Repositório Digital

A- A A+

Condições de produção de um discurso sobre o sujeito aluno na educação a distância

.

Condições de produção de um discurso sobre o sujeito aluno na educação a distância

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Condições de produção de um discurso sobre o sujeito aluno na educação a distância
Autor Aiub, Tânia Jurema Flores da Rosa
Orientador Rottava, Lucia
Data 2015
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Letras. Programa de Pós-Graduação em Letras.
Assunto Análise do discurso
Educação à distância
Parafrases : Discurso
[en] Discourse analyses
[en] Discursive paraphrase
[en] Distance learning
Resumo O propósito principal desta pesquisa é analisar, pelo viés da Análise de Discurso (AD), as condições de produção de um discurso sobre o sujeito aluno na Educação a Distância (EaD), a partir do modo como a legislação, o discurso acadêmico, via fórum de discussões, e a própria percepção do aluno o constituem como sujeito da EaD. Procuramos examinar as materialidades discursivas sobre a EaD: recortes de textos jurídicos, textos ministeriais e sequências discursivas dos sujeitos do campo da prática para entender as condições de produção dos discursos que institucionalizam e determinam um perfil para o aluno da EaD e, sobretudo, pelo questionamento sobre como os processos discursivos dessa institucionalização produzem mecanismos de identificação/apropriação ou tensionamento por parte dos sujeitos da prática em suas posições de sujeito. Voltamo-nos para o campo teórico da AD com a perspectiva de que conceitos como Condições de Produção (CP), Memória Discursiva, Interdiscurso, Intradiscurso, Posição de Sujeito (PS), Formação Discursiva (FD) e Formação Ideológica (FI) paramentem nosso gesto analítico para responder aos objetivos específicos desta pesquisa: (a) identificar as pistas da constituição do sujeito no discurso legal; (b) compreender qual é o lugar do aluno no discurso acadêmico e, em que medida este discurso reproduz os saberes que determinam o modos jurídicos de constituição do aluno da EaD; (c) analisar a própria percepção do sujeito aluno que busca formação na modalidade educacional a distância. Nossa proposição de análise parte da hipótese de que a Formação Ideológica Tecnicista (FIT) permeia a constituição dos saberes jurídicos da Formação Discursiva Jurídica da EaD (FDJEaD) e da Formação Discursiva Ministerial da EaD (FDMEaD) e de que esses saberes determinantes da forma-sujeito dessas FD’s são apropriados/reproduzidos ou tensionados pelos sujeitos do campo da prática, ao ocuparem posições de sujeito na Formação Discursiva Institucional da EaD (FDIEaD). A noção de reprodução é definida pelo conceito de paráfrase discursiva compreendida nos termos do que Pêcheux (1997b) elencou como a determinação do interdiscurso no intradiscurso. Procuramos mostrar, por conseguinte, que as sequências discursivas (Sd) produzidas por alunos, acadêmicos e tutores que ocupam posições-sujeito na FDIEaD podem evidenciar processos de identificação, ou contra-identificação em relação aos saberes institucionalizados nos discursos oficiais. Motivamos, com essa análise, um olhar mais atento para o atravessamento do interdiscurso (memória discursiva) no processo de apropriação de saberes ideológicos que ressaltam na materialidade da língua – intradiscurso. Em todos os recortes (rec.) e sequências discursivas (sdr) analisados percebemos claramente o processo de intervenção da ideologia tecnicista na constituição de saberes das três FD’s analisadas (FDJEaD, FDMEaD, FDIEaD) e, sobremaneira, detectamos mecanismos linguísticos de identificação e contra-identificação das posições-sujeito das práticas de ensino-aprendizagem (acadêmicos, alunos, tutores) em relação ao discurso superestrutural (jurídico e ministerial).
Abstract The main purpose of this research is to analyse, from the perspective of Discourse Analysis (DA), the condition of the production of a discourse about the student talking into Distance Learning, account how the legislation, the academic discourse (through forum) and the studenr self-perception turn him into the subject of the Distance Learning (DL). We seek to examine the discursive materialities about the DL (excerpts of legal texts, ministerial texts and discursive sequences of subjects from the field of practice) to understand the conditions of production of the discourses that institutionalize and determine a profile to the DL’s student and above all by the questioning of how the discursive processes of this institutionalization produce mechanisms of identification/appropriation or tensioning from the subjects of the practice in their positions as subjects.We turn to the theoretical field of the DA with the perspective that concepts such as Production Conditions (PC), Discursive Memory, Interdiscourse, Intradiscourse, Subject Position (SP), Discursive Training (DT) and Ideological Training (IT) will embody our analytical gesture to answer the specific goals of this research: (a) to identify the clues of the constitution of the subject in the legal discourse; (b) to understand the place of the student in the academic discourse and in which way this discourse reproduces the knowledge that defines the legal ways of constitution of the DLstudent; (c) to analyse the self-perception of the student that searches education in the distance learning modality. Our analysis proposition starts with the hypothesis that the Technicist Ideological Training (TIT) permeates the constitution of the legal knowledge of the DL’s Legal Discursive Training (LDTDL) and the DL’s Ministerial Discursive Training (MDTDL) and that these determining knowledge of the form-subject of these Discursive Training is appropriated/reproduced or tensioned by the subjects of the field of practice once they occupy the subject position in the Institutional Discursive Training of the DL (IDTDL). The notion of the reproduction is defined by the concept of discursive paraphrase understood in the terms that Pêcheux (1997b) listed out as a determination of the interdiscourse in the intradiscourse. Thus, we seek to show that the discursive sequences (DS) produced by the students, scholars and tutors that occupy subject-positions in the IDTDL can suggest the identification processes or counter-identification processes in relation to the institutionalized knowledges in the official discourses. The analysis points to a closer look to the crossing speech (discursive memory) in the process of the appropriation of ideological knowledge that highlights the language materiality – intradiscourse. In every excerpt and discursive sequences (SD) analysed we clearly perceived the process of the intervention of the technicist ideology in the constitution of the knowledgeof the three DTs that were analysed (LDTDL, MDTDL, IDTDL) and we detected linguistic mechanisms of identification and counteridentification from the subject-positions of the teaching and learning practices (scholars, students, tutors) relative to the super structural discourse (legal and ministerial).
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/132662
Arquivos Descrição Formato
000984082.pdf (1.355Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.