Repositório Digital

A- A A+

Inter-relações entre territorialidades e conflitualidades no litoral médio do RS : conexões simbólico-materiais que constroem territórios

.

Inter-relações entre territorialidades e conflitualidades no litoral médio do RS : conexões simbólico-materiais que constroem territórios

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Inter-relações entre territorialidades e conflitualidades no litoral médio do RS : conexões simbólico-materiais que constroem territórios
Autor Correas, Elisa Carbonell
Orientador Kubo, Rumi Regina
Data 2015
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Ciências Econômicas. Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Rural.
Assunto Economia
[es] Confictividad
[es] Consejo consultivo
[es] Desarrollo
[es] Discurso
[es] Inter-relación
[es] Territorialidad
[es] Territorio
Resumo O Litoral Médio do Rio Grande do Sul caracteriza-se por sua paisagem de campos pampeanos e dunas, percorrida por ventos e corpos de água doce em forma da grande lagoa dos Patos, lagoinhas e banhados que conectam o continente ao oceano. Este ecossistema é considerado de alta importância para a conservação da biodiversidade, por isso foi criado o Parque Nacional da Lagoa do Peixe. As atuais políticas de desenvolvimento na região, concentradas no incentivo à monocultura do arroz e do pinus, ameaçam a biodiversidade socioambiental e os modos de vida das populações tradicionais que habitam esta região. Neste contexto esta dissertação mostra as transformações da paisagem ao longo do tempo e que conformam o território. Etnografando o local, localizaram-se as diferentes territorialidades que fazem parte dessa construção territorial. Agricultores familiares, pescadores artesanais, comunidades quilombolas, fazendeiros e a Unidade de Conservação estabelecem conexões e inter-relações que constituem este território. Uma análise dos modos de apropriação da terra/água, a história, os modos de associação, o sistema de manejo, a relação com a natureza de cada uma destas territorialidades detalham as formas pelas quais se dá a conformação atual do território do Litoral Médio, que pode ser útil para planos de manejo territorial bem como para projetos de desenvolvimento local na região. Contudo, projetar o território passa pela discussão e relocalização das relações estabelecidas entre todas as territorialidades entre si, as relações com a terra/água e as relações entre as diferentes organizações estatais e da sociedade civil. Para isso, analisamos os espaços públicos de discussão, onde todos esses atores se encontram, dando especial ênfase ao Conselho Consultivo do Parque Nacional da Lagoa do Peixe, por ser um espaço previsto por lei Federal. A análise dos interesses e dos discursos dos diferentes atores mostra que a construção de território perpassa as relações de poder, as conflitualidades e as subjetividades criadas sobre o imaginário do que significa desenvolvimento para cada um.
Resumen El Litoral Medio de Rio Grande do Sul se caracteriza por su paisaje de campo pampianos e dunas, recorrida por los vientos y los cuerpos de agua dulce en forma de la grande Laguna de los Patos, las pequeñas lagunas y los bañados que concectan el continente con el océano. Este ecosistema es considerado como de alta importancia para la conservación de la biodiversidad, por lo que fue creado el Parque Nacional da Lagoa do Peixe. Las actuales políticas de desenvolvimiento concentradas en los incentivos para la monocultura del arroz y el pinus, amenazan la biodiversidad socioambiental y los modos de vida de las poblaciones tradicionales que allí habitan. De esta forma, esta disertación muestra las transformaciones del paisaje a lo largo del tiempo y que conforman el territorio. Etnografando el local, se localizaron las diferentes territorialidades que hacen parte de esa construcción territorial. Agricultores familiares, pescadores artesanales, comunidades quilombolas, fazenderos y la Unidad de Conservación establecen conexiones e interrelaciones que construyen territorio. Un análisis de los modos de apropiación de la tierra/agua, la historia, los modos de asociación, el sistema de manejo, la relación con la naturaleza de cada una de estas territorialidades muestra un panorama de la actual conformación del territorio del Litoral Medio, que puede ser útil para planos de manejo territorial y para proyectos de desarrollo local en la región. Sin embargo, proyectar territorio pasa por la discusión y relocalización de las relaciones establecidas entre todas las territorialidades, las relaciones con la tierra/agua y las relaciones entre las diferentes organizaciones estatales y de la sociedad civil. Para eso, analizamos los espacios públicos de discusión, donde todos estos actores se encuentran, dando un especial énfasis al Consejo Consultivo del Parque Nacional da Lagoa do Peixe, por ser este un espacio previsto por ley Federal. El análisis de los intereses y los discursos de los diferentes actores muestra que la construcción de territorio está atravesada por las relaciones de poder, las conflictividades y las subjetividades creadas sobre el imaginario de lo que desenvolvimiento significa para cada una de ellas.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/132952
Arquivos Descrição Formato
000982907.pdf (4.709Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.