Repositório Digital

A- A A+

Motivação para a prática do futebol : um estudo com atletas de alto rendimento

.

Motivação para a prática do futebol : um estudo com atletas de alto rendimento

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Motivação para a prática do futebol : um estudo com atletas de alto rendimento
Autor Nery, Fernanda de Souza
Orientador Voser, Rogerio da Cunha
Data 2015
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Educação Física. Curso de Educação Física: Bacharelado.
Assunto Futebol
Motivação
Resumo Este estudo quantitativo e descritivo tem como objetivo verificar os fatores motivacionais mais relevantes para a prática do futebol na opinião de atletas profissionais. O estudo contou com 109 atletas do sexo masculino, com idades entre 19 e 34 anos, que disputam o Campeonato Brasileiro da séria A, B e C de 2015. Para aquisição dos dados relacionados aos motivos da prática esportiva, foi utilizada a "Escala de Motivos para Prática Esportiva" (EMPE), a qual foi validada por Barroso (2007) para população brasileira e é composta por 33 questões. Como a medida foi feita em uma escala nominal, foram estabelecidos os seguintes critérios: "nada importante" (para o nível 0), "pouco importante" (para os níveis 1, 2 e 3), "importante" (para os níveis 4, 5 e 6), "muito importante" (para os níveis 7, 8 e 9), e "totalmente importante" (para o nível 10). Posteriormente, as questões foram agrupadas em 7 domínios motivacionais, assim denominados: status, condicionamento físico, energia, contexto, técnica, afiliação e saúde. Os resultados mostraram que o fator relacionado à competência técnica foi a de maior importância no contexto geral para os atletas. No entanto, no teste de follow up de Tukey houve diferença estatística significativa no fator afiliação, entre a Série A e a Série B. Não houve diferenças estatísticas significativas entre A e C ou B e C. Em relação ao Teste de Correlação de Pearson apareceram correlações estatísticas significativas entre, o tempo de prática e o fator status, (r=-0,35, p<0,001); tempo de prática e o fator saúde, (r=+0,22, p<0,02); idade e o fator status, (r=-0,36, p<0,001); e idade e fator afiliação (r= -0,22, p<0,02).
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/133077
Arquivos Descrição Formato
000983972.pdf (665.9Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.