Repositório Digital

A- A A+

O povo do pampa : uma história de vida em meio aos campos nativos do bioma pampa

.

O povo do pampa : uma história de vida em meio aos campos nativos do bioma pampa

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título O povo do pampa : uma história de vida em meio aos campos nativos do bioma pampa
Autor Patrocínio, Dennis Nogarolli Marques
Orientador Dal Forno, Marlise Amália Reinehr
Data 2015
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Ciências Econômicas. Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Rural.
Assunto Biodiversidade
Bovinocultura
Desenvolvimento rural
Meio ambiente
Pecuária : Bovinos
Produtor rural
Relações sociais
[en] Biodiversity conservation
[en] Family farming
[en] Natural pasture
[en] Pampa biome
Resumo Criar gado em campo nativo é uma prática que, historicamente, é desenvolvida no Estado do Rio Grande do Sul. Desde a preação do gado xucro distribuído pelas vastas planícies do bioma pampa até a produção de gado em estâncias, encontramos os elementos que configuraram a formação política e cultural do Estado. Anteriormente, em um passado ainda mais distante, povos de várias etnias passaram por esses ambientes, deixando costumes que, mesmo que se tenham passado séculos de intervenções culturais, ainda podem ser observados permeando a cultura do povo do Pampa. Em meio a esse ambiente, o presente estudo tem como objetivo identificar e visibilizar determinadas práticas, a relação com o ambiente e alguns dos aspectos simbólicos que envolvem os “pequenos produtores rurais” que criam gado em campo nativo, os quais são denominados de pecuaristas familiares. Para isso, foi realizado um resgate da formação do ambiente, até a chegada dos colonizadores, de modo a identificar os principais momentos históricos que se entremeiam para formar esse bioma como o conhecemos hoje. A história recente será contada com o apoio de uma família de pecuaristas familiares inserida na Serra do Caverá, localidade pertencente ao município de Rosário do Sul – RS. É em meio à singularidade da Serra do Caverá – entre cerros e coxilhas - que, fazendo uso da abordagem etnográfica, apresentarei a história de vida dessa família. Caracterizá-los, de modo a identificar valores intrínsecos à prática de criação de gado em campo nativo, suas relações com o entorno da propriedade e com o ambiente do qual fazem parte, permite reconhecer e valorizar uma prática secular de produção de gado. Percebe-se que esses pecuaristas familiares, com seu modo de fazer pecuária, mantêm uma relação estreita com os elementos da biodiversidade que o compõem, mas, por outro lado, nota-se que as políticas públicas de apoio à pecuária familiar, no contexto do bioma Pampa, são escassas, o que determinou, até pouco tempo, que estes tenham se tornado invisíveis ao Estado. Assim, somando a esses fatores a necessidade de identificar os valores simbólicos inerentes ao modo de se fazer pecuária na localidade e, sobretudo, à família pesquisada, concluímos que estes são indissociáveis ao ambiente que os cerca, ficando perceptível a premência de identificar e ampliar o conhecimento dessas práticas e sua aliança para a conservação da biodiversidade no bioma Pampa, para aí, sim, traçar estratégias de conservação que aliem o elemento humano com a conservação, pois, além de utilizar o campo nativo como insumo à produção, esse público de pecuaristas mantém a guarda do ambiente.
Abstract Raising cattle on natural pasture is a historical practice in Rio Grande do Sul. From the wild cattle hunt spread throughout the vast plains of Pampas biome to cattle production in ranches, we find elements that shaped the political and cultural structure of the state. In a remote past, people from various ethnic groups passed through these environments introducing traditions which, even after centuries of cultural interventions, can still be observed permeating the culture of people from Pampa. This study aims to identify and disclose some practices, their relation with the environment and some of the symbolic aspects regarding “small rural producers” that raise cattle on natural pasture, who are called family farmers. For this purpose, a research on the development of the environment up to the arrival of settlers was held in order to identify key historical moments that formed this biome as we know it today. The recent history will be narrated with the support of a family farmer from Serra do Caverá, a locality in Rosario do Sul county, Rio Grande do Sul. Amid the uniqueness of Serra do Caverá landscape I will present the life story of this family using the ethnographic approach. Characterizing this family in order to identify intrinsic values of livestock on natural pasture, their relation with the surroundings of the property and also with the environment to which they belong, enable us to value an ancient practice of livestock production. Family farmers keep a close relationship with the elements that constitute the environment biodiversity; on the other hand, public policies to support family farming of Pampa biome are limited, which led these families to become invisible to the state up until recently. Therefore, it is clear the urgency to identify and expand the knowledge of livestock practice and its role in the conservation of biodiversity in Pampa biome in order to design strategies that combine the human element and conservation, as these farmers use natural pasture as an input to production besides taking care of the environment.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/132903
Arquivos Descrição Formato
000980393.pdf (7.587Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.