Repositório Digital

A- A A+

Restrições ao crescimento econômico no Brasil : evidências para o período 1990-2013

.

Restrições ao crescimento econômico no Brasil : evidências para o período 1990-2013

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Restrições ao crescimento econômico no Brasil : evidências para o período 1990-2013
Autor Araújo, Elisangela Luzia
Orientador Ferrari Filho, Fernando
Data 2015
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Ciências Econômicas. Programa de Pós-Graduação em Economia.
Assunto Economia
[en] Brazilian economy
[en] Economic growth
[en] Institutions
[en] Supply and demand constraints
Resumo O objetivo do presente trabalho foi analisar a trajetória de desaceleração, vivenciada pela economia brasileira, a partir dos anos 1990 até 2013, com o foco nas restrições impostas ao crescimento econômico – do lado da oferta, de demanda e institucionais – e suas implicações fundamentais. Apoiado nas principais interpretações teóricas e também na literatura empírica sobre a insuficiência do crescimento econômico no Brasil, elaborou-se uma investigação teórico-histórico-empírica, a fim de identificar os principais obstáculos existentes, investigando-se o seu papel na determinação da trajetória verificada nas últimas décadas. O procedimento metodológico envolveu três etapas. Na primeira, buscou-se explicitar um aparato teórico-conceitual, a partir de uma resenha literária sobre a temática do crescimento econômico, com ênfase nos fatores que podem restringir o referido processo, de acordo com três abordagens principais: a economia tradicional (ortodoxa), a vertente keynesiana-neoestruturalista e a visão da economia institucional. A segunda etapa realizou uma discussão reflexiva que identificou o contexto do surgimento e a evolução dos obstáculos relevantes ao crescimento sustentado no Brasil. Na terceira etapa, desenvolveu-se uma análise econométrica que se dividiu em duas partes: a primeira utilizou a metodologia para dados em painéis, para inferir as correlações entre algumas variáveis selecionadas e o crescimento econômico em um conjunto de 67 países entre 1990 e 2013, e a segunda realizou uma análise de séries temporais, visando avaliar a relação entre as restrições ao crescimento e a trajetória de baixo dinamismo, verificada a partir dos anos 1990. Os principais resultados da pesquisa sugeriram a existência de uma relação forte e direta entre a presença das restrições – de oferta, de demanda e institucionais – e o desempenho pífio da economia brasileira, que ocorreu em razão da deterioração dos canais fundamentais para o crescimento sustentado: o investimento, a produtividade e o setor externo, justificando o quadro de semiestagnação que caracterizou as últimas décadas.
Abstract The objective of this study was to analyze the trend of deceleration experienced by the Brazilian economy, from the years 1990 to 2013 with a focus on restrictions on economic growth - on the supply side, demand and institutional ones - and its fundamental implications. Supported by the main theoretical interpretations and also by the empirical literature on the failure of economic growth in Brazil, we elaborated a theoretical and historical-empirical research to identify the main obstacles, investigating its role in determining the trend observed in recent decades. The methodological procedure involved three steps. At first, we tried to clarify a theoretical and conceptual apparatus, through a literature review on the economic growth, with emphasis on factors that may restrict this process, according to three main approaches: the traditional (Orthodox) economy, the Keynesian-neoestruturalist vision and the institutional economics. The second stage held a reflective discussion which identified the emergence of the context and the evolution of relevant obstacles to the resumption of economic growth in Brazil. In the third stage, we dedicated to an econometric analysis was divided into two parts developed: the first used the methodology for data panels aiming to infer some correlations between selected variables and economic growth in a set of 67 countries between 1990 and 2013 and, the second, we conducted a time series analysis to evaluate the relationship between the constraints to growth and the trajectory of low dynamism observed from the early 1990. The main results of this study suggested the existence of a strong and direct relationship between the presence of restrictions – of the supply and demand side and institutional ones - and the weak performance of the Brazilian economy, which took place due to the deterioration of basic channels for sustained growth: investment, productivity and the external sector, justifying the semi-stagnation framework that characterized the last decades.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/132946
Arquivos Descrição Formato
000982837.pdf (2.116Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.