, muitas vezes extra-humana, era frequente, o que leva a reflexões sobre a própria caminhada durante a oficina ser uma forma permeada por predações e, de forma mais ampla, o aprendizado pode ser visto como uma captura de conhecimentos externos a si. Por último, a retratação de lendas contadas por pessoas mais velhas, em que a alteridade se faz presente, está ligada ao aprendizado com os mais velhos por meio de histórias, formando uma espécie de ciclo de aprendizagem.
Abstract This paper reflects upon an audiovisual workshop that took place in Tekoá Nhundy, or Village of Estiva, located in Viamão, RS, between 2014 and 2015 with youngsters of the Mbya Guarani group. It’s made a questioning of the western school practices and the fabrication of the person in relation with the Mbya context, involving another conception of person in which the individual personality is much valuated. Then it’s related the act of walking as a teaching and cosmological practice with the route made during the classes. The representation of the alterity, often extra human, was frequent, which lead us to reflect upon the walking itself in the classes as a way permeated by preying and, more broadly, the learning can be seen as the capture of an external knowledge. Finally, the representation of tales told by elder people in which the alterity exists is connected to the learning through stories, forming kind of a circle of teaching.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/132355
Arquivos Descrição Formato
000983231.pdf (1.273Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.