Repositório Digital

A- A A+

Ensaios em desenvolvimento econômico

.

Ensaios em desenvolvimento econômico

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Ensaios em desenvolvimento econômico
Autor Niquito, Thais Waideman
Orientador Portugal, Marcelo Savino
Data 2015
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Ciências Econômicas. Programa de Pós-Graduação em Economia.
Assunto Economia
[en] Differences-in-differences with continuous treatment
[en] Economic development
[en] Federal government universities
[en] Human capital
[en] Institutions
[en] Instrumental variables fixed effects
[en] Municipalities
[en] Public sector
Resumo Esta tese é composta por três ensaios em desenvolvimento econômico. O primeiro deles investiga as causas das desigualdades regionais existentes ao longo do território nacional através da análise dos impactos que o capital humano e as instituições exercem sobre os diferenciais observados nos níveis de renda domiciliar per capita média entre os municípios brasileiros. Tendo em vista a endogeneidade existente entre as variáveis explicativas e a variável explicada, foram empregados instrumentos para o capital humano e para as instituições. O capital humano foi tratado tanto de forma quantitativa quanto qualitativa, sendo instrumentalizado através da razão entre o número de professores no ensino fundamental e de pessoas entre seis e quinze anos no primeiro caso e através da razão entre o número de matrículas no ensino fundamental e de pessoas entre seis e quinze anos no segundo caso. A qualidade institucional, por sua vez, foi instrumentalizada através da proporção de pretos e pardos na população em 1872. Os resultados indicam que o retorno da qualidade institucional sobre a renda dos municípios é maior do que o observado para o capital humano, estando próximo aos resultados obtidos por Acemoglu, Gallego e Robinson (2014). Estas evidências são estáveis às diversas especificações e testes de robustez.Já o segundo ensaio investigou os efeitos da participação do setor público no emprego sobre o mercado de trabalho dos municípios brasileiros, o que foi feito a partir da avaliação de seu impacto sobre a duração da jornada de trabalho contratual semanal, a rotatividade da mão de obra, o grau de empreendedorismo da população, o nível de qualificação dos trabalhadores, a produtividade e a capacidade inovadora das localidades. As estratégias empíricas empregadas foram a estimação de um modelo com dados em painel e efeitos fixos e a estimação de um modelo com dados em corte transversal e variáveis instrumentais. No segundo caso, os instrumentos empregados para a participação do setor público no mercado de trabalho foram o fato de os municípios terem pertencido aos grandes ciclos coloniais (cana e/ou ouro), ou se localizarem próximo àqueles que pertenceram. As evidências empíricas indicam que o tamanho do mercado de trabalho do setor público tem impacto negativo sobre as jornadas de trabalho contratuais semanais, sobre a capacidade de o município desenvolver inovações e sobre a produtividade do trabalho. Por outro lado, o impacto sobre a rotatividade da mão de obra é positivo. Os resultados não foram robustos para a investigação dos impactos sobre o nível de qualificação dos trabalhadores e a capacidade empreendedora do município.Por fim, o terceiro ensaio investigou o impacto que a criação das novas universidades federais, ocorrida durante a década passada e focada em municípios situados no interior do País, teve sobre a renda per capita das economias locais. O estudo desenvolvido por Vinhais (2013) trata dessa questão a partir da estimação de um modelo de Diferenças-em-Diferenças com Pareamento por Escore de Propensão, através do qual encontra um efeito positivo de 3,3%. Entretanto, tal estratégia não leva em consideração os potenciais efeitos que a criação de um novo campus de uma universidade federal em um determinado município tem sobre as localidades que deste se avizinham. Com vistas a acomodar uma possível situação de equilíbrio geral, o terceiro ensaio aborda esta problemática a partir de um modelo de Diferenças-em-Diferenças com variável de tratamento contínuo. Neste, a variável de tratamento, ao invés de assumir caráter binário, é construída a partir de uma função que seja capaz de capturar os efeitos de transbordamento que a criação de novos campi em um determinado município possa ter tido sobre os municípios vizinhos. Com base nesta estratégia empírica, o impacto estimado foi de 4,52%, maior, portanto, do que o obtido na estimativa de Vinhais (2013). O estudo também mostrou que municípios de menor porte tendem a ser mais afetados pela criação de um novo campus (impacto de 5,6%). Por fim, foram realizados dois testes de falsificação, a partir dos quais se observou que os resultados aqui encontrados são robustos.
Abstract The present thesis is a collection of three essays in economic development. The first essay investigates the causes of regional inequalities by analyzing human capital and institutions impacts over differences in the mean of per capita household income among Brazilian municipalities. Human capital and institutions required the use of instruments, due to its endogeneity with the explained variable. Human capital was treated both quantitatively and qualitatively; the former was instrumentalized by the ratio of the number of basic educational level’s teachers and the number of people between six and fifteen years old enrolled at that level, and latter one by the ratio of the number of enrollments at basic educational level’s and the number of people between six and fifteen years old. For the institutional quality the instrument employed was the participation of blacks and “pardos” (individuals decendent of caucasian, african and indian ethinies) in population at the year 1872. Results showed that the return of institutional quality on the municipalities’ income is higher than the return observed for human capital, in close comparison to the results found in Acemoglu, Gallego and Robinson (2014). Evidences are stable to different model specifications and robustness tests.The second essay investigated the effects of the size of public sector at the Labor Markets of Brazilian municipalities. The impact of public sector was measured over the duration of weekly work hours contracts, labor turn-over, the number of people working at small businesses, labor qualification level, productivity and municipalities’ capacity to generate innovations. The essay shows the estimation of two models in order to empirically evaluate those impacts: one with panel data and fixed effects, and another with cross-section data and instrumental variables. In the latter model, the instruments to assess the participation of public sector in Labor Market were whether the municipality was part of the great colonial economic cycles in Brazil (sugarcane and gold), or was close to a municipality that was part of those cycles. Empirical evidence suggested that the size of public sector affects negatively the duration of weekly work hours contracts, municipality’s capacity to generate innovations and labor productivity. On the other hand, the impact on labor turn-over is positive. The results, however, were not robust regarding impacts over labor qualification level and the number of people working at small businesses.Finally, the third essay investigated the impacts of the opening of new federal government universities in Brazilian countryside municipalities over the per capita income of these local economies during the last decade. Vinhas (2013) estimates a model based on Differences-in-Differences method with Matching by Propensity Score to address this problem, and found a positive effect of 3,3%. However, such a strategy did not take into account potential effects of a new campus across neighboring municipalities. Therefore, to capture possible General Equilibrium effects, this third essay uses a Differences-in-Differences method with a continuous treatment variable. This variable is built from a function able to capture spillover effects of new campus in neighboring municipalities, instead of assuming a binary form. This empirical strategy resulted in an estimated positive effect of 4,52%, higher than the one found in Vinhais (2013). Results also showed that small municipalities might suffer higher effects with the creation of a new campus (a positive effect of 5,6%). Over more, the essay presents two falsification tests, both attesting the robustness of the results.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/132953
Arquivos Descrição Formato
000982825.pdf (1.505Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.