Repositório Digital

A- A A+

Fonte, fluxo e foz : filosofia africana em Mãe, materno mar de Boaventura Cardoso

.

Fonte, fluxo e foz : filosofia africana em Mãe, materno mar de Boaventura Cardoso

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Fonte, fluxo e foz : filosofia africana em Mãe, materno mar de Boaventura Cardoso
Autor Azambuja, Márcio Passos de
Orientador Tutikian, Jane Fraga
Data 2015
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Letras. Programa de Pós-Graduação em Letras.
Assunto Angola
Cardoso, Boaventura 1944-
Literatura africana
[en] African literature
[en] African philosophy
Resumo Este estudo tem por objetivo observar relações entre a filosofia africana e a literatura africana produzida em Angola por Boaventura Cardoso e sua troca de influências atuais. Particularmente focando no aspecto que retrata os elementos constituintes dessa filosofia de matriz africana de acordo com os trabalhos de Paulin Hountondji, Henry Odera Oruka, Kwasi Wiredu, Wamba-Dia-Wamba e Sophie Oluwole articulando seus conceitos, suas manifestações e influências na cultura, política, religião, sociedade e educação angolana retratados na narrativa de Mãe, Materno Mar. Ao investigar e mapear a inserção de uma filosofia africana na literatura africana em língua portuguesa, quais processos adotados, fontes e objetivos presentes na produção literária de Boaventura Cardoso, consagrado autor africano, a pesquisa procura evidenciar o modelo de seu projeto literário nacional conciliando com alguns artigos de autoria de Luís Kandjimbo e Carmen Lúcia Tindó Secco. Os debates, as similaridades e as diferenças entre as matrizes de conhecimento ocidental e africano presentes nessa cultura representada pelo escritor são de evidente importância para a compreensão dos fluxos e refluxos entre a literatura, a filosofia e a realidade angolana e se apoiam nas pesquisas de José Castiano, Peter J. King, Gaston Bachelard e Pedro Francisco Miguel. Este estudo propõe-se a trabalhar a literatura como a possibilidade de uma reflexão filosófica. Desta forma, o fazer literário exige por assim dizer, um esforço não apenas de significação e construção de palavras, mas algo para além das fronteiras da própria linguagem. O objetivo deste estudo é contribuir para o delineamento do trabalho e do projeto literário de Boaventura Cardoso sob uma perspectiva filosófica e como eles se ajustam às dificuldades, à conveniência e aos desígnios de uma sociedade angolana.
Abstract This study aims to observe relations between the African philosophy and African literature produced in Angola by Boaventura Cardoso and his exchange of current influences. Particularly focusing on the aspect which depicts the elements of this philosophy of African origin according to the works of Paulin Hountondji, Henry Odera Oruka, Wamba-Dia-Wamba, Kwasi Wiredu e Sophie Oluwole, articulating its concepts, its manifestations and influence on culture, politics, religion, society and angolan education portrayed in the narrative of, Mãe, Materno Mar. When investigating and mapping the insertion of an African Philosophy in african literature in Portuguese, which adopted processes, sources and objectives are in the literary production of Boaventura Cardoso, consecrated African author, the research seeks to highlight the model of their national literary project reconciling with articles by Luís Kandjimbo e Carmem Lúcia Tindó Secco. The debates, the similarities and differences between western and african knowledge matrices present in this culture represented by the writer are of obvious importance to understand the ebbs and flows between literature, philosophy and the angolan reality and they are based on the research of José Castiano, Peter J. King, Gaston Bachelard and Pedro Francisco Miguel. This study aims to work the literature as the possibility of a philosophical reflection. Thus, the literary make demands as it were, an effort not only of meaning and construction of words, but something beyond the boundaries of language itself. The aim of this study is to contribute to the design of work and literary project of Boaventura Cardoso in a philosophical perspective and how they fit to the difficulties, the convenience and the designs of an angolan society.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/132833
Arquivos Descrição Formato
000984383.pdf (1.874Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.