Repositório Digital

A- A A+

Nau da Liberdade : travessia nômade entre teatro e saúde mental em desinstitucionalização

.

Nau da Liberdade : travessia nômade entre teatro e saúde mental em desinstitucionalização

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Nau da Liberdade : travessia nômade entre teatro e saúde mental em desinstitucionalização
Outro título Nau of Freedom : nomad crossing between theater and mental health institutionalization
Outro título Nau de la Libertad : cruce nómada entre el teatro y la institucionalización de la salud mental
Autor Pommer, Carolina Demaman
Rocha, Cristianne Maria Famer
Resumo A proposta deste artigo é a de visitar a Reforma Psiquiátrica no Estado do Rio Grande do Sul a partir do olhar sobre o grupo de teatro Nau da Liberdade, composto por usuários, trabalhadores e estudantes da Saúde Mental. A partir da narrativa sobre o processo de constituição do grupo, em 2012, são traçadas pontes entre a arte e possíveis caminhos para a desinstitucionalização, a consolidação de redes de atenção psicossocial e o cuidado em liberdade, sem desconsiderar os inúmeros desafios que a Reforma Psiquiátrica ainda encontra em sua navegação. A fim de contribuir com este processo, há a decisão de investigar – com o teatro – como um bando de atores-loucos consegue desafiar a institucionalidade dos modos de se trabalhar arte em saúde mental por um método que concebe a vida como obra de arte em processo.
Abstract The objective of this article is to address the Psychiatric Reform of the State of Rio Grande do Sul, Brazil, from an analysis of the theater group Nau da Liberdade, composed by mental health users, workers and students. From the narration of the process of creation of the group, in 2012, we draw connections between art and a possible path for deinstitutionalization, consolidation of psychosocial care networks and care in liberty, without disregarding the many challenges that Psychiatric Reform still finds during its journey. In order to contribute with this process, there is the decision of investigating – with theater – how a group ofmadmen-actors can challenge the institutionality of the ways of working with art in mental healthcare with a method that conceives life as a work of art in process.
Resumen La propuesta de este artículo es visitar la Reforma Psiquiátrica en el Estado de Rio Grande do Sul a partir de la mirada sobre el grupo de teatro Nave de la Libertad, compuesto de usuarios, trabajadores y estudiantes de Salud Mental. A partir de la narrativa sobre el proceso de constitución del grupo, en 2012, se dibujaron puentes entre el arte y posibles caminos para la desinstitucionalización, la consolidación de redes de atención psicosocial y el cuidado en libertad, sin desconsiderar los innúmeros desafíos que la Reforma Psiquiátrica aun encuentra en su recorrido. Con el fin de contribuir con este proceso, hay la decisión de investigar – con el teatro – cómo una pandilla de actores-locos consigue desafiar la institucionalidad de los modos de trabajar arte en salud mental por un método que concibe la vida como obra de arte en proceso.
Contido em Revista Polis e Psique. Porto Alegre. Vol. 5, n.3 (2015), p. 45-60
Assunto Desinstitucionalização
Grupo de Teatro Nau da Liberdade
Saúde mental
[en] Deinstitutionalization
[en] Mental Health
[en] Theater
[en] Work in Process
[es] Desinstitucionalización
[es] Salud Mental
[es] Teatro
[es] Trabajo en Proceso
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/132563
Arquivos Descrição Formato
000982094.pdf (228.3Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.