Repositório Digital

A- A A+

O espartilho de Têmis : a inédita demanda por justiça de nossa sociedade

.

O espartilho de Têmis : a inédita demanda por justiça de nossa sociedade

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título O espartilho de Têmis : a inédita demanda por justiça de nossa sociedade
Outro título The corset Themis : the unprecedented demand for justice in our society
Autor Rojo, Raúl Enrique
Resumo O artigo pretende dar conta de uma mutação social de primeira magnitude da que somos testemunhas: a crise, deserção ou perda de legitimidade das figuras de autoridade que até pouco tempo atrás processavam e davam resposta a conflitos e demandas próprias do convívio em sociedade. Estes magistrados sociais têm sido substituídos pelos juízes que parecem ser em nossos dias as únicas (talvez as últimas) pessoas legitimadas para imiscuir-se na vida alheia e dar resposta às antigas e novas demandas sociais (individuais e coletivas). Por acréscimo, esse apelo à lei e aos magistrados togados não se limita a perseguir a resolução de conflitos privados, mas se transforma, frequentemente, em um recurso estratégico a disposição dos políticos e dos cidadãos. Os primeiros têm descoberto o Tribunal como um novo lugar para fazer política, enquanto os segundos se dirigem à Justiça não só para conseguir que uma experiência deletéria seja reconhecida como um agravo, mas também para satisfazer uma reivindicação política: convocar perante uma instância simbólica uma liderança partidária ou um alto funcionário que parecem não serem “responsáveis” mais que o nome já que, de fato, nunca tiveram que prestar contas a ninguém por seu descaso à lei.
Abstract The article gives an account of a social mutation of the first magnitude that we are witnesses: the crisis, desertion or loss of legitimacy of authority figures who until recently processed and were the answer the conflicts and demands of conviviality in their own society. These social magistrates have been replaced by judges who seem to be nowadays the only (maybe the latest) legitimated persons to meddle in other people's lives and respond to old and new social demands (individual and collective). Moreover, this appeal to the law and robed magistrates is not confined to pursue the resolution of private disputes, but it often changes into a strategic resource available to politicians and citizens. The former have discovered the Court as one new place for politics, while the latter are directed to justice not only for get that an deleterious experience will be recognized as one grievance, but also to satisfy a political claim: convene before a symbolic instance of a party leader or a senior official who seem not to be "responsible" more than the name already that, in fact, never have had to be accountable to anyone by his indifference for the law.
Contido em Século XXI. Santa Maria, RS. Vol. 5, n. 1 (jan./jun. 2015), f. 9-25
Assunto Magistratura
Política
Sociologia do direito
[en] Jurisdictionalization
[en] Law judges
[en] Policy
[en] Social demands
[en] Social magistracy
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/132565
Arquivos Descrição Formato
000982574.pdf (760.4Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.