Repositório Digital

A- A A+

Tratamento alternativo de lesões profundas de cárie : seis anos de acompanhamento

.

Tratamento alternativo de lesões profundas de cárie : seis anos de acompanhamento

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Tratamento alternativo de lesões profundas de cárie : seis anos de acompanhamento
Outro título Alternative treatment of deep decay lesions : six years follow-up
Autor Simoneti, Miriam Nunes Doege
Orientador Jardim, Juliana Jobim
Data 2014
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Odontologia. Curso de Odontologia.
Assunto Carie dentaria
[en] Clinical trial
[en] Dental caries
[en] Partial caries removal
[en] Permanent teeth
[en] Stepwise excavation
[en] Survival analysis
Resumo Este ensaio clínico randomizado controlado multicêntrico teve como objetivo avaliar a efetividade de uma abordagem alternativa no tratamento de lesões de cárie profundas comparado ao tratamento expectante (TE) após seis anos de acompanhamento. O tratamento alternativo consistiu na remoção parcial de tecido cariado (RPTC) seguida de restauração em única sessão. O estudo foi realizado em dois centros: Porto Alegre (RS) e Brasília (DF). A amostra foi composta por pacientes com lesões profundas de cárie em molares permanentes. Os critérios de seleção incluíram: molares com lesões profundas de cárie (atingindo metade interna de dentina ou mais ao exame radiográfico); resposta positiva ao teste de frio; resposta negativa a percussão; ausência de dor espontânea e ausência de lesão periapical ao exame radiográfico. Os dentes selecionados foram randomicamente atribuídos ao grupo teste (RPTC), estes receberam remoção incompleta de tecido cariado e restauração com amálgama ou resina composta em uma sessão. Os dentes atribuídos ao grupo controle (TE), após remoção incompleta do tecido cariado, receberam forramento com cimento de hidróxido de cálcio e restauração temporária com cimento de óxido de zinco e eugenol modificado na primeira sessão. Após mediana de tempo de 90 dias, as cavidades foram reabertas, a dentina cariada remanescente foi removida e os dentes foram restaurados com resina composta ou amálgama. O desfecho avaliado no estudo foi a vitalidade pulpar, determinada por sensibilidade ao teste térmico, sensibilidade negativa ao teste de percussão e ausência de alteração periapical ao exame radiográfico. Análises de sobrevivência foram realizadas utilizando o teste “goodness-of-fit” com probabilidade estatística para estimar as taxas de sucesso do tratamento. O modelo de regressão de Weibull foi utilizado para comparar as curvas de sobrevivência, levando em consideração a dependência das observações quando mais de um tratamento foi realizado em um único indivíduo. Foram executados 299 tratamentos, sendo 152 RPTC e 147 TE, em pacientes com idade entre 6 e 53 anos. Neste estudo, somente o acompanhamento dos tratamentos realizados em Porto Alegre foi realizado e analisado. Durante 6 anos de acompanhamento, 127 dentes foram avaliados. Foram observadas taxas de sucesso de 60% para o grupo teste e 32% para o grupo controle (p<0,05). Dentre as variáveis analisadas, somente tipo de tratamento apresentou associação significativa com o desfecho de manutenção da vitalidade pulpar. O desfecho foi favorável quando o tratamento RPTC foi comparado ao TE, apresentando-se como um fator de proteção (OR 0,44 p=0.007). Idade, gênero e tipo de material restaurador não apresentaram associação com o desfecho. Os resultados sugerem que a RPTC pode ser alternativa viável no tratamento de lesões profundas de cárie, mostrando melhora significativa em relação à manutenção da vitalidade pulpar quando comparado ao tratamento expectante.
Abstract This randomized multicenter clinical trial aimed to evaluate the effectiveness of a treatment in the management of deep caries lesions to stepwise excavation (SW) after 6-year of follow-up. The alternative treatment consisted of partial caries removal (PCR) and tooth restoration in a single session. The sample included patients with permanent molars presenting deep carious lesions. The selection criteria included: molars with deep caries lesions (reaching the inner half dentin or more on the radiographic exam); positive response to cold test, negative response to percussion test, absence of spontaneous pain and absence of periapical lesion on the radiographic exam. Selected teeth were randomly assigned do test group, this teeth received partial caries removal and tooth restoration in amalgam or resin composite in one session. Teeth assigned to control group (SW), after receive partial caries removal, they received indirect pulp capping with calcium hydroxide cement and temporary filling with modified zinc oxide-eugenol cement. After a median time of 90 days, the tooth was reopened, the remaining decayed dentine was removed and teeth were restored with amalgam or resin composite. Outcome evaluated in this study was pulp vitality, determined by sensibility to cold test, negative sensibility to percussion test and absence of periapical alteration on radiographic exam. Survival analyzes were performed using the "goodness-of-fit" test with statistical probability to estimate rates of treatment success. The Weibull regression model was used to compare survival curves, taking into account the dependence of observations when more than one treatment was performed in a single individual. 299 treatments were conducted (152 PCR; 147 SW), in patients with ages varying from 6 to 53 years. In this study, only the monitoring of treatments in Porto Alegre was performed and analyzed. During 6 years of follow-up, 127 teeth were evaluated. Survival rates were 60% for the test group and 32% for the control group (p <0.05). Among the variables analyzed, only type of treatment was significantly associated with the outcome of maintaining pulp vitality. The outcome was favorable when PCR was compared to SW, presenting itself as a protective factor (OR 0.44 p = 0.007). Age, gender and type of restorative material showed no association with the outcome. The results suggest that PCR can be a viable alternative in the treatment of deep carious lesions, showing significant improvement in relation to the maintenance of pulp vitality when compared to stepwise excavation.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/132374
Arquivos Descrição Formato
000984052.pdf (411.1Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.