Repositório Digital

A- A A+

Trilhas de violência no contemporâneo : uma possibilidade de desvio

.

Trilhas de violência no contemporâneo : uma possibilidade de desvio

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Trilhas de violência no contemporâneo : uma possibilidade de desvio
Autor Pombo, Marina Medeiros
Orientador Fonseca, Tania Mara Galli
Data 2014
Nível Especialização
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Psicologia. Curso de Especialização em Instituições em Análise.
Assunto Análise institucional
Biopoder
Contato-improvisação
Violência
Resumo As exigências do contemporâneo fazem presente o sufocamento e a captura à lógica violenta, de uma sobrevivência. Este trabalho procura as trilhas que os corpos expostos às exigências e violências seguem no seu andar, e suas saídas para os momentos de sufocamento. Sendo acompanhados jovens que circulam dentro do hospital e no consultório em que estou sendo psicóloga. Nesse emaranho de trilhas e acompanhamentos, descubro o sufocamento e a violência o encontro do contemporâneo com esses corpos, com meu corpo. E nessa trilha, a possibilidade de potência acende-se como vagalume o Contato e Improvisação e o ser dançarina me possibilita o respirar. Se o capitalismo contemporâneo pudesse falar ao ver os corpos dançarem diria que é uma “perda de tempo”. Para mim, um tempo ganho.
Abstract The demands of the contemporary make this suffocation and capture the violent logic of survival. This paper attempts tracks that bodies exposed to the demands and violence follow on your floor, and the outputs for the moments of suffocation. Being accompanied young circulating within the hospital and in the office on which I am being a psychologist. In this emaranho trails and side dishes, I find the suffocation and the violence of the contemporary encounter with these bodies, with my body. And on that track, the possibility of power lights up as the firefly and Contact Improvisation and be a dancer allows me to breathe. If contemporary capitalism could speak to see the bodies dance would say it is a "waste of time". For me, a time gain.
Tipo Trabalho de conclusão de especialização
URI http://hdl.handle.net/10183/132941
Arquivos Descrição Formato
000979757.pdf (1.073Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.