Repositório Digital

A- A A+

Indução a puberdade em leitoas em diferentes idades e dois sistemas de manejo

.

Indução a puberdade em leitoas em diferentes idades e dois sistemas de manejo

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Indução a puberdade em leitoas em diferentes idades e dois sistemas de manejo
Outro título Puberty induction in gilts at different ages and two management systems
Autor Ribeiro, Renato Rosa
Orientador Wentz, Ivo
Data 2015
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Veterinária. Programa de Pós-Graduação em Ciências Veterinárias.
Assunto Indução
Puberdade
Reprodução animal : Suínos
Sistema de manejo
[en] Age
[en] BAIA
[en] BEAR
[en] Gilt
[en] Stimulation of puberty
Resumo A antecipação da puberdade por meio da estimulação do macho poderá permitir que a primeira cobertura possa ser realizada mais cedo reduzindo assim os dias não produtivos de fêmeas suínas. No presente estudo, 417 fêmeas DB-DanBred foram estimuladas por 42 dias em dois tratamentos, BEAR, local específico de exposição das leitoas a diferentes machos, e BAIA, a exposição tradicional das leitoas na própria baia, em três idades diferentes de início de estímulo, 150, 170 e 200 dias. No sistema BEAR foram alojados quatro machos e as leitoas introduzidas nesta área permaneceram durante um período de 15 minutos, sendo os primeiros cinco minutos apenas em contato focinho com focinho e após um macho era solto na baia para uma estimulação por mais 10 minutos. No sistema BAIA o macho foi introduzido na baia de alojamento das fêmeas e tiveram 15 min de contato físico. Não houve diferença na porcentagem de entrada em estro em nenhum intervalo (10, 20, 30 e 45 dias) do início do estimulo e apresentação do estro quando comparados os dois sistemas, dentro de cada idade de início de estímulo. Porém a média do intervalo entre o início do estimulo e apresentação do estro foi significativamente menor quando o contato com o macho começou aos 200 dias em comparação com 150 e 170 dias de idade (14,6 ± 1,1 dias vs. 22,9 ± 1,4 e 20,0 ± 1,3 dias respectivamente, P <0,05). Da mesma forma, a proporção de fêmeas que atingiram a puberdade no período de 10 dias do início da exposição ao macho foi duas vezes maior em fêmeas que iniciaram o estímulo aos 200 dias de vida, quando comparadas com fêmeas que iniciaram os estímulos aos 150 e 170 dias. Em conclusão, os dados do presente estudo indicam que apesar da diferença de manejo de estimulação entre os sistemas BEAR e BAIA, não existe diferença na porcentagem de entrada em estro entre os dois sistemas. Além disso, é evidente que a sincronia da puberdade em fêmeas DB-DanBred é significativamente melhor quando a exposição ao macho é adiada para os 200 dias de idade.
Abstract The anticipation of puberty through stimulation of the boar can allow the first mating to be conducted earlier, thus reducing non-productive days of the female swine. In the present study, 417 DB-DanBred gilts were stimulated for 42 days in two treatments; BEAR, specific area of gilt exposure to different boars, and BAIA, traditional exposure of gilts in their own stall, at three different ages at the beginning of stimulation, 150, 170 and 200 days. In BEAR system four boars were housed and the gilts introduced in this area remained for 15 minutes, the first five minutes being just in snout to snout contact and then a boar was relaesed in the stall for stimulation for 10 more minutes. In BAIA system the boar was introduced in the lodging stall of the gilts and they had 15 minutes of physical contact. There was no difference in the estrus onset percentage at any interval (10, 20, 30 and 45 days) from the beginning of the stimulation and estrus presentation when comparing the two systems, within each age at the beginning of stimulation. However the average of the interval between the beginning of stimulation and presentation of estrus was significantly lower when the contact with the boar began at 200 days in comparison with 150 and 170 days of age (14.6 ± 1.1 days vs. 22.9 ± 1.4 and 20.0 ± 1.3 days respectively, P < 0.05). In the same way, the proportion of gilts that reached puberty within 10 days from the beginning of exposure to the boar was twice as high in gilts that began the stimulation at 200 days of age, when compared with gilts that began the stimulation at 150 and 170 days. In conclusion, the data of the present study indicate that, in spite of the stimulation management difference between BEAR and BAIA systems, a difference does not exist in the estrus onset percentage between the two systems. Furthermore, it is evident that timing of puberty in DB-DanBred gilts is significantly better when exposure to the boar is postponed to 200 days of age.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/132690
Arquivos Descrição Formato
000984119.pdf (208.7Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.